Projeto do Metrô volta a prever extensão à Fiergs

metro-poa

Jornal Metro – Porto Alegre – 27/04/2016



Categorias:Outros assuntos

10 respostas

  1. Até porque sou partidário convicto de que o Aeromóvel seria muito mais indicado para nossa Capital.
    O custo de implantação da estrutura do metro é muitíssimo maior. Colocaram a unidade atendendo(?) o terminal do aeroporto até a estação do trensurb, por alguma greve de humoristas na cidade, então porque não fazer acontecer de forma correta???

    Curtir

    • Mas para este trajeto do projeto nao serve o aeromovel, seria possivel um VLT ou veiculo do genero.

      Vale lembrar que o Aeromovel nao serve para trajetos extensos, tampouco para veiculos de grande carga.

      Curtir

      • A situação é atestar que o aeromóvel não serve!! O que é um VLT e qual a capacidade dele que não seria suprida pelo Aeromóvel? Ainda acredito que o problema maior do Aeromóvel é ser obra de gaúcho. Tem capacidade de ser estimado seu custo de forma aberta, ai vai contra interesses diversos.

        Curtir

    • O aeromovel não daria conta de tanta gente, ele não serve para substituir o metrô.

      Curtir

      • Olha o custo do metro!!! Nós temos gente demais morrendo sem atendimento médico e não temos policia nas ruas por falta de recursos: mas o metro é o canal.

        Curtir

      • Pedro, e agora por causa disso não devemos ter metrô? Por isso que cada área tem destinada uma parte das verbas totais da união. Não pode-se tirar dinheiro da saúde para pagar os salários dos brigadianos, tirar verba da educação para aumentar os leitos nos hospitais e nem tirar dinheiro da segurança pública para reformar escolas. Realmente, acredito que a União precisa se estabilizar antes de liberar verba para linhas de metrô, mas é uma obra realmente necessária. Primeiramente, vai ajudar a diminuir a poluição em Poa, reduzindo o número de veículos que se deslocam no eixo Zona Norte – Centro, com isso reduzindo acidentes e atropelamentos.

        E também sou contra fazer várias linhas de BRT, VLT ou Aeromovel no lugar do metrô, pois vão nascer linhas saturadas ao longo da cidade e vai ser dinheiro jogado fora quando precisarem substituir estas por outras linhas de metrô, a Zona Norte precisa dessa linha a mais de 20 anos. Quando houver dinheiro em caixa novamente, que construam mais linhas de metrô pela cidade.

        Curtir

      • Primeiro vamos convir que não falei em relocar verbas, pois a saúde, a brigada, as escolas não tem dinheiro porque suas verbas foram para lugar incerto e não sabido, portanto não existe essa possibilidade. Voce colocar um transporte sobre a superfície é muito mais barato que sob a mesma: são gastos elevadíssimos. 1 Km sob equivale a 10 Km sobre. Diminuir a poluição e número de acidentes é utopia. Quem anda de carro, anda de carro. Libera a pista, surge mais carros, e assim vai. A Freeway foi aberta e congestionava do Centro até a Assis Brasil final do expediente: vamos alargar/duplicar a FreeWay que resolve!!! Quem ainda não ia, passou a ir por ali e continuou a mesma coisa. Sou contra esse gasto violento que significa metro. Será que não vamos aprender o que significa obras faraônicas: copa da Fifa; Lava Jato, etc….

        Curtir

  2. Nas eleições falaram tanto desse metrô, era óbvio que a crise ia chegar, e que essa bagaça não iria sair, tanto é que já estavam enrolando.
    Olha no que deu.

    Curtir

  3. Ningue me tira da cabeça que esse tal METROPOA nada mais é que um cabide de empregos, pois NUNCA esse metro vai sair do papel.

    Curtir

  4. Essas notícias sobre o metrô de POA parecem requentadas a cada ano, sem falar que não parecem saber o que estão fazendo. Primeiro iria até a Fiergs. Depois tiraram o trecho da Fiergs pois o terreno de manutenção no Sarandi precisaria de drenagem e acharam melhor levar um ramal subterrâneo até o Humaitá. Depois cortaram o ramal subterrâneo e voltou o trecho até a Fiergs por terem encontrado um terreno no Sarandi sem necessidade de drenagem. Agora ficou o ramal subterrâneo E a extensão até a Fiergs???

    Francamente, está na hora de a prefeitura aceitar que provavelmente não receberá auxílio financeiro do governo federal e muito menos do estadual e de que a obra subterrânea custará muito mais que cinco bilhôes. Talvez só reste a viabilidade de fazer o trem elevado (com um trecho subterrâneo no centro). Por mais feio que seja, não há muito a ser estragado nas paisagens da Farrapos e da Assis Brasil, sem falar que um monorail ou um Alston Axonis não degradariam tanto o ambiente quanto os trechos elevados do trensurb. Também haveria a opção de fazer um VLT com uma capacidade uma capacidade de ~35000 passageiros/hora/sentido (atualmente o corredor de ônibus tem uma demanda de 25000 no horário de pico, se não me engano). Enfim, eu não acredito mais nesse metrô (se nem pavimentar o BRT Porto Alegre conseguiu).

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: