Rejeitado projeto que substituía Memorial a Prestes por Museu do Povo Negro

Defensores do projeto ocuparam as galerias(Foto: Tonico Alvares/CMPA)

A Câmara Municipal de Porto Alegre rejeitou na tarde desta quarta-feira (25/10), por 19 votos a 13, o projeto de lei que destinava a área do Memorial Luís Carlos Prestes para o Museu da História e da Cultura do Povo Negro. A proposta foi apresentada pelo vereador Professor Wambert (PROS). Para Wambert, a homenagem a Prestes não se justifica, pois ele foi “um traidor da Pátria” que, ao liderar sua coluna, “saqueou e destruiu diversas propriedades, deixando um rastro de morte e destruição por onde passava”.

O Memorial fica na Avenida Edvaldo Pereira Paiva, junto ao Anfiteatro Pôr-do-Sol e ao Guaíba. “Em Porto Alegre, se encontra, às margens do Lago Guaíba, equipamento público destinado à memória do facínora Luís Carlos Prestes, traidor da pátria e assassino cruel, que atentou contra a ordem democrática e social na tentativa de entregar a nação ao comando de Estado estrangeiro.”

O memorial foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Foto: Paulo Niemeyer

Texto e edição: Marco Aurélio Marocco (reg. prof. 6062)

Câmara Municipal de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Cultura, Museus

Tags:, , ,

10 respostas

  1. Se é pra revogar homenagens a facínoras, os vereadores de Porto Alegre teriam bastante trabalho pela frente. Passariam seus mandatos inteiros trocando os nomes de 60% das ruas, avenidas e praças da cidade.

    Curtir

  2. Já sei, vamos acabar com as igrejas católicas, afinal mataram milhões e milhões, queimaram bibliotecas e fizeram as cruzadas…
    Vamos mudar todas, onde já se viu apoiar uma religião que matou milhões.

    Curtir

  3. Esse Wambert é outro inútil que não devia nem estar lá.

    Curtir

  4. Sem palavras ,que prédio mais horrivel,diz tudo bela homenagem

    Curtir

  5. Só na Capital do atraso para fazer memorial em homenagem a personagens da historia defensores de ideologia assassina….

    Curtir

  6. Sugiro ao Wambert que apresente projeto de lei para a construção de um memorial em homenagem às vítimas do comunismo. E que ele não esqueça de mencionar as principais vítimas dos comunistas: Hitler, milhões de nazistas, Mussolini e seus fascistas, extremistas fundamentalistas do Afeganistão, etc…

    Curtir

    • As maiores vítimas do comunismo foram os civis da União Soviética, China, Vietnam, Laos, Camboja, Coréia do Norte, Cuba, ou seja, TODOS os lugares onde essa loucura foi implantada. Se fosse bom, não teriam feito um muro em Berlim para seus habitantes não fugirem.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: