Uber lança nesta quarta categoria de carros de luxo em Porto Alegre

Serviço oferecerá corridas em carros mais sofisticados com custo cerca de 30% superior 

Miss Brasil 2015 foi a primeira passageira | Foto: Uber / Divulgação / CP

Miss Brasil 2015 foi a primeira passageira | Foto: Uber / Divulgação / CP

A empresa Uber começa a oferecer nesta quarta-feira, a partir das 15h, o serviço de transporte privado por carros de luxo em Porto Alegre. O UberBlack funciona da mesma forma que o UberX, lançado em novembro na Capital, mas exige que os veículos sejam da cor preta e de modelos mais sofisticados. As corridas também são acionadas pelo aplicativo de celular e custarão cerca de 30% a mais do que no serviço comum.

Conforme o porta-voz da Uber no Brasil, Fábio Sabba, a tendência é de que a nova categoria seja utilizada para transporte executivo e eventos, que já costumam contratar motoristas privados. “O UberBlack tem motoristas tão profissionais como os do UberX. A diferença é que eles têm um carro sedã, de luxo, com bancos de couro, enquanto os carros do UberX são mais simples, mas a qualidade do serviço é a mesma”, explicou.

Assim como no UberX, os motoristas são necessariamente os proprietários dos carros e têm todo o histórico de condenações ou investigações criminais verificado. Para marcar o lançamento do UberBlack, a primeira corrida teve a miss Brasil 2015, a gaúcha Marthina Brandt, como passageira.

O número total de carros disponíveis na cidade não será divulgado. O custo inicial da corrida, que no UberX é de R$ 8, sobe para R$ 10 no UberBlack. Cada quilômetro rodado passa de R$ 1,45 para R$ 2,45. Para evitar pagar mais caro, os usuários devem evitar acionar o serviço em horários de maior procura, quando o aplicativo alerta para a operação da “tarifa dinâmica”.

Apesar de o serviço seguir sendo considerado clandestino pela Prefeitura de Porto Alegre, a Uber reitera que entende estar amparada pela legislação nacional do setor. O representante garante que a empresa está colaborando para o processo de regulamentação em andamento. ”A gente sempre está em contato com o poder público para falar sobre os benefícios da plataforma. Quando a Prefeitura pede qualquer tipo de informação, a gente fica bem feliz em poder dividir e explicar os benefícios da plataforma para a cidade. O que acontece é que existe uma Política Nacional de Mobilidade Urbana que prevê esse tipo de atividade. O que não existe é uma regulação”, justifica.

O prefeito José Fortunati (PDT) anunciou que pretende concluir a regulamentação da Uber e serviços semelhantes na Capital até o início de maio. O prazo foi adiado em dois meses depois de apresentação de novas questões jurídicas pelo Ministério Público do Estado.

Bibiana Borba / Rádio Guaíba / Correio do Povo



Categorias:Uber

Tags:,

3 respostas

  1. Usei em São Paulo, e realmente, é muito bom.
    Apesar de que eu já admiro muito o Uber X, quanto mais, melhor.
    hehe

    Curtir

  2. Enqunto isso um taxi palio 2010, 1.0 a gás pegava fogo na Mucio x Barbedo, hoje no menino deus.

    Curtir

  3. Tenho usado com frequência o serviço do Uber e tenho sido muito bem atendido. Parabéns ao Uber por mais esta iniciativa.

    A era do taxistas acabou!
    Os taxistas são grosseiros, desonestos, reclamam para fazer curtos trajetos (mesmo sendo necessário), fazem manobras perigosas no trânsito… acabou! Chega dessa máfia patrocinada pelo executivo e legislativo municipal!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: