Prefeitura promete entregar três obras da Copa até o final de 2018

Trincheira da Av. Anita Garibaldi já tem 90% de conclusão. Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

Cinco obras de mobilidade, as “obras da copa”, tiveram seu cronograma de execução revelados essa semana pelo Executivo Municipal. Segundo a Prefeitura três delas ficam prontas ainda em 2018.

Um primeiro encontro entre o Prefeito Nelson Marchezan Júnior, secretários municipais e representantes de empreiteiras e Banrisul aconteceu na última quarta-feira. Em fevereiro o governo obteve junto ao banco um empréstimo de R$120 milhões necessários para quitar as dívidas e recomeçar as obras paradas.

As primeiras previstas são as execuções das trincheiras da Avenidas Ceará. O Banrisul deve liberar os recursos dessas duas obras em cerca de uma semana, e os pagamentos a serem feitos pela Secretaria da Fazenda devem tramitar em cinco dias.

Desde a assinatura do contrato, o banco designou servidores para analisar a documentação encaminhada pelas empresas e pela prefeitura para a liberação dos valores a serem destinados ao pagamento das dívidas, que somam R$ 45,4 milhões.

Em maio, está prevista a retomada do prolongamento da Severo Dullius. Já as duplicações da avenida Tronco (lote 1 e 2 e lote 3 e 4) e do corredor da Protásio Alves estão previstas para junho.

Além do cronograma de trabalho, foram tratados também os gargalos enfrentados para o reinício das atividades em outras obras, como a necessidade de novas licitações, reintegrações de posse, desapropriações e outros entraves que dificultam uma retomada imediata.

Entre elas está a trincheira da Cristóvão, cujo consórcio formado pelas empresas EPT, Serenge e Serki já manifestou que não tem mais a intenção de concluir a obra. A alegação dada é a dificuldade financeira. O procedimento a partir de agora é chamar a segunda colocada, formada pelo consórcio DP Barros Pavimentação e Arvek Construções, o que deve ocorrer em cinco dias. Em caso de uma eventual negativa, cabe chamar a terceira colocada, que foi o consórcio formado por Conpasul, Sogel Ltda, Cidade e Pelotense. A quarta colocada na licitação foi o consórcio Procon, CC Pavimentadora e Toniollo Busnello.

No caso do corredor da avenida João Pessoa, será necessária nova licitação, porque uma das empresas está em recuperação judicial. No encontro foi discutida ainda a necessidade de desapropriações, principalmente na avenida Tronco, onde será preciso remover 190 famílias.

Jornal Já



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Obras da Copa 2014

Tags:, ,

2 respostas

  1. Todos os cronogramas serão cumpridos. “Velhinha de Taubaté” Aliás, sobre a questão dos cronogramas oficiais da gestão, lembram que o Largo dos Açorianos foi anunciado como tendo conclusão em fevereiro? Rááá….pegadinha do Mallandro!

    Curtir

  2. faz o post “Andamento de algumas obras em Porto Alegre’ Parte 2

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: