Prefeitura notifica Inter por cercamento de parque

Convênio que visa atingir 300 jovens em vulnerabilidade social corre risco

Cercamento de campos no Marinha do Brasil pode barrar acordo do Inter com a prefeitura | Foto: Inter / Divulgação / CP

Cercamento de campos no Marinha do Brasil pode barrar acordo do Inter com a prefeitura | Foto: Inter / Divulgação / CP

Um projeto social em parceria com a prefeitura de Porto Alegre anunciado pelo Inter no começo da semana com objetivo de ajudar 300 jovens em vulnerabilidade social virou polêmica e pode ser cancelado. O problema ocorre porque o clube fez o cercamento dos campos que serão usados no Parque Marinha do Brasil, o que não estava previsto no acordo inicial. A prefeitura já notificou a direção do Inter e aguarda que o cercamento seja desfeito.

 

O secretário de Esportes do município, José Edgar Meurer, explicou que o acordo com o Inter faz parte de um projeto da pasta que visa permitir a prática de esportes para crianças filhas de pais com renda de até dois salários mínimos.

 

“Existe um convênio com 16 clubes em Porto Alegre para que as crianças com pais que ganham até dois salários mínimos participem das diversas atividades dessas agremiações. Inclui aí ginástica, natação, hipismo, handebol, voleibol etc. Inter e Grêmio são duas entidades que fazem parte. O convênio com o Inter foi renovado em julho, que é para utilização dos campos 1, 2 e 3 do Parque Marinha do Brasil. O convênio não previa o cercamento dos campos. O Inter fez sem autorização. O clube foi notificado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Smam) para tirar a tela e armação dos ferros”, explicou Maurer em entrevista à Rádio Guaíba.

 

Pelo convênio, o Inter tem direito a usar a área por mais oito meses, quando será iniciada no local a obra que faz parte da revitalização da orla do Guaíba. O secretário ressaltou que o clube vinha cumprindo a sua obrigação no contrato até fazer o cercamento.

“Nesses oito meses o clube daria a manutenção dos campos, como já vêm fazendo. Eles cortam a grama, colocam o adubo. Eles estão fazendo a parte deles. Não temos o que reclamar. As vagas da Escola Rubra estão sendo utilizadas. Não temos o que reclamar do Inter, a não ser a colocação dessas telas. Para colocar uma tela tem de ser previsto no convênio. Não se pode fazer o que não está previsto”, disse Meurer, que comunicou que a população que usa aquela parte do parque para lazer reclamou do cercamento.

“Tem as pessoas que querem aproveitar o pôr do sol, tem quem quer acessar o rio sem dar uma volta muito grande. Tem grupos que jogam nos finais de semana, mas o convênio já previa isso. O Inter utiliza de segunda e sexta e sábado e domingo está liberado para a população utilizar os campos”, explicou.

 

O Inter havia marcado uma coletiva de imprensa para esta quarta-feira para anunciar detalhes do projeto. Com o impasse sobre o cercamento, o clube anunciou o cancelamento e diz que só vai se pronunciar após o assunto ser resolvido junto à prefeitura. O secretário de Esportes José Edgar Meurer admitiu que a troca na administração da prefeitura – o que também ocorre na direção do Inter – impede que seja feita uma alteração no contrato neste momento para que o cercamento possa ser mantido.

“Eu estou saindo no final da semana. O governo está saindo, não sei o que vai acontecer depois. Pode ser que haja um acordo, mas não posso garantir. Não sei qual será a postura do novo governo”, destacou o secretário de Esportes. Ele ainda ressaltou que não viu má-fé do Inter na ação. “O Inter tomou uma medida de segurança. Não estou dizendo que o Inter teve má-fé. Tomou a decisão até para proteger as crianças, mas não estava previsto no contrato”, continuou.

 

José Edgar Meurer ainda revelou a torcida para que haja um acordo entre prefeitura e Inter. “O interesse da secretária é ter projetos de inclusão social dessas crianças para que não sejam pegos por um traficante ou bandido. Quanto mais convênios nós fizermos, melhor para nós. Já que não temos como atender a população, fizemos esses convênios”, declarou.

Correio do Povo e Rádio Guaíba

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

2 respostas

  1. Sem comentários, agora o inter virou o dono do marinha, tem que cercar uma área publica, que beleza!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: