BikePoa: menos de 20% de bicicletas estão operando

Novas bikes e estações estão prometidas para novembro. Até lá, o deficit no sistema deve continuar / Brayan Martins / PMPA

Quem utiliza o aplicativo bikepoa já começou a perceber a drástica redução no número de bicicletas disponíveis no sistema.

São menos de oitenta, menos de 20%, quando o número previsto na licitação assinada em maio de 2016 era de 400 bicicletas.

Segundo a EPTC, o baixo número de bicicletas deve-se a troca da operação do sistema. Em maio a tembici adquiriu a Samba Transporte Sustentáveis e passou a operar, desde lá as bicicletas estragadas não tem sido repostas como antigamente. A maioria das bicicletas danificadas não são consertadas e não voltam para as estações.

“É um período crítico” reconheceu o gerente de projetos da EPTC, Antônio Vigna, que admitiu que o atual número gira em torno de 80 bicicletas.

O jornal fez o teste na última quinta-feira, dia 19, e através do aplicativo olhou quantas bikes estavam disponíveis com as estações já fechadas, depois das 22h. Foram encontradas 61 bicicletas nas 40 estações espalhadas pela cidade.

Vigna também admitiu que a Prefeitura não tem cobrado providências da atual empresa operante, já que a mesma anunciou a substituição do novo sistema.

Troca de estações e bikes ocorre em novembro

Em agosto a Prefeitura anunciou a troca no sistema até o fim do ano. A implementação das novas estações e 410 bicicletas deve começar em novembro e tem previsão de entrega até o fim de dezembro.

A promessa é que as estações terão espaço para mais bicicletas.

As estações também terão mudanças físicas. Elas deverão serem mais próximas uma da outra e atenderão um raio menor do que o oferecido hoje. As estações do Cristal e do Bela Vista, na Praça da Encol, não existirão mais. Os postos em frente ao Hospital Mãe de Deus e no estádio Beira-Rio também terão o mesmo destino. Para a zona Sul, a estação mais distante será a do museu Iberê Camargo. Já em direção a Zona Norte, a estação mais afastada será a do Parcão.

“Assim espera-se qualificar o serviço e aumentar o número de viagens”, explica Vigna.

Jornal Já

Anúncios


Categorias:Aluguel de biciletas, Bicicleta

Tags:,

18 respostas

  1. Escrevo em apoio e reforço à matéria. De 8/9/17 a 14/10/17 monitorei a quantidade de bikes disponíveis, inclusive após às 22h – horário de fechamento das estações, quando se espera que praticamente todas estejam nas estações, e encontrei no máximo 79 bicicletas, no dia 15/9/17, um dia em que chovia muito. Que o novo sistema entre logo em operação, com novas e melhores bicicletas.

    Curtir

  2. Bueno, já estamos na metade do mês de novembro e ainda não vi estação ou bike nova. Ainda temos 15 dias….

    Curtir

  3. impressionante como nada mais dá certo em Porto Alegre.
    Uma cidade que, em muitos casos, foi precursora de vária iniciativas sociais e urbanas.
    Não é só culpa dos políticos… esta dicotomia (alimentada pelas “ideologias” políticas e pelos meios de comunicação ajuda a afundar cada vez mais nossa sociedade.

    Curtir

    • Porto Alegre é a cidade dos entendedores… dos opinadores… dos contrariadores…
      A cidade dos especialistas em generalidades…
      Sempre digo que aqui não se debate e sim, se embate.
      A opinião de um técnico que estudou e tem reputação sobre um determinado tema é jogada na mesma latrina (ou mesmo pedestal, dependendo do caso) daquele que grita mais alto ou toma alguma bandeira de “igualdade” ou “luta contra a opressão” ou seja lá o que for, sempre vinculada a politicagens em geral.

      Nos tornamos a vanguarda do atraso, como já é notório. Minha geração não vai ver isso melhorar. Espero que a geração de nosso filhos seja menos bélica e mais fraternal do que a nossa, senão o caminho será o fundo do poço (ou o aeroporto).

      simplesmente, triste…

      Curtir

  4. Que M, eu que pegava em frente ao mae de deus pra ir pra casa na frente do inter apos a academia, ja era! bom, nao pago mais pro bike poa, um cliente a menos!

    Curtir

  5. Aos críticos do Júnior, pergunta honesta: acreditam que o Melo estaria pagando os municipários sem dificuldades, teria acabado as obras do Fortunati, enfim, estaria tocando a prefeitura sem problemas?

    Curtir

    • Alexandre. Eu sou municipário e votei no Marchezan, mais como uma rejeição ao continuismo do Melo, que participou de uma administração lamentável, mesmo tendo acesso a muita grana da união. Não imaginava que esse prefeito fosse tão maluco quanto é. Ele mente descaradamente sobre as contas do município. O portal de transparência está lá para provar que há grana. Infelizmente a gente não tem como prever o futuro, mas tenho certeza de que o Melo não seria capaz de ter 10% da maldade e perseguição ao servidor público que o Marchezan está fazendo.

      Curtir

    • O Melo faria exatamente o que o Fortunati fez quando recebeu a prefeitura do Fogaça: Manteria os CCs do Fortunati e colocaria os CCs dele.

      O Marchezan ganhou só porque disse que iria reduzir os CCs e assim iria sobrar dinheiro e minha maior bronca com o Marchezan são justamente esses CCs. Que praga difícil de exterminar essa dos CCs…

      Curtir

      • CC’s são o de menos. As pessoas se apegam a detalhes. Eles não fazem muita diferença no orçamento. Seria apenas uma medida paliativa com repercussão midiática, do que realmente uma medida estruturante. E aqui quem escreve é servidor público. Evidente que o Marchezan, assim como Melo deveriam reduzir drasticamente os CC’s…mas há outras tantas coisas mais importantes a fazer na administração pública.

        Curtir

      • Disso eu não sei. Qdo puder divulga aí. É importante conhecer os gargalos da administração pública.

        Curtir

    • Zé e municipários: não teria como passar uma lei estipulando que os salários deveriam por obrigação ser prioridade no pagamento em relação ao pagamento de fornecedores e outros pagamentos?

      Curtir

      • A legislação até já prevê isso. O problema é a vontade política e os projetos políticos. Quando o cara não quer pagar, ele não paga. Quando ele quer dar gratificação nababesca a alguém, ele dá. Veja que por exemplo, Sartori e Marchezan têm contra si liminares que desautorizam o parcelamento de salários. O quê eles fazem? Estão se lichando pra decisão judicial. Pagam multa mas parcelam, e essa situação não tem data para acabar, visto que ainda depende de decisão de mérito no STF (súmula vinculante). Ambos os governantes sabiam disso e usaram essa lacuna jurídica pra parcelar. E convenhamos; depender do desse nosso maravilhoso STF é phoda.

        Curtir

  6. E o júnior não se preocupa com isso não??

    Curtir

  7. Olha, do ponto de vista que essas bicicletas tem uma finalidade de mobilidade urbana, faz mais sentido elas terem as estações próximas. Estações isoladas servem apenas para passeios ocasionais. A ideia é pegar a bicicleta no ponto A, se locomover ao ponto B e deixar lá…

    Curtir

  8. Fora que tem gente fazendo UberEats de bike poa.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: