Carris começou a dar prejuízo na gestão Fortunati

De referência no transporte público do país a empresa deficitária ameaçada de extinção. Este é o resumo da trajetória da Carris nos últimos anos.

Empresa vem acumulando prejuízos crescentes desde 2011 / Foto Ivo Gonçalves / PMPA

Empresa vem acumulando prejuízos crescentes desde 2011 / Foto Ivo Gonçalves / PMPA

Com 144 anos de existência, funcionando desde os tempos dos bondes, a Carris coleciona prêmios. Em duas ocasiões foi eleita a melhor empresa de transporte público do Brasil pela ANTP (Associação Nacional dos Transportes Públicos), em 1999 e em 2001. Em 2003, foi a primeira instituição municipal a conquistar o Prêmio Nacional de Gestão Pública, oferecido pelo Governo Federal. O site da empresa apresenta os prêmios recebidos a cada ano.

É também a empresa de transporte público mais lembrada pelos porto alegrenses, com 17 prêmios Top of Mind, promovido pela revista Amanhã. Prêmio este que, desde 2013, é o único recebido pela empresa.

carris-evolucao-resultados-anuais

Foi na gestão do prefeito José Fortunati que a empresa começou a apresentar prejuízos. Os demonstrativos contábeis da Carris nos últimos sete anos mostram uma derrocada rápida nas contas da empresa. Até 2010, a Carris dava lucro – o superávit do ano em questão foi de R$ 356.136. Em 2009, o lucro havia sido ainda maior: R$ 1.090.786, em valores da época.

No ano seguinte, a empresa começa a dar prejuízos crescentes ano a ano. Em 2011 o prejuízo foi de quase R$ 6 milhões. Em 2012, um salto negativo: R$ mais de R$ 21 milhões de prejuízo. O déficit nas contas da empresa chegaram a mais de R$ 50 milhões em 2015. Os números referentes a 2016 ainda não foram divulgados.

A nova direção da empresa foi empossada nesta terça-feira com a missão de reverter os resultados negativos. O prefeito Nelson Marchezan Jr. já sinalizou a possibilidade de privatização da empresa, caso os resultados não melhorem. Não há um prazo determinado para os resultados.

O novo diretor presidente, Luis Fernando Ferreira, assumiu o cargo falando na necessidade de um choque de gestão. Ferreira atribuiu a sequência de prejuízos da empresa a uma “obsolescência no modelo de gestão, que vem crescendo e se perpetuando”. Para ele, o modelo estabelecido na Carris não tem foco nos resultados.

Confira a evolução dos resultados da Carris:

2009: 1.090.786
2010: 356.136
2011: -5.916.653
2012: -21.908.094
2013: -30.293.619
2014: -43.505.556
2015: -50.740.380

Jornal Já

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

Tags:, , ,

8 respostas

  1. E foi o prefeito que mais contratou CCs. Casualidade?

    Curtir

  2. Empresas de iniciativa privada obtêm ótimos resultados. Esperamos que os novos administradores possam mostrar o que o novo Prefeito vendeu como eficiência e produção de resultados em sua gastão.

    Curtir

    • Tipo a Oi

      Curtir

      • Ele falou em relação as empresas de onibus de Porto Alegre. Sobre a Oi o problema é que teve que pagar milhões pro lulinha e outros moluscos…. Agora quem se lembra da CRT , não tem saudade nenhuma da empresa estatal de telefonia .

        Curtir

  3. Andei muito com os onibus desta empresa e posso te dizer que nunca foram grande maravilha,este tipo de pesquisa como marca mais lembrada não quer dizer que é a melhor.Entretanto dentro do espectro do transporte publico na capital sulina nunca diferiu das outras a exceção como o post esta dizendo que foi enterrada na gestão do prefeito Fortunati.Seria interessante uma auditoria nesta empresa ,colocar os pingos nos is e depois talvez vendê-la,ou vendê-la logo.Em tempo parece que a passagem de onibus em Curitiba vai a RS 4.25 e vai acabar a tarifa especial de Domingo,o alegado para o aumento e o fim do beneficio é que é necessario investir no sistema que está defasado.

    Curtir

  4. Nei fui algumas vezes a Curitiba e toda vez que pegava um onibus no Domingo o preço da passagem era pela metade,menos onibus na rua preço reduzido.Não sei quais eram as isenções e o custo do serviço em Curitiba mas era assim que funcionava,pois lá não existe o passe livre mensal.Tem gente que é fã deste tipo de bilhetagem eletrônica aqui em POA que para mim é um sistema muito complexo e equivocado,pois bilhetagem eletrônica automaticamente elimina o cobrador,lá em curitiba uma parte dos onibus não tem cobrador eles ficam na estação tubo,dependendo da estação 2 ou 1 e aparentemente o sistema de bilhetagem não é tão complexo e a passagem vai a R4,25.Dize que lá há politicos donos de empresas de onibus ai você sabe quando dá lucro o serviço fica como está se der um leve prejuizo o usuário banca.

    Curtir

  5. Pura matemática. Não tem como dar lucro com o tanto de gente usando sem pagar ou pagando menos do que devia. Todo mundo reclama do estado, mas ninguém dispensa uma boa boquinha.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: