Movimento pede apoio à implantação do Corredor Parque Gasômetro

Jacqueline pediu que parque saia do papel. Foto: Matheus Piccini/CMPA

Jacqueline pediu que parque saia do papel. Foto: Matheus Piccini/CMPA

A coordenadora do Movimento Viva Gasômetro, Jacqueline Sanchotene, ocupou o espaço da Tribuna Popular, durante a sessão ordinária desta segunda-feira (4/4), para pedir o apoio da Câmara Municipal de Porto Alegre à criação efetiva do Corredor Parque Gasômetro na cidade. Jacqueline fez um histórico da luta do Movimento Viva Gasômetro, iniciada em 2005, lembrando a a aprovação e criação do Corredor em 2009, com a sanção da emenda que criou o Parque Gasômetro, bem como a aprovação, em 2014, da área que deverá ser destinada para a implantação do Corredor. “O Corredor Parque Gasômetro também já está incluído no PDDUA. Agora a nossa luta é para que o Corredor seja efetivamente criado em curto espaço de tempo.”

Jacqueline Sanchotene destacou que o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desejam instalar, naquela área, o Museu de Antropologia do RS e a sede do Iphae. “Queremos que o novo parque seja denominado Parque José Lutzenberger. Consultamos a Fundação Gaia sobre a questão e a entidade está se somando à nossa luta.” A coordenadora do Movimento informou que já estão sendo agendadas reuniões com representantes do Executivo municipal para que se agilize a criação do Corredor e apelou para que a Câmara apoie a iniciativa. “Já pedimos uma audiência ao presidente da Câmara, vereador Cassio Trogildo, para que o tema seja debatido pela Casa.

Corredor Parque do Gasômetro

O Corredor Parque do Gasômetro é um espaço público dividido em duas áreas. A primeira compreende o Museu do Trabalho e seu entorno, a Praça Brigadeiro Sampaio, junto à Rua dos Andradas, a Avenida Siqueira Campos, a Rua General Portinho e a Avenida Presidente João Goulart. Na outra, na região da Praça Júlio Mesquita, o alcance chega à Avenida Siqueira Campos, Rua Vasco Alves, Rua Washington Luiz, Avenida Presidente João Goulart, Rua General Salustiano, Avenida Loureiro da Silva e Usina do Gasômetro.

A criação do Parque Corredor do Gasômetro está prevista desde 2009, quando foi aprovada pela Câmara Municipal a revisão do Plano Diretor De Desenvolvimento Urbano Ambiental (PDDUA). A definição do parque foi incluída à época por duas emendas ao PDDUA.

Texto: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)
Edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)

Câmara Municipal



Categorias:Outros assuntos

Tags:

4 respostas

  1. A área descrita inclui o shopping do projeto cais Mauá? Se sim, aposto dez pilas como o objetivo é mais barrar o shopping a qualquer custo. De qualquer maneira, como funcionaria um parque dividido por uma avenida de alta velocidade? Vão querer um túnel ou passarelas bagaceiras?

    Eu tenho uma solução melhor, que poderia agradas ambas partes: o shopping fica no local pretendido, ajudando a viabilizar o projeto do cais. Em cima dele, um telhado verde funcionando como parque e praça contemplativa. O telhado verde então se estenderia sobre a avenida, assim se integrando ao lado leste. Nesse lado leste, a praça seria desenhada tendo vários níveis, com terraços e outros desníveis, com escadas em rampas permitindo uma circulação fluída de um lado para o outro.

    Curtir

  2. Hmm interessante essa imagem aqui, que compara o que foi aprovado com o que se desejava fazer.

    De novo, eu prefiro algo como o modelo da esquerda, mas sem rebaixamento da avenida (muito caro), e com o shopping embaixo no lado direito. Perfeitamente viável.

    Curtir

  3. Nao entendo. Logo ali ao lado, a menos de 100m, esta o Pq da Harmonia entregue as moscas.

    Pq essa tchurminha nao se empenha em pressionar o governo a realmente qualificar essa area em vez de quererem que gastem milhoes para enterrar uma parte da avenida?

    Como diz o fmobus, deve ser para tentar barrar o shopping “capitalista” ao lado da chamine.

    Curtir

  4. Faltou na matéria dizer que o corredor que foi aprovado e que esse Movimento revindica seria subterrâneo.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: