Porto Alegre: Carris “está com os dias contados”, garante Marchezan

Foto: PMPA

Nelson Marchezan Júnior  assegurou em entrevista ao programa Esfera Pública/Rádio Guaíba, que a Carris, como empresa pública, “está com os dias contados”. Assim, o prefeito sinalizou que o Executivo busca uma alternativa fora da gestão municipal à companhia de ônibus. O tucano evitou confirmar que se trate de uma ideia de privatização, mas enfatizou que não há como administrar a empresa. “A gente já fez uma análise financeira da Carris. É inviável ser administrado pela máquina pública. A manutenção é mais cara, a despesa de pessoal é muito mais cara. Não é um setor que a máquina pública consiga concorrer com o privado”, argumentou.

Conforme ele, a Carris consome dos cofres municipais R$ 60 milhões por ano. “Tira (dinheiro) da saúde e da educação”, citou. “A Carris tem que parar de ser administrada pela máquina pública. Se isso vai ser privatização, eu pergunto: quem quer comprar?”

Passada a análise das contas da Carris, segundo Marchezan, o formato jurídico para se desfazer da empresa vai ser definido em um segundo momento. “Como a gente percebeu, a gente vai buscar alternativas de como não ter mais esta despesa”, explicou ele, sem dar uma previsão de prazo para que se encaminhe a alternativa para o futuro da companhia.

Felipe Vieira e Rádio Guaíba

Anúncios


Categorias:onibus

Tags:, , ,

25 respostas

  1. Sempre a mesma ladainha maniqueísta. Público vs privado. Direita vs esquerda. Bem vs Mal. PT vs PSDB
    Polarizações furiosas buscando culpados no oposto. Eu sou daqui. Se tu és de lá, então tu és inimigo, burro, mal intencionado, ignorante e afins. Interessante é que todo mundo tem a fórmula do sucesso e as explicações “técnicas” exatas para os problemas. É incrível como tem gênio da lâmpada opinando sobre coisas que vão desde como se planta melancia hidropônica até física quântica avançada. Todas as respostas estão na ponta da língua. Soluções brotam com uma altivez inquebrantável. Enquanto isso a vida passa alheia às diretrizes preconizadas pela sabedoria circundante. Por que será, hein? Será que a vida tem algo a ensinar aos sábios? Ou será que mesmo ela querendo-lhes ensinar e mostrar como as coisas realmente funcionam, eles não estejam dispostos a aprender? Dizem que o verdadeiro sábio é o bom observador. Dizem.

    Curtir

  2. O fim da Carris, uma das empresas públicas mais antigas do Brasil (se não a mais antiga), será o atestado de morte e de falência do transporte público de Porto Alegre. E de submissão total à máfia das empresas de ônibus. Porto Alegre só anda para trás putz grila!

    Curtir

    • Durante mais de um século a Carris, empresa pública, dava lucro. Só nos últimos anos é que vem dando prejuízo. Estranho, muito estranho isso…

      Curtir

    • Melhor comentário do post, na minha opinião.

      Curtir

    • Com o anúncio da extinção da fundação zoobotânica, os funcionário públicos do Jardim Botânico estão trabalhando como nunca trabalharam e principalmente divulgando o trabalho, como cursos, concertos, passeios guiados…

      Quem sabe com essa pressão a Carris não entra nos eixos. É triste admitir, mas os funcionários públicos e seus gestores precisam de uma pressão para funcionar.

      Curtir

  3. Quando é que as pessoas vão aprender que o serviço prestado pelo poder publico é pago pela própria população via extorsão ,quer dizer contribuições não voluntárias chamadas imposto. Hora se a Carris é bancada com o dinheiro publico e ela for vendida e diminuir o impacto nas contas da prefeitura,se o prefeito for uma pessoa sensata ele necessáriamente não precisa ampliar determinados serviços e a gastança.Não esqueçam que o atual mandou um projeto para a camara querendo aumentar o IpTU só quem paga e não é isento sabe da facada sem falar de outras facadas via outros impostos para muitas vezes sustentar mamatas.Menos estado,mais cidadão.

    Curtir

  4. O que precisamos é uma desregulação do transporte público de PoA. Não importa se é público ou privado. Precisamos de concorrência e pronto. Veja a melhoria que ocorreu nos táxis.

    Curtir

  5. O problema não é ser público, é ser mal administrado. Grandes corporações privadas faliram por serem mal administradas. No caso de Porto Alegre é flagrante o proposital sucateamento de órgãos públicos capitaneado pelos últimos gestores como forma de justificar privatizações. Faz-se tudo isso, segundo eles, em prol da população. Mentira. Se tem alguém que ganha com isso, certamente não é a população.

    Curtir

    • Quando é privado e a empresa fica com dívida, a dívida é do dono. Quando é pública e a empresa tem dívida, a dívida é nossa.

      Abra a carteira e pague os 50 milhões que você está devendo para a Carris.

      Curtir

      • Problema são os malandros que usam o serviço e não pagam a passagem.

        Curtir

        • Vejo esses malandros todo santo dia, eles entram pela frente e ali ficam, ou então pedem uma ajuda pro motorista abrir a porta de tras pra eles entrarem, e ai nos que pagamos passagem ficamos feito idiotas.

          Curtir

        • Sempre que vejo isso (pessoas pegando carona no buss) eu anoto a linha, número do carro e denuncio para o 156 para que a eptc e empresas fiquem.cienres do ocorrido.

          Infelizmente os motoristas devem pagar por seus atos.

          É claro que o bom-senso também tem que contar, já vi gente mendigosa pegando carona e não fiz nada, assim como já vi pobres coitados pedindo carona para o hps e também não denunciei

          Curtir

    • A gestão pública sempre será inferior. Se a administração privada for ruim e a empresa falir, problema dos seus donos, os contribuintes não terão que arcar com isso. Não tem como a gestão privada ser píor, nem que os gestores públicos fossem 100% honestos e competentes.

      Curtir

  6. Vende! Chega de sustentar este cabide de empregos.

    Curtir

    • Acabei de usar a minha bola de cristal e ela me disse que tu é um feliz proprietário de um automóvel que não depende do transporte público em Porto Alegre há tempos. Com isso eu concluo que esse fato influencie na tua opinião. Estou errado?

      Curtir

      • Eu me desloco de bicicleta diariamente e concordo com ele. Imagina o custo da manutenção de um ônibus de órgão público, onde tem que passar por licitação e os provedores de serviço sabendo que se trata de uma empresa pública colocam o valor do serviço no máximo. Quando ainda não são obrigados a passar um tícket para algum político. Vende logo.

        Curtir

  7. Palmas para a má adm da ultima gestao da carris.
    Antes do governo fortunatti a carris fim de ano emprestava dinheiro para a prefeitura quitar o 13° salario dos funcionários da pref.

    Curtir

  8. Sempre fui a favor de privatizações. Agora, todos sabemos que esse dinheiro não será convertido em creches e leitos hospitalares “Tira (dinheiro) da saúde e da educação”. A única coisa que vai acontecer é que as linhas vão ser loteadas entre os consórcios que irão retirar ônibus e continuar matando o próprio negócio para ter menos gastos no curto prazo (estratégia questionável). Será o tiro de misericórdia no transporte público de Porto Alegre. Ficamos no aguardo de alguem em São Francisco (EUA) idealizar um Uber dos onibus para nos salvar. Como no caso dos táxis, a solução vem de fora da prefeitura, temos os políticos mais incompetentes (e caros) do mundo.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: