Protesto contra aumento da tarifa de ônibus percorre ruas centrais de Porto Alegre

Manifestação do Bloco de Luta ocorreu no mesmo dia que novo valor entrou em vigor na Capital

Movimento começou na frente da Prefeitura e percorreu principais vias da cidade | Foto: Mauro Schaefer

Movimento começou na frente da Prefeitura e percorreu principais vias da cidade | Foto: Mauro Schaefer

No dia em que a nova tarifa de ônibus começou a vigorar em Porto Alegre, pelo menos 1,2 mil pessoas (de acordo com a Brigada Militar – 5 mil, segundo o Bloco de Luta pelo Transporte Público) protestaram contra o aumento das passagens, que passou de R$ 3,25 para R$ 3,75. Além de integrantes do Bloco, movimentos sociais também participaram de uma caminhada que saiu da frente da Prefeitura que seguiu até o Largo Zumbi dos Palmares, passando pelas principais ruas centrais. Manifestação terminou por volta das 20h15min.

Ainda na frente da Prefeitura, no final da tarde, manifestantes gritaram palavras de ordem contra o Prefeito José Fortunati e convocavam a população a se juntar ao grupo para o protesto. Eles ainda queimaram uma catraca figurativa demonstrando a revolta em relação ao novo valor que entrou em vigor nesta segunda. A Brigada Militar se manteve afastada, mas acompanhou o ato.

• PSol protocola ação para suspender aumento da tarifa dos ônibus

Os manifestantes passaram por pontos em que se concentra um maior movimento de pessoas e veículos devido ao fim de expediente, mas em nenhum momento ocorreram confusões ou depredações. Depois de partiram da frente da Prefeitura, eles seguiram por vias como Júlio de Castilhos, Rua da Conceição, onde pararam na entrada do túnel, avenida Salgado Filho e Borges de Medeiros, onde voltaram a parar no viaduto e cantar palavras de ordem contra a prefeitura e contra as empresas de ônibus. Na sequência, entraram Demétrio Ribeiro e voltaram a parar no cruzamento da avenida Loureiro da Silva com a José do Patrocínio. A manifestação terminou no Largo Zumbi dos Palmares.

Durante o trajeto, diversas linhas de ônibus não circularam no centro de Porto Alegre – situação que começou a ser normalizada por volta das 20h10min, segundo a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). Não houve registro de tumultos e confusões.

* Com informações dos repórteres do Correio do Povo e Rádio Guaíba Carmelito Bifano e Samantha Kelin 

Correio do Povo

Anúncios


Categorias:onibus

Tags:, ,

33 respostas

  1. Obviamente, há muito falso humanistas no meio, até liderando protestos, para piderem vontgolar os movimentos populsres e seguirem praticando o mal. Usam o estado de letargia, e a H.E.M. – Hipnose em Massa, realizada com técnicas de marketing de 3ª geração, para induzir falsas crenças e subverter os valores e implantar a ditadura comunista! São 4 as estratégias facilitadoras a hipnose coletiva, conheça-as: 1º. O estado de pré-pânico induzido pela política terrorista do medo: https://vimeo.com/152180430 2º. O estado de pré-ódio criado pela política de apartheid acabando com a identidade entre os cidadãos, dividindo a população em grupos opostos e jogando uns contra os outros enquanto incentiva o egocentrismo. O ódio disfarça a falta de fundamento do “falso-humanismo” https://youtu.be/_xy-EDWaMwU 3º. O estado de pré-torpor criado pela teia de paradoxos como (exemplos): 3.1. Indução ao consumismo desenfreado sem o povo dispor de recursos devido aos impostos extorsivos sem retorno em serviços públicos http://bit.ly/impostosEscravidao 3.2. i-Mobilidade urbana desperdiçando cada vez mais tempo de vida no trânsito contrariando a percepção óbvia de, a0 avançar a tecnologia, a vida deveria ficar mais fácil http://bit.ly/imobilidade 3.3. i-Mobilidade agravada pela repressão ao happy hour (lei seca), ao uso do celular ao volante e demais contradições das regras de trânsito exigindo uso do cinto de segurança mesmo ao se deslocar uma quadra a 10 km/h enquanto permite ônibus trafegarem com passageiros em pé sem segurança alguma. 3.4. A sexualidade exacerbada em um ambiente de promiscuidade onde os riscos tornam temerário o interagir. Quem possui parceiro, também é refreado pelo estresse. O desejo amplificado embora a satisfação seja dificultada ampliam a ansiedade. 3.5. Insegurança embora as tecnologias cada vez mais baratas de monitoramento por rede de câmeras e fiscalização por drones vigilantes com teaser acionados de uma central de monitoramento permitam acabar com praticamente toda a violência na área pública urbana. 3.6. Embora incumba-lhe o dever de garantir a segurança e a paz social, o governo terrorista promove a criminalidade mediante políticas desumanas de defesa dos bandidos e de abandono das vítimas ampliando a desordem, a ilicitude e injustiça.

    4º. A política de saúde pública terrorista transgênica e tóxica reduzindo a capacidade intelectual da população http://bit.ly/fluor-envenena Com tanta coisa errada, a capacidade cognitiva e de mobilização do povo é reduzida. As pessoas acham “normal” não querer pensar nessas incomodações e se deixa levar pelas distrações porque está aprisionando no holograma da hipnose de massa.

    Isso tem saída? Sim! Basta cada pessoa consciente começar a interagir – um a um – com os hipnotizados aproveitando (ou provocando!) encontros casuais: na fila do supermercado, na saída do culto, na entrada dos hospitais, etc. Para conseguir retirar uma pessoa desse estado de torpor é necessário o contato pessoal.

    Curtir

  2. OLha eu não tenho muito conhecimento destes indices e coisa e tal,mas pela minha idade sei muito bem como mudou o sistema de transporte coletivo aqui em Porto Alegre,alias só uso para trabalhar se tiver que fazer compras at´e um raio de tres quilometros eu vou a pé,faça chuva ou sol.Quando foi implementado os corredores aqui em Porto Alegre na época do Villela eles só serviram para uma coisa colocar um onibus atrás do outro em fila indiana,foi uma copia mal-feita de Curitiba,o que seria uma coisa inteligente foi o da Bento que foi destruido pela propria população analfabeta,microcefala.O que dizer do corredor da av.Sertório destruido ou do mastodonte mal-feito do triangulo.Falo das coisas mais perto de onde moro o resto eu não sei como esta, pois não gosto de circular por esta cidade.Quem foram os mentores deste quadro,o desperdicio de dinheiro publico em terminais como aquele do lado mercado publico que é uma latrina a céu aberto uma sujeira.É obvio que as pessoas gastam mais e as vezes sofrem mais no transito para evitar esta situação.Os governos populistas PT/PDT não estão nem ai eles estudaram a psicologia popular da nossa população e sabem que muitas pessoas são gado são tocadas para onde der,dá bolsa-familia,bolsa merenda,bolsa funk e eles reclamam e ficam quieto e as que não são asssim e pensam ,procuram soluções individuais é o verdadeiro cada um por si . Mas de qualquer forma mesmo as pessoas tendo ideias discordantes vale a pena ter este canal aberto,é o espirito do iluminismo,discordo de voces mas defenderei ate a morte o direito de voces falarem.

    Curtir

  3. Vamos combater o mosquito Aedes com misseis termonucleares.

    Curtir

  4. 3,25 R$ para 3,75 R$ significa 15 % de aumento, mais que a inflação, e 5 centavos para facilitar o troco. Os manifestantes tem que fechar a prefeitura, não entra e não sai, manifestação fraquinha. Os prefeitos nem estão ai pelo aumento da passagem. Grande esquema $$$ trens, metrôs e busão, com possibilidade de desvios….

    Curtir

  5. Protestar contra aumento de passagem é midiático, sai na imprensa. A inflação em quase 2% ao mês e esses caras só vêem o preço do ônibus. Quando o diesel sobe ninguém reclama. Quem trabalha ganha vale transporte, coisas que esses filhinhos de papai não sabem o que é. Já a luz, comida, combustível, serviços eu e quase td mundo paga do seu bolso. E esses grupinhos não protestam.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: