Obras da nova ponte do Guaíba seguem em ritmo lento

Governo federal anunciou há um mês a retomada dos trabalhos

Obras da nova ponte do Guaíba seguem em ritmo lento | Foto: Samuel Maciel

Obras da nova ponte do Guaíba seguem em ritmo lento | Foto: Samuel Maciel

Mesmo com o anúncio do governo federal há um mês de retomada das obras da Nova Ponte do Guaíba, os trabalhos no canteiro de obras estão praticamente parados. Nesta sexta, pouco mais de 20 funcionários trabalhavam próximo das vigas da estrutura localizada na rua Voluntários da Pátria e também na rua João Moreira Maciel. Os trabalhadores realizavam a colocação de estacas.

Com relação à liberação de recursos financeiros para a retomada em ritmo mais acelerado das atividades de construção da nova ponte do Guaíba, a superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit/RS) informou que o assunto está sendo tratado pelo Ministério dos Transportes e pelo Ministério do Planejamento e que a superintendência aguarda o repasse. Segundo o departamento, o cronograma teve que ser revisto em razão do cenário econômico do Brasil. A obra está orçada em R$ 650 milhões, com recursos do governo federal.

A obra da nova ponte do Guaíba iniciou em 2014 com a construtora Queiroz Galvão. A execução dos trabalhos começou a apresentar problemas devido ao atraso no repasse de recursos da União no final de 2015. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de Porto Alegre (Sticc) em maio deste ano, a construtora diminuiu o ritmo de trabalho das obras com a demissão de 300 trabalhadores. Em novembro de 2015, 200 já haviam perdido o emprego. Segundo a construtora, aproximadamente 35% da obra está concluída.

A nova ponte do Guaíba terá uma extensão de 12,3 quilômetros com um total de cinco quilômetros de trecho em aterro e 7,3 quilômetros em obras de artes especiais (ponte sobre os canais navegáveis, elevada e viadutos). Com 27 metros de largura nos vãos principais, a pista contará com duas faixas de rolamento com acostamento e refúgio central. O Dnit prevê que 50 mil veículos utilizem a nova ponte do Guaíba diariamente.

Correio do Povo – Cláudio Isaías



Categorias:Nova ponte Guaíba

Tags:,

2 respostas

  1. deviam ter usado essa grana para fazer o metrô

    Curtir

  2. A ponte vai custar 2 vezes mais e demorar 10 anos.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: