Água de Porto Alegre voltou ao normal, diz Dmae

Departamento alerta que algumas pessoas podem sentir pontualmente o desconforto de cheiro e gosto

 

 Empresa alerta que algumas pessoas podem sentir pontualmente o desconforto de cheiro e gosto na água | Foto: Samuel Maciel / CP Memória


Empresa alerta que algumas pessoas podem sentir pontualmente o desconforto de cheiro e gosto na água | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) divulgou nota nesta quarta para afirmar que a percepção sensorial e os resultados analíticos dos últimos 15 dias não detectaram mais alterações de gosto ou odor nas estações de água tratada em Porto Alegre. Segundo o texto, os técnicos do Dmae acompanharam a redução gradativa das alterações e, após esse período de observações e análises, podem confirmar a volta das condições usuais da água. Contudo, a investigação das substâncias que causaram as reclamações de gosto e odor será mantida.

“Podemos informar a volta à normalidade da nossa água tratada. Além dos painéis sensoriais, estamos completando, pela primeira vez desde o final de maio, uma semana sem reclamações de gosto e odor da água através do Sistema 156”, afirma o diretor-geral do Dmae, Antônio Elisandro de Oliveira.

O Dmae alerta para a possibilidade de algumas pessoas ainda sentirem, pontualmente, o desconforto de cheiro e gosto na água, pois a cidade tem uma rede de mais de 4 mil quilômetros de tubulações e mais de cem reservatórios públicos (fora as caixas d´água particulares), que podem estar com retenção de resíduos da água afetada pelas alterações há mais tempo.

Na sequência da apuração das substâncias responsáveis pelas alterações de gosto e odor, um laboratório paulista acreditado pelo Inmetro na ISO 17.025:2005 – Requisitos Gerais para Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração – foi contratado para analisar 478 compostos orgânicos voláteis e semivoláteis. Técnicos habilitados vieram a Porto Alegre para coletar amostras de água em 15 pontos diferentes, selecionados pelo Dmae, pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam), com o auxílio do Ministério Público. Os resultados dessas novas análises deverão ficar prontos durante o mês de setembro.

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

1 resposta

  1. Acho q estão enrolando……vamos apurar melhor!!!!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: