Com baixa adesão, grupo protesta contra aumento da passagem em Porto Alegre

Movimento percorreu ruas centrais no fim da tarde desta segunda-feira

Catraca de papelão foi queimada em alusão à reivindicação ao passe livre para estudantes | Foto: Samantha Klein / Rádio Guaíba / CP

Catraca de papelão foi queimada em alusão à reivindicação ao passe livre para estudantes | Foto: Samantha Klein / Rádio Guaíba / CP

Manifestantes protestaram novamente contra o aumento da tarifa de ônibus em Porto Alegre, no fim da tarde desta segunda-feira. O quinto ato convocado pelo Bloco de Luta pelo Transporte Público teve início depois das 18h,com concentração em frente à prefeitura e baixa adesão de público.

O grupo percorreu ruas centrais da cidade entregando panfletos e exibindo faixas contra o reajuste. Uma catraca de papelão foi queimada na Esquina Democrática, em alusão à reivindicação ao passe livre para estudantes.

Por volta das 19h20min, a caminhada foi encerrrada entre a avenida Salgado Filho e a rua Dr. Flores. Uma assembleia está marcada para a próxima quarta-feira para definir a data de um novo protesto.

Correio do Povo

________________

Título original, como consta abaixo:

baixa-adesao

Anúncios


Categorias:onibus

Tags:,

9 respostas

  1. PASSAGENS ENTENDA QUEM MANDA, E PORQUE NO TRANSPORTE COLETIVO DA CIDADE …
    http://www.polibiobraga.com.br/capitulo.pdf

    Curtir

  2. Quem costuma andar de ônibus, se liguem na roubalheira que estão fazendo!
    Eu vinha lendo vários relatos e resolvi começar a prestar atenção no valor descontado do meu TRI até que só ontem tive DOIS problemas:

    1) Por volta das 11h30, fui da Praia de Belas até o centro com um ônibus e fiz umas voltas de uns 15min e quando peguei o outro pra voltar me cobraram a 2a passagem. Questionei o cobrador e ouvi um sonoro “te vira” juntamente com um dar de ombros. Meu cartão tinha 67 reais e uns quebrados e foi a 64.

    2) Por volta das 15h30 peguei outro ônibus e o meu cartão foi de 64 pra 55 – isso mesmo NOVE reais de cobrança na passagem!!!!!! Porém motorista e cobrador falaram pra eu anotar o número, horário e fazer a reclamação porque isso era coisa “de cima”.

    Já fiz reclamação das 2 vezes e vou amanhã lá no posto questionar essa palhaçada.
    Agora imagina o tanto que não estão roubando porque raramente alguém olha os valores! Agora vou começar a carregar o valor exato e ir cuidando todas as vezes – e aconselho o mesmo.

    Isso tá bem orquestrado por Prefeitura, EPTC e consórcios: negaram a liminar pra voltar o valor reajustado, as empresas disseram que iam cortar o aumento dos rodoviários e vem tendo vários casos dessas cobranças erradas… ou seja, nitidamente estão jogando contra a população!

    Que máfia!

    Curtir

  3. Agora que falaram que não vai rolar o aumento de salário pros motoristas e cobradores por causa da queda do valor da tarifa, querem ver que eles vão se juntar a greve e apoiar eles?
    É sempre assim, parece que não existe noção alguma de como as coisas funcionam.

    Curtir

  4. Realmente não adianta protestar quanto ao aumento da tarifa,sem pesar o aumento da inflação e o custo do sistema.O problema esta lá em Brasilia,os quadrilheiros responsáveis por tudo estão lá.

    Curtir

    • Não é só Brasília, tem governos estaduais e prefeitos, que ficam com nossos impostos. Reforma tributária para baixar os impostos e redução de gastos público.

      Curtir

  5. Manifestação mal feita. Tem que correr atrás dos prefeitos, fechar as prefeituras, fechar as câmaras de vereadores. Tem que ser mais firmes e usar melhores estratégias. Os prefeitos se elegem e ficam enrolando o povo e a inflação aumentando, e no fim do mês recebendo nosso dinheiro.

    Curtir

  6. Depois que o povo viu que isso é mais politica suja do que um protesto pelo povo, largaram de mão.
    Como eu já disse, se protestassem pelo que realmente causa o aumento das tarifas, beleza, mas não, ignoram o fato do diesel ter disparado, esse pequeno detalhe é a espoleta para a inflação no Brasil.

    Curtir

  7. Trabalho no centro e sempre sou “vítima” dos protestos que acontecem aqui, tanto no transito quanto a necessidade de liberar os funcionários mais cedo porque o transporte público entra em colapso. O que sempre me surpreende é que a disponibilidade de muitas pessoas irem para rua em horário comercial.

    Curtir

    • Em muitos casos, é o trabalho deles.
      Ir apoiar um governo, ou reclamar de outro, 30 pilinha por algumas horas, mais o lanche.
      hahahaha

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: