Marchezan negocia com ministros verbas para Centro de Eventos e obras de infraestrutura

Prefeito tratou de iniciativas que dependem de verba federal com as pastas das Cidades e do Turismo

centro-de-eventos

Prefeito tratou de iniciativas que dependem de verba federal com as pastas das Cidades e do Turismo | Foto: Rafael Luz / MCid / Divulgação / PMPA / CP

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, cumpriu agenda, nesta quarta-feira, em Brasília. O objetivo era garantir a liberação de recursos para o Centro de Convenções da Capital e para obras que ampliem o saneamento e o abastecimento de água na cidade.

Em encontro com os ministros do Turismo, Marx Beltrão, e com o titular do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, o prefeito tratou do Termo de Compromisso que encaminha recursos na ordem de R$ 60 milhões para a construção do Centro de Eventos de Porto Alegre.

Desde 2013, o recurso está empenhado no Ministério do Turismo. A Prefeitura agilizou as tratativas e definiu uma área para a construção do Centro, ao lado do Beira-Rio. O complexo deve atender até 30 mil pessoas/dia e ampliar o chamado turismo de negócios na Capital.

Durante a tarde desta quarta, o prefeito também solicitou ao ministro das Cidades, Alexandre Baldy, apoio para a liberação de recursos para projetos de obras de saneamento e ampliação do abastecimento de água em Porto Alegre. Os projetos foram solicitados através do Programa Avançar Cidades – Modalidade Saneamento.

As iniciativas preveem a ampliação de estações de bombas, a construção da estação de tratamento de água Ponta do Arado, a adequação da Central de Tratamento de Resíduos da Lomba do Pinheiro, a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) Sarandi e o projeto de Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) Navegantes, por exemplo.

Correio do Povo / Rádio Guaíba

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

2 respostas

  1. Então o que impedia o ‘turismo de negocios’ em poa era a ausencia de uma estrutura fisica? kkkkkk
    Uma correção ao texto, seria “R$ 60 milhões para o INÍCIO da construção do Centro de Eventos’, não para o projeto todo.

    Curtir

    • Sobre o comentário acima, talvez contribuam minhas seguintes impressões: primeiro, até onde sei este segmento da atividade turística em POA é a que está melhor. não há impedimentos neste segmento, mas um centro de eventos pode, isto sim, contribuir muito para otimiza-lo e qualificá-lo, e isto é – em tese – muito positivo, sobretudo do ponto de vista econômico. Minha segunda impressão é que, neste assunto, devemos nos preocupar, isto sim, é com a gestão deste processo, pois uma sua má condução….. uma condução atrapalhada, errática e ou conflituada….. como estamos acostumados a ver aqui em Porto alegre até agora, tende a resultar num projeto medíocre e a quem do que deve ser um edifício desta natureza e da relevância de uma capital. Principalmente pela sua localização, ao que consta, junto à frontal aquático de tamanha magnitude na paisagem da cidade como o Guaíba. Enfim…. a condução deste assunto e a qualidade do Projeto é que me preocupa. Não podemos mais continuar resolvendo nossas necessidades urbanísticas com “puxadinhos medíocres (por natureza) e acanhados por baixa auto estima. espero ter contribuído. Abraços.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: