Roupas, pneus, garrafas e até carrinho de supermercado foram retirados da orla do Guaíba

Limpeza ocorreu nesta segunda-feira, depois que a água recuou revelando o acúmulo de lixo

Lixo foi revelado com o recuo do lago | Foto: Guilherme Testa

A limpeza da orla do Guaíba foi intensificada na manhã desta segunda-feira pelas equipes da prefeitura de Porto Alegre. Um grupo de 74 trabalhadores atuou em três frentes: uma no anfiteatro Pôr-do Sol (45 pessoas), outra nas proximidades da estação do Catamarã, na zona Sul (15), e outra na orla de Ipanema (14).

Os funcionários do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) que estavam atuando no anfiteatro Pôr-do-Sol, em pouco mais de uma hora de serviço, retiraram galhos e troncos de árvore, um carrinho de supermercado, pneus, roupas, calçados, garrafas PET e madeira.

O trabalho desta segunda-feira somente foi possível devido ao recuo das águas do Guaíba, fenômeno registrado no sábado passado, por causa do vento. Com isso, foi possível perceber como a população trata o Guaíba, considerado um dos cartões postais de Porto Alegre. O fenômeno climático que iniciou no sábado passado possibilitou a visualização dos materiais jogado no Guaíba como garrafas PET, madeira, calçados, vaso sanitário, colchões, sacolas plásticas e pneus.

O secretário de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, informou ainda que se não fosse a chuva do domingo, Dia dos Pais, as equipes do DMLU já teriam iniciado a limpeza. Ele afirmou ainda que os trabalhos deverão ser realizados ao longo de toda esta semana. “Realizamos ações periódicas de limpeza da orla do Guaíba, mas a população precisa ter uma consciência ambiental de que não dá pra jogar lixo”, explicou.

Segundo Rosário, a prefeitura gasta cerca de R$ 900 mil por mês com 200 focos de lixo existentes na cidade. “De janeiro até o começo de agosto deste ano, o município aplicou R$ 2,5 milhões em multas em razão do descarte irregular de lixo na Capital”, ressaltou. Há pelo menos 15 dias, a prefeitura recolheu cerca de 40 cargas de lixo da orla do Guaíba, nas proximidades do anfiteatro.

Correio do Povo / Cláudio Isaías

Anúncios


Categorias:poluição no Guaíba

Tags:, , ,

4 respostas

  1. Roupas colchoes e carrinho de super mercado garanto que eram do povo que mora pelos matos ali da orla mesmo.
    Galhos sao produtos naturais da propria orla.

    O restante sim, devemos culpar a populaçao, embalagens plasticas, pet etc sao resutado de dois fatores: Porquice e inundaçoes.

    Porquice é basicamente jogar o lixo no chao ou em qualquer lugar…

    Ja as inuncaçoes fazem o favor de levar tanto o lixo dos porcos quanto o dos certinhos, como muitas áreas da cidade alagam, nao é raro ver o lixo sendo carregado pela agua, fujindo das lixeiras ou das calçadas.

    Nesse ponto é que se deve verificar o quanto tudo deve ser integrado, se a pessoa é porca, a cidade é suja, deve-se cuidar disso nas escolas como educaçao, tambem deve-se aproveitar a lei municipal que possibilita que se multe quem suja as ruas…

    Outro ponto importante é que a coleta seletiva de porto alegre apos o caminhao passar deixa um rastro de sujeira e nao ha responsavel pela limpeza, senao os moradores…

    Curtir

  2. Alguém tem informação de quando foi a última limpeza? Porque se foi a 10 anos atrás, é esperado que haja lixo.

    Curtir

  3. E mais, fico pensando na quantidade areia vinda pelos afluentes do Guaíba, que fazem assorear e causar enchentes.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: