Com 15 anos de atraso, o IPTU de Porto Alegre vai mudar

Prefeitura prevê reajuste progressivo e alíquotas diferentes para imóveis de padrão diferente / Foto Divulgação/Sefaz

Como o Plano Diretor de uma cidade, o IPTU também deve ser revisado a cada dez anos. Em Porto Alegre, há 26 anos vigora o mesmo “valor venal” dos imóveis, embora o preço de mercado esteja até 600% maior do que consta na Planta de Valores, base para calcular o Imposto Predial e Territorial Urbano.

A última tentativa de atualização foi em 2001, mas não vingou – a maioria da Câmara de Vereadores não se dispôs a enfrentar o problema.

Hoje está tudo desatualizado, desde a base de cálculo até o modo de aplicar o imposto sobre propriedade de imóveis. O IPTU não é só uma ferramenta de arrecadação, também pode auxilliar no planejamento urbano. Quando todos os imóveis pagam a mesma alíquota, como em Porto Alegre (0,85%), não cumpre sua função social nem promove justiça fiscal.

O IPTU já foi 29,91% da receita tributária de Porto Alegre, em 1997. Vinte anos depois, representa só 19,95%: um terço menos no bolo de receitas próprias do município. Na época, era 0,79% do PIB municipal, hoje é 0,55%.

A discussão coincide com mais uma revisão do plano diretor, que começa agora para conclusão em 2019. Na Secretaria Municipal da Fazenda, o trabalho não parou por causa das resistências ao aumento do IPTU. O recadastramento dos 700 mil imóveis da cidade está em fase final. Começou em 2008, com o levantamento a partir de imagens de satélite.

Neste período, a equipe da Fazenda de Porto Alegre trocou muita informação com os colegas de Curitiba, uma capital do mesmo porte, onde o novo IPTU vigora desde 2015. Para os cofre públicos curitibanos, as mudanças aumentaram a arrecadação de 0,7% para mais de 1% do PIB municipal. E sua participação nas receitas tributárias subiu de 26% para 33%. Em valores nominais, a arrecadação aumentou 50% em três anos.

Para quem paga o imposto, é muito provável que os ajustes na Capital gaúcha sigam roteiro semelhante, pelo que se viu num seminário promovido em março pela associação dos auditores fiscais de Porto Alegre, com a presença do secretário da Fazenda, Leonardo Busatto, e exposição do caso de Curitiba.

Lá, a defasagem era de apenas uma década. Depois de atualizar a Planta de Valores dos 760 mil imóveis de Curitiba, foi introduzida a alíquota progressiva: de 0,2 a 1,1% para residências, de 0,35% a 1,8% para comércio e indústria, e de 1% a 3% para terrenos vazios – como forma de desestimular a especulação imobiliária.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior quer mandar a reforma do IPTU ao Legislativo ainda neste ano, para começar a cobrar sobre valores reajustados já em 2018, mas escalonando o aumento por dois ou três anos até chegar ao valor final.

A exatora Claudia De Cesare entende que os imóveis mais baratos devem pagar uma alíquota menor (0,3%, por exemplo), e os mais caros manteriam a alíquota atual, de 0,85%, mas a alíquota máxima pode aumentar. É possível até que o imposto caia para alguns imóveis que tenham, nos últimos 26 anos, sofrido desvalorização.

Jornal Já

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

7 respostas

  1. Enquanto os fo-fo ficavam brincando de “fazer obra”, parece que o Marchezan está atacando os problemas estruturais da administração.

    Curtir

  2. Eu aplaudo a atualização dos valores do IPTU. Imóveis novos já pagam muito mais que imóveis antigos. Além disso, é um imposto que no longo prazo é insonegável, pois em caso de inadimplência, há garantia.

    Curtir

  3. Mais uma vez a ineficiencia e o desperdicio do dinheiro pelo poder publico recai sobre o cidadão e tem gente que aplaude. Pagamos um catatau de impostos e não temos retorno,é assalto rua esburacada,cidade lixo e o cara quer estorquir mais grana.

    Curtir

  4. Porto alegre é uma cidade tao atrasada que, a maior evoluçao dela foi receber o transporte privado do uber e cabify, sem a ajuda da prefeitura.

    Seja motorista tambem ganhe ate 800,00 para começar a trabalhar.

    Se inscreva pelo link https://partners.uber.com/i/24zz3v98ue Seja seu chefe.
    Qualquer duvida estarei a disposiçao

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: