Prefeitura de Porto Alegre edita decreto que prevê GPS, reconhecimento facial e ar o ano inteiro

Objetivo principal da medida é de garantir mais segurança e conforto, combatendo as fraudes

Prefeitura de Porto Alegre edita decreto que prevê GPS, reconhecimento facial e temperatura padrão nos ônibus | Foto: Samuel Maciel / CP Memória

A Prefeitura de Porto Alegre vai publicar, nesta sexta-feira, um decreto definindo prazos e critérios gerais para o início da implantação de GPS, sistema de reconhecimento facial, câmeras de segurança e Serviço de Informação ao Usuário nos ônibus do transporte coletivo da cidade.

O decreto disciplina ainda o uso de ar-condicionado nos veículos, determinando que eles funcionem a uma temperatura o ano inteiro. O objetivo principal da medida é de garantir mais segurança e conforto, combatendo as fraudes e oferecendo um serviço de qualidade para atrair mais passageiros ao sistema.

Após um pedido dos vereadores da base aliada, em reunião com o prefeito Nelson Marchezan Júnior, o Executivo definiu a publicação do decreto das obrigações, previstas no edital de concessão do transporte.

Alinhadas com a série de projetos enviados à Câmara sobre as gratuidades no transporte coletivo, as obrigações vão servir, segundo a prefeitura, para que o usuário ter “maior qualidade, segurança e a busca de uma tarifa mais justa no transporte coletivo”.

Correio do Povo / Rádio Guaíba

Anúncios


Categorias:onibus

Tags:, ,

30 respostas

  1. Reconhecimento Facial: Como fazer o sistema ficar mais caro, para assim aumentar os ganhos para as empresas nos seus 7,35% de lucro e também os ganhos da EPTC com seus 3% cobrado sobre o preço final das passagens.

    Curtir

    • Errado. O reconhecimento facial servirá para coibir abusos de gratuidades, possível de ser observado em qualquer linha que se pega, praticamente todo o dia.

      Curtir

      • E o cobrador não pode pedir para olhar a carteirinha? Coisa inútil da poha…

        Curtir

      • A pessoa normalmente nega e da um pau no cobrador quando isso acontece

        Curtir

      • E com o reconhecimento facial o cara vai pular a roleta e vai continuar na mesma. Ou o vagabundo vai virar honesto porque tem uma câmera?

        Curtir

      • Vou explicar melhor como vai funcionar o reconhecimento facial pablo.
        Ele sera usado somente em cartoes de gratuidade e talvez em cartoes de estudantes e acompanhantes de deficientes.

        Para passar a roleta voce devera por o cartao normalmente no validador e mirar o rosto no local indicado, a camera ira fotografar seu rosto e voce passara pela roleta.

        Os dados coletados serao encaminhados diariamente ao final das viagens para a central de validaçao, nesta central serao verificados os rostos de gratuidade, se houverem inconsistencias ou abusos, inconformidades etc… o cartao sera bloqueado e o detentor dele devera prestar esclarecimentos para voltar a usar etc…

        ou seja, o cobrador nao fara mais parte do processo de certificaçao de identidade.

        Curtir

      • Muito mais barato entrar um fiscal a cada 10 ônibus com um handheld fiscalizando os usuários. Daí já pega os caras que pulam a roleta e quem usa identidade falsa para ficar na parte da frente do ônibus.

        Aliás, a EPTC que deveria fazer essa fiscalização, incluindo cumprimento das tabelas, ou seja, os azulzinhos poderiam fazer isso.

        Curtir

      • Thierry, Eduardo,

        A tecnologia de reconhecimento facial que vai ser empregada, qual é o desempenho dela? Qual a porcentagem de falsos positivos?

        Curtir

      • fmobus, descobre pra nós

        Curtir

      • Thierry,

        eu faria isso, mas cadê o nome do fornecedor do software? Tem white paper? Tem contrato com SLA? Não, não tem, a prefeitura não tem transparência nenhuma.

        Enquanto eu não ver isso, sou cético. Essa tecnologia não é nada trivial.

        Curtir

  2. Em vez de simplificarem o sistema de transporte vão é complicar, adicionando mais uma camada de burocracia e tecnologia inútil.

    Curtir

  3. GPS: ótima ideia. Mas pra ser realmente útil os dados têm que ser expostos ao público, e não enterrados em uma base de dados com a qual a prefeitura não faz nada. Se deram pra abrir os dados em tempo real, melhor ainda.

    Ar-condicionado: louvável, mas qual é o impacto na tarifa? Uma opção de meio talvez seria os ônibus sem ar condicionado terem um descontinho (tipo 20 centavos).

    Reconhecimento fácil: excrescência inútil. Queima de dinheiro.

    Curtir

    • Viajando um pouco mais, sei que é um sonho, mas uma malha de ônibus executivos cumprindo longos percursos a um preço um pouco maior seria uma opção interessante para complementar o sistema atual. Tipo uma linha saindo da Restinga indo até a FIERGS passando pela Goethe, outra do Belem Novo para o Aeroporto passando pela Carlos Gomes. Muita gente trocaria o carro por um transporte publico confortável.

      Curtir

      • Pouco provável que funcione, pois uma linha longa assim iria lotar em alguns trechos e ficar vazia em outros, tornando-o muito ineficiente. O que funcionaria, entretanto, é um nó, por exemplo no Triângulo e outro no Barra Shopping e um transporte ligando os dois nós sem paradas alguma no meio do caminho, atendendo apenas no horário de pico.

        Curtir

      • Mas será que o lotação já não cumpre esse nicho, pelo menos no nível conforto?

        Aliás, não tínhamos um sistema de seletivo metropolitano? Existe ainda?

        Curtir

      • Não cumpre, pois o cara que trabalha na Carlos Gomes e mora na Tristeza tem que pegar 2 lotações, descer na Borges, caminhar 500 m na chuva/sol/vento/frio esperar 15 minutos, pegar outra lotação, gastar quase 10 reais. As lotações são boas para trajetos curtos, e pra quem trabalha no centro, e deu.

        Curtir

      • As lotaçoes foram feitas à la 1950: linhas ligando bairro ao centro pois TODO MUNDO EM PORTO ALEGRE trabalhava no centro na época. Hoje temos pólos: Carlos Gomes, Assis Brasil, Goethe, Independência, Ipiranga, etc. E muitas pessoas querem se deslocar entre esses pólos sem passar pelo centro, mas todo o sistema de transporte te joga no centro, OU te faz fica 2h dentro de um T alguma coisa (se tu tiver a sorte de estar no caminho tortuoso dele)

        Curtir

      • Exatamente isso. Por essa razão imaginei que linhas expressas ligando os polos seria bem mais eficiente.

        Curtir

  4. esse reconhecimento facial parece ótimo na teoria, mas quando se poem na balança o custo q isso tera na passagem e se compara com os resultados.. Um reconhecimento facial em um onibus em movimento, que muda iluminação a cada metro.. Se o ladrão entrar de óculos já burla o sistema.
    A medida é bem intencionada mas não leva em conta a realidade e nem coloca na balança os custos/retornos, certamente há coisas que valham mais a pena investir, porém que não tem a apelação visual populista que ‘reconhecimento facial’ tem.

    Seria mais eficaz uma camera de reconhecimento numa parada de onibus do centro do que implantar em cada onibus que circulam as mesmas pessoas diariamente em cada linha.. e passam a tarde inteira vazios fora do horario de pique, gasto pra lavagem de dinheiro ou é muita burrice.

    Curtir

    • Agora lendo o teu comentário fiquei em dúvida: o reconhecimento facial vai servir para pagamento de passagens (e benefícios) ou para identificar criminosos? Ou ambos?

      Curtir

      • Acho que esse reconhecimento facial será da forma mais tosca possível, ou seja, uma câmera tira foto do usuário cada vez que esse passa com um cartão de estudante. No final do dia essa sequência de imagens é descarregada e começa o trabalho de reconhecimento que demandará muito trabalho manual para verificar se a pessoa da foto é a dona do cartão. Se for detectado erro, o cartão de estudante é cancelado.

        Problema que seria solucionado se o cobrador fizesse o trabalho de fiscalização, mas cobrador só serve para apertar botão e cobrar a passagem para quem não tem cartão.

        Curtir

      • Pablo,

        Sim, o sistema de reconhecimento é exatamente isso, é um processamento offline, com possibilidade de bloqueio. O problema é que ninguém está discutindo o índice de falsos positivos que esse sistema (com certeza) tem.

        Um dia você vai lá, anda de ônibus com a sua carteirinha, e tudo funciona. De noite, o sistema offline se engana no reconhecimento e diz que você não era você, e bloqueia seu cartão. Aí você tenta pegar o ônibus no dia seguinte e sua carteira não funciona. Azar se você tem prova, trabalho ou alguma coisa importante: o sistema assumiu que você é um fraudador e você não tem nenhum direito a recurso ou apelação.

        Curtir

    • posso estar enganado mas acho que tinha visto que era um software que buscava criminosos, tendo como referencia aqueles reconhecimentos de aeroporto que buscam terroristas etc.. Nesse caso deve ser tudo automatizado, quando as caracteristicas faciais baterem com o suspeito deve alertar policia etc.
      De qualquer forma, implementar em onibus q tem pouca circulação de pessoas(visto que são a maioria as mesmas que andam nos seus trajetos rotineiros) é um gasto descomunal desnecessario, quando se há pontos em que todas circulam para dali bifurcarem entre seus transportes, como as paradas do centro..
      A ideia parece muito imatura, não houve questionamentos na funcionalidade, só serve como medida populista pra confortar nosso imaginario q possuimos onibus com ‘cameras de reconhecimento’, mas que na prática não tem impacto na segurança.

      Curtir

      • O problema está muito longe de ser encontrar os criminosos. O problema é a justiça parar de soltar e as polícias terem recursos (carro, gasolina, algema, gente disponível..) para ir pegar o criminoso.

        Curtir

  5. Agora so falta da um trato de 90% nos onibus de POA, por que tem cada lata velha que vou te contar,ainda acredito que nossa cidade vai ter onibus bons. ainda acredito

    Curtir

  6. Não vai adiantar nada se não tiver fiscalização. Vai acabar da mesma forma que a renovação da frota: nenhum ônibus novo ingressou esse ano. Empresas sempre alegam que as contas não fecham e a prefeitura aceita numa boa…

    Curtir

  7. Kkkkkk, algo me diz que a desculpa que vai surgir é que o ar está estragado e por isso não ligam ele, só aguardem.

    Curtir

  8. Entre as várias teorias abordadas aqui, só uma não foi aventada; justamente a verdadeira razão para a instalação de GPS e equipamentos para reconhecimento facial. >>> Rachid. E mais cruel ainda; um rachid que também vai ser justificativa para majoração da tarifa. Portanto as medidas “modernizantes” são apenas engodos sub-reptícios para fazer o usuário sustentar quadrilhas eleitas nas urnas.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: