Fraport divulga imagens do projeto do novo Aeroporto Salgado Filho

Aconteceu no dia 25, em Porto Alegre, uma coletiva de imprensa para a apresentação da CEO da Fraport Brasil, Andrea Pal, e dos planos da concessionária para o terminal da capital gaúcha.

Em nota, a Fraport disse que pretende investir aproximadamente R$ 600 milhões de reais em melhorias do aeroporto, criando um portal moderno, eficiente e focado no cliente.

Imagens que foram divulgadas pelo site Ceará Convexo.

Aguardando imprensa local divulgar mais imagens.

 

Imagens: Fraport Brasil

______________________

Considerações do Blog: 

  1. Estranhei o tamanho da pista de taxi, não acompanhando a extensão total da pista de pouso/decolagem;
  2. Achei o projeto inicial (renders) meio acanhado. Porto Alegre merecia um projeto mais arrojado.

_____________________

Mais informações, via Correio do Povo (Claudio Isaías):

Fraport só deve assumir o Salgado Filho em março ou abril de 2018

A Fraport só deve assumir totalmente a operação do Salgado Filho por volta de março ou abril de 2018, segundo a diretora executiva da Fraport Brasil, Andreea Pal. O novo terminal de passageiros, um novo prédio-garagem e outras melhorias incluídas no pacote precisam ser entregues antes do fim de outubro de 2019. A ampliação da pista tem um prazo maior, até o fim de 2021.

Em regime de adaptação à administração dos aeroportos de Fortaleza e de Porto Alegre, a alemã Fraport desembarcará aos poucos em solo gaúcho. Alguns funcionários e executivos da companhia, que arrematou a concessão do aeroporto por 25 anos (renováveis por mais cinco), já estão chegando ao Salgado Filho para o período de transição da gestão, hoje feita pela Infraero. A CEO para o Brasil, Andreea Pal, chega em outubro, e para ficar, pois a sede brasileira da Fraport será em Porto Alegre.

A Fraport AG é considerada uma das maiores companhias do mundo no segmento. É responsável pela gestão do aeroporto de Frankfurt, um dos principais da Europa, o qual opera desde 1936, e que possui mais de 81 mil funionários em sua estrutura. O faturamento da companhia em 2016 foi de US$ 3 bilhões.

Também há o compromisso da Fraport com a extensão, em 920 metros, da pista do Salgado Filho, algo básico a fim de que aviões cargueiros decolem daqui para Europa e Estados Unidos com o máximo de peso, o que hoje não ocorre. Por isso uma escala obrigatória é feita em São Paulo ou no Rio de Janeiro, o que aumenta custos dos fretes.



Categorias:Outros assuntos

Tags:, , , , ,

29 respostas

  1. Acho ( E ESPERO) que seja somente um projeto inicial, se parar para ver, o estilo arquitetônico, cores, tudo, é igual ao render divulgado tbm pela Fraport do aeroporto de Fortaleza

    Curtir

  2. Me pareceu que eles vão ser racionais e deu. Nada de perder tempo implodindo o terminal azulão cafona existente e reformular todo layout no novo padrão. Os caras vão fazer o aeroporto ser confortável para os passageiros e super eficiente para o transporte de carga. Como sabem que tem um limite esse terminal, vão apostar tudo e fazer algo extraordinário padrão primeiro-mundo no outro que sairá mais adiante lá em Portão, queira ou não o povo da capital.

    Curtir

  3. Sobre a arquitetura, não vou comentar muito pois não conheço muito bem a área de projeto técnico de aeroportos e suas nuances. No mais, as imagens divulgadas não têm muita precisão e/ou representatividade do projeto arquitetônico.
    A respeito do partido que a volumetria parece buscar, alguns pontos podem ser percebidos.
    Em primeiro lugar, vejo que há uma tentativa de manutenção do gabarito (em altura e volume) do atual terminal, o que é muito saludar mas, de fato, creio que derive de um projeto já em andamento, como comentado anteriormente.
    Outro ponto que pode-se perceber é que, em se tratando de dimensões, parece que estes acréscimos vão mais que dobrar a área edificada existente do terminal. A empresa realmente está entusiasmada com as possibilidades (obviamente eu também!).
    Por fim, pelo corte esquemático, percebe-se a adoção de uma arquitetura mais fluída, com um teto sinuosos que permite, entre suas distintas alturas, a aeração e a iluminação do ambiente interior, abrindo mão das clarabóias/domus lacrados presentes no atual terminal (interessante notar que ao passo que o terminal faz uso da curva, o novo edifício de estacionamento se assenta como uma caixa prismática de base retangular- na contramão do atual edifício de estacionamentos existente – um prisma de base circular).
    Com relação à acabamentos internos, não sou muito fã daqueles vidros grosseiramente azulados e nem do excesso de informação trazido pelos vários tipos de granitos utilizados no piso, revestindo pilares (horror!!!) e parapeitos. Também acho que a treliça espacial da área de embarque/desembarque de veículos pode ter mais expressão.
    Oxalá o novo projeto tente caminhar para um interior um pouco mais limpo, na direção dos atuais projetos de terminais de passageiros, exaltando o aço, o vidro e acabamentos cerâmicos.
    De resto, aguardo mais imagens para ter alguma idéia, de fato, da arquitetura.

    Curtir

    • Pois é, aquela treliça em cima dos balcões de check-in é extremamente decepcionante. Uma amiga engenheira me comentou uma vez que aquela claraboia é tão pequena que a treliça embaixo dela é praticamente inútil. Uma treliça poderia suportar muito mais peso, isto é, a claraboia poderia ser muito maior e mais interessante, mas por algum motivo optaram por uma estrutura acanhada.

      Curtir

      • Pois é fmobus, o que penso sobre a arquitetura do atual terminal (reconhecendo uma certa fatia de preconceito no comentário) é que foi planejado unicamente por engenheiros, faltando o detalhe da mão criativa do arquiteto.
        Perdoem-me os amigos engenheiros, seu trabalho é de vital importância para o país e não o menosprezo (trabalho em parceria com engenheiros maravilhosos e fico encantado com seu conhecimento técnico-construtivo), mas o arquiteto, por sua formação, tem a tendência de “viajar” mais no que se refere à questões estéticas.
        Isso fez falta no atual terminal.

        Curtir

  4. Sei que a minha voz destoa da do resto, mas: gostei do padrao arquitetonico do novo terminal, me remete aos novos terminais que existem no resto do mundo (minimalismo, metal + vidro, pé direito alto no embarque). Tudo isso dá uma sensação de amplitude, do embarque se vê boa parte do céu, o pátio dos aviões, acho bem melhor que o nosso atual embarque que é acanhado e meio escuro.
    Outra coisa, não acho ruim abandonar o estilo do terminal 1, na realidade eu torço para que se façam um retrofit no atual terminal 1 para que a arquitetura dele fique condizente com a nova arquitetura: mais ampla, maior airside, mais espaço para os checkins e suas filas.

    Curtir

  5. Brasileiro adora ver pousos e decolagens ao vivo. No antigo aeroporto, hoje chamado de terminal 2, havia a possibilidade de ficar debruçado olhando as aeronaves taxiando. Seria bem vindo um espaço aberto para que os visitantes do aeroporto pudessem ver os aviões pousando e decolando e tb taxiando na pista sem aqueles vidros malfadados que temos hoje no salgado Filho impedindo nossa visão.

    Curtir

    • Eu também adoraria que voltasse aquele espaço aberto. Lembro inclusive do cheiro de querosene de aviação queimado que se instalava naquele terraço, lembro das geladas manhãs encostado no parapeito olhando os “breguinhas” (apelido “carinhoso” dos B737-200) da VARIG e da VASP fazendo um pushback ao som de um zunido ensurdecedor com suas turbinas finas. Mas isso era num tempo onde não havia atentados terroristas na mesma escala que existem hoje. Infelizmente é um perigo deixar um espaço desses aberto, o povo sem noção seria capaz de levar pedrinhas para tentar acertar os motores das aeronaves acionados “só pra ver o que que dá”. Ver o pátio do aeroporto aberto, sentar no jump seat, tudo isso faz parte do passado da aviação, não só em Porto Alegre, mas no mundo todo.

      Curtir

      • Até hoje em dia, tem gente que vai de carro e estaciona ali perto do laçador para ficar vendo os aviões passando. Seria legal se os arquitetos considerassem esse aspecto.

        Curtir

  6. Mais um projeto de mal gosto herdado da famigerada INFRAERO.
    Este projeto peca por não respeitar a arquitetura adotada no terminal existente. Pelo jeito, o tal de
    Aeroshopping, não vai ter continuidade.
    Com certeza se inspiraram em alguma favela do Rio de Janeiro.

    Curtir

  7. Nem os renders enganam mais. kkk

    Curtir

  8. Sobre as Imagens, também estranhei a pista de taxi não acompanhar a pista de pouso e decolagens, tipo um avião pousa e volta na pista, e se tem outro vindo atras desse e quer pousar como fica ? O Terminal parece aquele do projeto da infraero que foi divulgado a anos atras, mas eu curti, eu so usaria aquela parte ali do antigo terminal de cargas pra amentar o terminal e ligar com o TPS2,mas enfim, confio no trabalho da Fraport aqui em Poa.

    Será que não vão divulgar o logo que vai ficar ? por exemplo a suiça la mostrou o de florianopolis,

    Curtir

  9. Que renders pobres. Não acredito que será só isso apresentado. Renders bem feitos podem melhorar a imagem do projeto. Pra mim parece um puxadinho. A arquitetura nova não conversa com a mais antiga, que aliás, é bem melhor. Meio broxante isso.

    Curtir

  10. Sobre os renders da expansão do TPS: a Infraero já construiu uma parte, que parou por falta de grana (arquitetura era um pouco diferente, mas a estrutura parece a mesma). Provavelmente a Fraport vai usar a estrutura que a Infraero já construiu até o momento, pra não demolir e começar tudo do zero, mudando um pouco o projeto arquitetônico final do TPS.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: