Dnit garante que há verbas para que obras da segunda ponte do Guaíba continuem

Autarquia confirmou empenhos para o segundo semestre

Autarquia confirmou empenhos para o segundo semestre | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

O Dnit garantiu, na tarde desta sexta-feira, que não há possibilidade de paralisação das obras da segunda ponte do Guaíba por falta de dinheiro público. A autarquia apontou que um total de pouco mais de R$ 67 milhões estão disponíveis para a fase atual da obra, com pagamentos realizados mensalmente, conforme a medição de execução dos serviços. Em média, a empresa vem empregando cerca de R$ 12 milhões mensais na construção da estrutura.

Dessa forma, o Dnit garante que o repasse de verbas para os próximos meses permite que as obras continuem, pelo menos até o fim do ano. O Departamento não soube informar se os valores referentes ao mês de agosto já foram liberados, mas garantiu que foram empenhados quase R$ 73 milhões com esse fim, restando ainda cerca de R$ 156 milhões para a obra na lei orçamentária de 2017.

Até agora, apenas cerca de 50% das obras foram concluídas. Os entraves na execução, a cargo da construtora Queiroz Galvão, começaram devido ao atraso no repasse de recursos da União, ainda no fim de 2015. Em 2016, o departamento atualizou o prazo de entrega para 2018.

Apesar do orçamento estar sob controle, questões como desapropriações e reassentamento de famílias que hoje vivem no entorno da estrutura podem fazer com que o cronograma atrase. Um levantamento do Movimento Ponte do Guaíba revela que o prejuízo anual pela não construção da estrutura chega a R$ 1,6 bilhão para a economia do Rio Grande do Sul.

A segunda Ponte do Guaíba vai medir 12,3 quilômetros de extensão, incluindo os acessos, e 28 metros de largura, em pista dupla com duas faixas de tráfego em cada sentido. O valor atual da obra, segundo o departamento, é estimado em R$ 750 milhões.

Ananda Müller/Rádio Guaíba / Correio do Povo

Anúncios


Categorias:Nova ponte Guaíba

Tags:,

4 respostas

  1. Verbas para que continuem sempre existirão. Para que ACABE, aí é OUTRA história.

    Curtir

  2. Sucessoes de erros, a ponte com vão movel foi feita assim pro que nao se queria gastar com manutenção, o projeto inicial era um tunel sob o guaiba, o qual gastaria com luz, ventilaçao, etc..

    Agora esta sendo feito a ponte em local correto, sem necessidade de manutençao diaria, otimo!

    Mas sera que o mais importante nao era uma ponte ligando sao jeronimo a triunfo? e tambem uma la na zona sul de poa ligando a barra do ribeiro?

    É claro, uma ponte grande, nova e bonita e sempre mais interessante, tambem existe uma demanda “social” pela nova ponte que esta sendo construida, pessoas nao aguentam mais engarrafamentose politicos amam os votos delas..

    Em fim, que venha logo a nova ponte.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: