Jardim Botânico pode integrar o Patrimônio Cultural e Histórico de Porto Alegre

Se tombado, JB nao podera ser modificado_foto FZB

O vereador Marcelo Sgarbossa (PT) apresentou projeto que propõe o tombamento do imóvel onde está a sede do Jardim Botânico de Porto Alegre. Se aprovado o projeto, o imóvel passará a integrar o Patrimônio Cultural e Histórico do Município de Porto Alegre, ficando vedadas alterações que o modifiquem ou descaracterizem.

O Jardim Botânico é considerado um dos cinco maiores do Brasil, possuindo um acervo significativo da flora regional. Em 2003, tornou-se também patrimônio cultural do Estado do Rio Grande do Sul. “Com a missão de realizar a conservação integrada da flora nativa e dos ecossistemas regionais, tornando-se um centro de referência para a pesquisa, a educação, a cultura e o lazer, contribuindo para a qualidade de vida, o Jardim Botânico possui 8 mil exemplares de 650 espécies da flora nativa do Estado”, afirma o vereador.

Além do manejo, da manutenção e da ampliação das coleções vivas de plantas, o Jardim Botânico realiza pesquisas com plantas ameaçadas de extinção e diversas atividades educativas e culturais. “E um pulmão verde da Capital, um dos locais mais aprazíveis da cidade, notabilizando-se pela guarda de significativas coleções científicas”, completa Sgarbossa.

Jornal Já

Anúncios


Categorias:Outros assuntos, Parques da Cidade

Tags:

6 respostas

  1. é um lugar que raríssimas pessoas visitam. muitos “patrimônios” históricos, culturais se transformam em batata quente que ninguém consegue cuidar e no fim, a população dá pouca atenção e interesse

    Curtir

    • Acho bom preservar pois pelo menos essas construtoras ridículas não irão construir aqueles pombáis feios de cor bege, cheio de andares


      https://polldaddy.com/js/rating/rating.js

      Curtir

      • Pedindo licença pra discordar, esses pombais são oportunidade de moradia pra milhares de famílias, por isso são importantes.

        Curtir

      • “oportunidade de moradia” kkkkkkk com apartamentos de mais de 300 mil, a unica oportunidade q essa pessoa ta tendo é de morar perto do jardim botânico.

        Curtir

    • Por acaso tu teve acesso a uma lista de presença do guarda, na portaria do JB, para afirmar que “raríssimas pessoas” visitam?
      A cidade, hoje em dia, está repleta com gente cheia de certezas, que diz que tá ruim, mas que não pega um jornal na mão para acompanhar a situação real ou que visita os locais. Aí chega, vê que vale a pena visitar, e fica com cara de bocó.

      Curtir

  2. Certamente, porem não á nenhum padrão arquitetônico na cidade e as construtoras de outros lugares ficam a vontade para construir as coisas mais baratas e feias que puderem e que caibam o máximo possivel de pessoas dentro.

    Porto Alegre é a minha cidade, quero que ela seja bonita como sempre foi. Porem agora nesses últimos anos, principalmente quando passo pela ponte na rodovia do parque, olho para a direita e vejo os prédio mais antigos, não são nada de mais, porem são bem feitos e possuem um pouco de beleza. Ai olho para a esquerda, na direção do aeroporto e lá atrás só vejo aqueles prédios pombáis que me fazem pensar se não estou em são paulo.

    A culpa não é das construtoras, pois os empresários querem apenas tirar o máximo de lucro que puderem sem se importarem com nada pois não é o estado nem a cidade deles. Eu faria o mesmo.

    O ideal é que se tenha um estilo arquitetônico a ser seguido, algo para servir de guia e evitar a construção desses prédios deprimentes que só de olhar já fico triste.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: