Estado oficializa cluster para tecnologia médica em parceria com alemães

Com o certificado, Brasil passa a ser o quarto país em que o Medical Valley, originário de Erlangen, na Alemanha, expande operações

Sartori recebe certificado como parceiro premium do diretor executivo do Medical Valley, Tobias Zobel | Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini / CP

Sartori recebe certificado como parceiro premium do diretor executivo do Medical Valley, Tobias Zobel | Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini / CP

O Governo do Rio Grande do Sul recebeu, nesta segunda-feira, em Weimar, na Alemanha, o selo de parceiro premium junto à instituição Medical Valley, da Alemanha, entidade com a qual articula a instalação de um cluster de tecnologia médica no Estado.

O certificado, entregue ao governador José Ivo Sartori durante o primeiro dia do Encontro Econômico Brasil-Alemanha (EEBA), tornou o Rio Grande do Sul apto a estabelecer novas parcerias internacionais para o cluster, espécie de agregado de empresas e universidades com objetivo de troca de informações e fomento de novas tecnologias.

Com o certificado, o Brasil passa a ser o quarto país em que o Medical Valley, originário de Erlangen, na Alemanha, expande operações. Segundo o o diretor do Medical Valley, Tobias Zobel, trata-se de uma oficialização do negócio que, pelos próximos dois anos, deve render eventos de promoção às empresas gaúchas envolvidas no projeto. Além disso, devem ser produzidos estudos sobre as potencialidades de articulação entre as entidades gaúchas e alemãs.

“Com o lançamento oficial de hoje, a ideia da Medical Valley é começar estudos e lançar eventos no Brasil e na Alemanha para divulgar as empresas parceiras”, disse Zobel.

No Rio Grande do Sul, o Medical Valley concentra atividades no Vale do Sinos, ainda que não haja previsão de instalação de uma sede. As empresas associadas ao cluster recebem incentivos fiscais de ICMS por parte do Estado.

Em Erlangen, sede da Medical Valley, o cluster associa mais de 500 empresas e universidades, e 40 instituições de saúde.

Gabriel Jacobsen / Rádio Guaíba / Correio do Povo

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

4 respostas

  1. Isso se sobrar algum cidadão vivo depois do caos da segurança (que já era problemática) inflado pelo pateta do Sartori. Sabemos que os governos anteriores fizeram m****, mas o Sartori sabia onde estava se metendo quando se candidatou então essa desculpa não vale. Sorte a nossa é que Porto Alegre parece estar escolhendo outro caminho que não o partido oportunista que está em todos os governos.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: