Revitalização da orla do Guaíba deve ser entregue em sete meses

Execução das obras, que custarão R$ 68 milhões ao final, está em 78%


Revitalização da orla do Guaíba deve ser entregue em sete meses | Foto: Samuel Maciel

A população de Porto Alegre deve ter acesso a uma orla revitalizada dentro de sete meses. Em fase de conclusão, as obras em torno do Guaíba estão 78% executadas. O mês de outubro foi definido como o final depois dos últimos aditivos financeiros que o processo sofreu. Ao todo, a revitalização de 1,3 quilômetros de extensão – da Usina do Gasômetro à Rótula das Cuias – vai custar R$ 68 milhões, superando os R$ 67,8 estabelecidos como teto pelo Executivo. Os recursos são da Corporação Andina de Fomento (CAF).

Atualmente, os trabalhadores da Procon Construções Indústria e Comércio, que executa as obras, atuam principalmente em acabamentos como colocação de vegetação, madeira, piso e vidros, explica o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Elizandro Sabino. De acordo com ele, os quatro decks já estão bem próximos de ficarem prontos, assim como o ancoradouro, que está 85% finalizado.

Há partes em que o processo de conclusão não é tão refletido, como as ciclovias, por exemplo. Contudo, segundo Sabino, a pista da avenida Edvaldo Pereira Paiva, que passa junto ao Guaíba, é o último ponto a ser construído devido a detalhes já previstos no projeto.

Outros pontos, no entanto, já estão concluídos, como as passarelas. Elas se destacam por serem estruturas metálicas que adentram o Guaíba e prometem dar aos pedestres a sensação de estarem, também, entrando na água. A Praça Júlio de Mesquita também já foi finalizada. Ela foi entregue ainda no ano passado e tem sido utilizada pela população, o que, conforme o secretário, consiste em uma prévia do que se espera para toda a orla quando as obras acabarem.

O último aditivo das obras envolveu questões de iluminação da orla junto à Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), explica Sabino. Conforme ele, decidiu-se por uma alteração de luminárias de vapor metálico que seriam utilizadas para LED.

As obras da orla tiveram início em outubro de 2015. De acordo com informações da prefeitura na época, a conclusão do processo estava prevista para, no máximo, 18 meses depois. Logo nos primeiros meses, contudo, a segunda maior enchente da história do Estado se abateu sobre Porto Alegre e há atrasou os procedimentos em dois meses.

Correio do Povo / Henrique Massaro

Anúncios


Categorias:Projeto de Revitalização da Orla

Tags:,

%d blogueiros gostam disto: