Prefeitura de Porto Alegre vai contestar pedido para subsidiar passagem de ônibus

Consórcios entraram na Justiça para exigir pagamento do reajuste pelo Executivo

Prefeitura de Porto Alegre vai contestar pedido para subsidiar passagem de ônibus | Foto: Samuel Maciel /CP Memória

Prefeitura de Porto Alegre vai contestar pedido para subsidiar passagem de ônibus | Foto: Samuel Maciel /CP Memória

Com o anúncio de que os empresários de ônibus estão buscando a Justiça para exigir que a Prefeitura de Porto Alegre pague os R$ 0,50 do reajuste pendente da passagem, o Executivo municipal adiantou neste sábado que vai recorrer para evitar que mais dívidas se acumulem. O vice-prefeito, Sebastião Melo (PMDB), lamentou que um novo processo possa prolongar ainda mais a discussão e, em última análise, onerar a população. Melo também reforçou que, sobre a ação dos consórcios, a Prefeitura já havia recorrido ao Judiciário para tentar garantir a tarifa calculada com as exigências da licitação.

“As empresas dizem que, se compraram ônibus e estão atendendo exigências, a Prefeitura deve pagar a diferença. A Prefeitura não paga nada, porque se alguém tiver de pagar é o povo. Eu acho que as empresas podiam é fazer uma ação contra o Judiciário e contra os autores da ação (o PSol). O endereço da ação está errado, porque a Prefeitura quer cumprir o contrato. Então, nós vamos contestar e discutir na Justiça, vai ser um processo longo. No fundo, sempre que há essas questões, quem paga a conta é o povo”, avaliou.

Os consórcios responsáveis pelas linhas de ônibus da zona Leste da Capital ingressaram nessa sexta-feira com o pedido de complementação da tarifa pela Prefeitura. Representantes da Associação de Transportadores de Passageiros (ATP) alertaram que os demais empresários tomarão a mesma medida nos próximos dias.

O grupo também já anunciou a suspensão do reajuste de 11,8% nos salários de motoristas e cobradores. A redução deve ser confirmada nos contracheques do adiantamento salarial, recebidos nesta segunda-feira. O Sindicato dos Rodoviários e grupos dissidentes da entidade admitem paralisar a circulação das linhas no início da semana.

O reajuste das passagens de ônibus de R$ 3,25 para R$ 3,75, e dos lotações de R$ 4,85 para R$ 5,60, segue suspenso pela Justiça, em liminar concedida a pedido do PSol.

Bibiana Borba / Rádio Guaíba / Correio do Povo



Categorias:Ônibus

Tags:

2 respostas

  1. VAMOS SABER MAIS SOBRE O INICIO DOS AUMENTOS DAS PASSAGENS E CRIAÇÃO DA STS …. MAS PARA SABER MAIS TEMOS QUE VOLTAR AO PASSADO ” PAGAMENTOS DA INTERVENÇÃO, E CRIAÇÃO DO PLUS TARIAFRICO, QUE ESTÃO ROENDO NOSSO BOLSO ATÉ HOJE” LEIAM ESTE ARTIGO …
    http://www.polibiobraga.com.br/capitulo.pdf

    Curtir

  2. Não precisa dizer mais nada,fora Dilma ,fora PT cadeia para Lula.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: