Músico David Byrne define Porto Alegre como “uma cidade inacabada”

Escocês destacou ciclovias e parques da Capital, mas lamentou aeromóvel inacabado e Iberê fechado | Foto: Reprodução CP

Escocês destacou ciclovias e parques da Capital, mas lamentou aeromóvel inacabado e Iberê fechado

O músico escocês David Byrne não se limitou a hotéis e camarins ao passar por Porto Alegre, onde fez seu show “American Utopia”, na última semana. Após circular de bicicleta com um grupo, ele definiu a Capital como “uma cidade inacabada”.

Byrne elogiou as ciclovias que permitiram fazer um passeio “em razoável segurança” e conhecer amáveis parques e avistar um “prédio distinto”. Este prédio, o Centro Administrativo Fernando Ferrari, o sobre o qual o músico aprendeu que os últimos andares não foram completados.

A incompletude de Porto Alegre ficou mais marcante, segundo o relato de Byrne, ao chegar no aeromóvel: “Um sistema elétrico, que não polui” e “cujo sistema foi adotado na Indonésia e em outros lugares”. Em Porto Alegre, notou, “um carro solitário está parado no meio do caminho – inalcançável”.

O músico mirou o Guaíba e ficou sabendo dos companheiros de pedalada que, há muitos anos, teria sido possível tomar banho nas águas da orla, hoje poluída, o que foi incluído no seu blog. Ele lamentou o corte de verbas à Fundação Iberê Camargo, cujas linhas arquitetônicas curvas chamaram sua atenção: “Hoje em dia, só abre em alguns dias da semana”.

Findado o passeio, Byrne ainda ficou atento no Aeroporto Salgado Filho. “Um pedaço inacabado do terminal estava sendo demolido perto do nosso portão de embarque.”

Correio do Povo



Categorias:Outros assuntos

38 respostas

  1. O que mais vocês precisam para chamar a cidade de inacabada, abandonada e se acabando?
    E ainda tem gente que acha que o David Byrne foi exagerado ou mal polido? Ele foi é gentil ainda, dando sua impressão sobre a cidade num recado com educação.

    LISTA ATUALIZADA DA CIDADE INACABADA, ABANDONADA, SE ACABANDO, DE PORTO EX-ALEGRE :

    — BRT’s? Inacabado desde 2011, e cancelado. Assim como o Portais da Cidade.
    — Aeromóvel do que seria uma linha circular do centro? Abandonado desde 1983, à 35 anos.
    — MetrôPoa, linha 1, linha 2, quicá linha 3? Nem começou e já morreu.
    — Cais Mauá? Quase 40 anos abandonado.
    — 2° andar do Mercado Público? Inacabado desde o incêndio de 2014.
    — Avenida Tronco? Inacabada desde 2012.
    — Av. Severo Dullius? Inacabada desde 2014.
    — Trincheira da Av. Ceará? Inacabada desde 2012.
    — Trincheira da Cristóvão Colombo? Inacabada desde 2014.
    — Lago da Ponte de Pedra? Inacabado e Ponte de Pedra inacessível desde 2013.
    — Calçadão da Andradas? Abandonado e se acabando faz uns 35 anos.
    — Chafariz do Largo Gênio Peres e de todas as praça da cidade: Abandonados e desligados para sempre.
    — Duplicação da Av. Voluntários da Pátria: Inacabada desde 2010.
    — Café do Lago da Redenção: Abandonado desde 2014.
    — Teatro da Ospa: Cancelado, obras abandonadas desde 2012.
    — Duplicação da Av. Protásio Alves até Viamão? Nunca saiu do papel.
    — Trincheira da Av. Plínio Brasil Milano? Nunca saiu do papel.
    — Embarcadouro de Ipanema? Destruído pela primeira chuva e vento mais forte pouco depois de inaugurado e nunca mais refeito.
    — Ciclovias? Mal feitas, mal planejadas, sem manutenção e inacabadas sem integração umas com as outras.
    — Paradas de ônibus? Destruídas e sem manutenção nem limpeza por toda a cidade.
    — Lixo, entulhos, buracos e mato? Estão tomando conta da cidade toda.
    — Ampliação da pista, construção do terminal de cargas e do terminal de passageiros do aeroporto? Só está andando pois agora está nas mãos dos alemães, depois de 15 anos de lengalenga.
    — Alargamento das calçadas no centro histórico? Nunca saiu do papel.
    — Bonde histórico turístico no Centro? Nunca saiu do papel.
    — Oceanario Sul? Nunca saiu do papel ou foi cancelado (Tá, esse era em Canoas, mas enfim).
    — Reforma e modernização da estação rodoviária? Nunca mais se tocou no assunto.
    — Projeto da parada/terminal de ônibus no “X da rodoviária”? Nunca mais se tocou no assunto.
    — Projetos para enterrar as fiações aéreas e eliminar aquelas gambiarras nos postes, faltas de luz à cada temporal e podas assassinas de árvores? Não tem projetos.
    — O parque e hotéis etc no entorno do estádio Beira-Rio nesses magníficos renders do link abaixo? Foi coisa para inglês ver, ou melhor, não ver:
    https://portoimagem.wordpress.com/2011/12/07/e-ai-sport-club-internacional-e-o-entorno-do-beira-rio-como-fica/
    — Despoluição do Arroio Dilúvio? Não tem projeto.
    — Projeto de aeromóvel para a zona sul? Morreu.
    — Projeto de aeromóvel sobre o Arroio Dilúvio até a PUC ou até a Av. Bento Gonçalves ? Morreu.
    — Sambódromo que serviria também como escola municipal, centro de esportes e cultural do Porto Seco? Cancelado.
    — Museus e bibliotecas fechados por falta de verba? Infelizmente isso tem varios exemplos.
    — Escolas estaduais e municipais fechando? Infelizmente tem várias fechando. As que não estão fechando estão abandonadas por falta de manutenção, como o Intituto de Educação General Flores da Cunha em pleno Parque da Redenção.
    — Monumentos abandonados por toda a cidade? Dá para perder as contas.
    — Árvores sem podas ou com podas mal feitas? Dezenas de milhares de árvores nessas situações.
    — Placas de sinalização de trânsito, de nomes de ruas, de pontos turisticos faltantes ou danificadas? Milhares.
    — Reforma e atualização da Usina do Gasômetro? Cancelada.
    — Rebaixamento da Av Beira-Rio junto à Usina do Gasômetro e o futuro Shopping do Cais Mauá? Cancelado.
    — Cortina d’água para “maquiar e embelezar” o muro da Mauá do projeto Cais Mauá? Cancelada.
    — Bonde ao longo do projeto do Cais Mauá, ligando a estação Trensurb Mercado à Usina do Gasômetro? Cancelado.
    — Ciclovia da Av. Sertório? Cancelada.
    — Rua João Alfredo remodelada para sua vocação histórica de rua boêmia típica de Porto Alegre? Nunca.
    — Centro Histórico tomado de novo por camelôs alguns anos depois da construção de um decadente camelódromo? Sim tem muito, demais!
    — Terminal de ônibus triângulo da Assis Brasil? Destelhado desde 2014. Já deve estar à essa altura do campeonato, com a estrutura metálica enferrujada e comprometida, colocando em risco quem passa por ali.
    — Revitalização, pintura e reforma de prédios antigos ou decadentes do Centro Histórico? Nem se fala disso.
    — Viaduto Otávio Rocha? Faz uns uns 15 anos que está apodrecendo.
    — Programa de asfaltamento ou melhorias de pavimentação de ruas de bairros adjacentes e periféricos? Não existe.
    — Fiscalização sobre as condições de calçadas para pedestres? Só foi feita em algumas áreas centrais.

    ETC ETC ETC…

    O que mais vocês precisam para chamar a cidade de inacabada, abandonada e se acabando?
    E ainda tem gente que acha que o David Byrne foi exagerado ou mal polido? Ele foi é gentil ainda, dando sua impressão sobre a cidade num recado com educação.

    QUEM LEMBRAR DE ALGO MAIS, PODE COMENTAR ACRESCENTAR À LISTA!

    Curtir

  2. Em tempo. O Xis da rodoviária está aprovado. Eu peço sempre de pernil e ovo.

    Curtir

  3. Esqueci de citar ainda:

    — Alargamento das calçadas no centro histórico? Nunca saiu do papel.
    — Bonde histórico turístico? Nunca saiu do papel.
    — Oceanario Sul? Nunca saiu do papel ou foi cancelado (Tá, esse era em Canoas, mas enfim).
    — Reforma da estação rodoviária? Nunca mais se tocou no assunto.
    — Projeto da parada de ônibus no “xis da rodoviária”? Nunca mais se tocou no assunto.
    — Projetos para enterrar as fiações aéreas e eliminar aquelas gambiarras nos postes e podas assassinas de árvores? Não tem projetos.
    ETC ETC ETC…

    Alguém lembra de mais alguma coisa inacabada, abandonada, mal feita ou se acabando em Porto ex-Alegre?

    Curtir

  4. — BRT’s? Inacabado desde 2011, e cancelado.
    — Aeromovel? Abandonado desde 1983, à 35 anos.
    — MetrôPoa? Nem começou e já morreu.
    — Cais Mauá? Quase 40 anos abandonado.
    — 2° andar do Mercado Público? Inacabado desde o incêndio de 2014.
    — Avenida Tronco? Inacabada desde 2012.
    — Av. Severo Dullius? Inacabada desde 2014.
    — Trincheira da Av. Ceará? Inacabada desde 2012.
    — Trincheira da Cristóvão Colombo? Inacabada desde 2014.
    — Lago da Ponte de Pedra? Inacabado e Ponte de Pedra inacessível desde 2013.
    — Calçadão da Andradas? Abandonado e se acabando faz uns 35 anos.
    — Chafariz do Largo Gênio Peres e de todas as praça da cidade: Abandonados e desligados para sempre.
    — Duplicação da Av. Voluntários da Pátria: Inacabada desde 2010.
    — Café do Lago da Redenção: Abandonado desde 2014.
    — Teatro da Ospa: Cancelado, obras abandonadas desde 2012.
    — Duplicação da Av. Protásio Alves até Viamão? Nunca saiu do papel.
    — Trincheira da Av. Plínio Brasil Milano? Nunca saiu do papel.
    — Embarcadouro de Ipanema? Destruído pela primeira chuva e vento mais forte pouco depois de inaugurado e nunca mais refeito.
    — Ciclovias? Mal feitas, mal planejadas e inacabadas sem integração umas com as outras.
    — Paradas de ônibus destruídas e sem manutenção nem limpeza por toda a cidade.
    — Lixo, entulhos buracos e mato tomando conta da cidade toda.
    — Ampliação da pista, construção do terminal de cargas e do terminal de passageiros do aeroporto? Só está andando pois agora está nas mãos do alemães, depois de 15 anos de lengalenga.
    ETC ETC ETC…

    O que mais vocês precisam para chamar a cidade de inacabada, abandonada e se acabando?
    E ainda tem gente que acha que o David Byrne foi exagerado ou mal polido? Ele foi é generoso ainda, dando sua impressão sobre a cidade num recado com educação.

    Curtir

    • E esqueci de citar ainda:

      — Alargamento das calçadas no centro histórico? Nunca saiu do papel.
      — Bonde histórico turístico? Nunca saiu do papel.
      — Oceanario Sul? Nunca saiu do papel ou foi cancelado (Tá, esse era em Canoas, mas enfim).
      — Reforma da estação rodoviária? Nunca mais se tocou no assunto.
      — Projeto da parada de ônibus no “xis da rodoviária”? Nunca mais se tocou no assunto.
      — Projetos para enterrar as fiações aéreas e eliminar aquelas gambiarras nos postes e podas assassinas de árvores? Não tem projetos.
      ETC ETC ETC…

      Alguém lembra de mais alguma coisa inacabada, abandonada, mal feita ou se acabando em Porto ex-Alegre?

      Curtir

    • Muito bem colocado. Essa lista deveria estar estampada em outdoors por toda Porto Alegre

      Curtir

    • Mais outra coisa inacabada ou mal feita e que nunca saiu do papel:

      — O parque e hotéis etc no entorno do Beira-Rio nesses magníficos renders do link abaixo? Foi coisa para inglês ver, ou melhor, não ver.
      https://portoimagem.wordpress.com/2011/12/07/e-ai-sport-club-internacional-e-o-entorno-do-beira-rio-como-fica/

      Curtir

  5. Enquanto os engenheiros forem tomados mais em consideração que os arquitetos e urbanistas, Porto Triste sempre será incabada ou melhor dito, mal acabada!

    Curtir

  6. Mas toda a cidade é um organismo em construção, só as tombadas pelo patrimônio é que ficam congeladas. Essa história do Centro Administrativo é mais lenda urbana do que realidade, o projeto original previa mais andares, mas ele foi modificado para ser o que é, então tecnicamente ele não está inacabado.

    Curtir

    • Concordo. Toda a cidade está em evolução constantemente. Achei muita petulância dele criticar a cidade. Vai criticar as véia dele!

      Curtir

      • Toda a cidade é uma evolução constante, com exceção de Porto Alegre. Porto Alegre vive degradação por pelo menos 40 anos.

        Curtir

      • O que mais vocês precisam para chamar a cidade de inacabada, abandonada e se acabando?
        E ainda tem gente que acha que o David Byrne foi exagerado ou mal polido? Ele foi é gentil ainda, dando sua impressão sobre a cidade num recado com educação.

        LISTA ATUALIZADA DA CIDADE INACABADA, ABANDONADA, SE ACABANDO, DE PORTO EX-ALEGRE :

        — BRT’s? Inacabado desde 2011, e cancelado. Assim como o Portais da Cidade.
        — Aeromóvel do que seria uma linha circular do centro? Abandonado desde 1983, à 35 anos.
        — MetrôPoa, linha 1, linha 2, quicá linha 3? Nem começou e já morreu.
        — Cais Mauá? Quase 40 anos abandonado.
        — 2° andar do Mercado Público? Inacabado desde o incêndio de 2014.
        — Avenida Tronco? Inacabada desde 2012.
        — Av. Severo Dullius? Inacabada desde 2014.
        — Trincheira da Av. Ceará? Inacabada desde 2012.
        — Trincheira da Cristóvão Colombo? Inacabada desde 2014.
        — Lago da Ponte de Pedra? Inacabado e Ponte de Pedra inacessível desde 2013.
        — Calçadão da Andradas? Abandonado e se acabando faz uns 35 anos.
        — Chafariz do Largo Gênio Peres e de todas as praça da cidade: Abandonados e desligados para sempre.
        — Duplicação da Av. Voluntários da Pátria: Inacabada desde 2010.
        — Café do Lago da Redenção: Abandonado desde 2014.
        — Teatro da Ospa: Cancelado, obras abandonadas desde 2012.
        — Duplicação da Av. Protásio Alves até Viamão? Nunca saiu do papel.
        — Trincheira da Av. Plínio Brasil Milano? Nunca saiu do papel.
        — Embarcadouro de Ipanema? Destruído pela primeira chuva e vento mais forte pouco depois de inaugurado e nunca mais refeito.
        — Ciclovias? Mal feitas, mal planejadas, sem manutenção e inacabadas sem integração umas com as outras.
        — Paradas de ônibus? Destruídas e sem manutenção nem limpeza por toda a cidade.
        — Lixo, entulhos, buracos e mato? Estão tomando conta da cidade toda.
        — Ampliação da pista, construção do terminal de cargas e do terminal de passageiros do aeroporto? Só está andando pois agora está nas mãos dos alemães, depois de 15 anos de lengalenga.
        — Alargamento das calçadas no centro histórico? Nunca saiu do papel.
        — Bonde histórico turístico no Centro? Nunca saiu do papel.
        — Oceanario Sul? Nunca saiu do papel ou foi cancelado (Tá, esse era em Canoas, mas enfim).
        — Reforma e modernização da estação rodoviária? Nunca mais se tocou no assunto.
        — Projeto da parada/terminal de ônibus no “X da rodoviária”? Nunca mais se tocou no assunto.
        — Projetos para enterrar as fiações aéreas e eliminar aquelas gambiarras nos postes, faltas de luz à cada temporal e podas assassinas de árvores? Não tem projetos.
        — O parque e hotéis etc no entorno do estádio Beira-Rio nesses magníficos renders do link abaixo? Foi coisa para inglês ver, ou melhor, não ver:
        https://portoimagem.wordpress.com/2011/12/07/e-ai-sport-club-internacional-e-o-entorno-do-beira-rio-como-fica/
        — Despoluição do Arroio Dilúvio? Não tem projeto.
        — Projeto de aeromóvel para a zona sul? Morreu.
        — Projeto de aeromóvel sobre o Arroio Dilúvio até a PUC ou até a Av. Bento Gonçalves ? Morreu.
        — Sambódromo que serviria também como escola municipal, centro de esportes e cultural do Porto Seco? Cancelado.
        — Museus e bibliotecas fechados por falta de verba? Infelizmente isso tem varios exemplos.
        — Escolas estaduais e municipais fechando? Infelizmente tem várias fechando. As que não estão fechando estão abandonadas por falta de manutenção, como o Intituto de Educação General Flores da Cunha em pleno Parque da Redenção.
        — Monumentos abandonados por toda a cidade? Dá para perder as contas.
        — Árvores sem podas ou com podas mal feitas? Dezenas de milhares de árvores nessas situações.
        — Placas de sinalização de trânsito, de nomes de ruas, de pontos turisticos faltantes ou danificadas? Milhares.
        — Reforma e atualização da Usina do Gasômetro? Cancelada.
        — Rebaixamento da Av Beira-Rio junto à Usina do Gasômetro e o futuro Shopping do Cais Mauá? Cancelado.
        — Cortina d’água para “maquiar e embelezar” o muro da Mauá do projeto Cais Mauá? Cancelada.
        — Bonde ao longo do projeto do Cais Mauá, ligando a estação Trensurb Mercado à Usina do Gasômetro? Cancelado.
        — Ciclovia da Av. Sertório? Cancelada.
        — Rua João Alfredo remodelada para sua vocação histórica de rua boêmia típica de Porto Alegre? Nunca.
        — Centro Histórico tomado de novo por camelôs alguns anos depois da construção de um decadente camelódromo? Sim tem muito, demais!
        — Terminal de ônibus triângulo da Assis Brasil? Destelhado desde 2014. Já deve estar à essa altura do campeonato, com a estrutura metálica enferrujada e comprometida, colocando em risco quem passa por ali.
        — Revitalização, pintura e reforma de prédios antigos ou decadentes do Centro Histórico? Nem se fala disso.
        — Viaduto Otávio Rocha? Faz uns uns 15 anos que está apodrecendo.
        — Programa de asfaltamento ou melhorias de pavimentação de ruas de bairros adjacentes e periféricos? Não existe.
        — Fiscalização sobre as condições de calçadas para pedestres? Só foi feita em algumas áreas centrais.

        ETC ETC ETC…

        Se você, Gilberto Simon, lembrar de algo mais, pode acrescentar à lista…

        Curtir

      • — O ESQUELETÃO DA PRAçA XV DE NOVENBRO? INACABADO DESDE 1956 !!!!! 62 ANOS, JÁ PODE QUASE SE APOSENTAR !!!!!

        Curtir

  7. Ele somente se equivocou em uma observação: “Porto Alegre parece uma cidade inacabada”. O correto da observação seria: “Porto Alegre é uma cidade se acabando”.

    Curtir

  8. Eu sou fã do Pedro Weingartner e é uma pena que ninguem da arte aqui no estado de muita bola para ele,me parece que a Aplub tinha a maior coleção dele aqui.Nem sei se existe ainda a Aplub.Quanto ao Ibere não sou fã mas acompanhei todo o processo de criação e marketing envolta era um lance fashion de moda,tanto é que não se manteve pois os caras que desfilavam por lá e tinham grana o faziam para parecer que eram cultos,mas grana que é bom neca e a unica grana que vinha era renuncia fiscal via lei de incentivo a cultura,aquela que financia quem já tem grana e faz o povo que não tem nem posto de saude pagar,portanto estaria na hora talvez da fundação fazer uma campanha entre o povo culto de Porto Alegre e frequentador do espaço ajudar.

    Curtir

    • É mais complicado ainda do que parece. Antes precisa ser substituída a administração atual por pessoas comprometidas com a real cultura, não com a cultura da demagogia, da incompetência pura.

      Curtir

  9. Li o texto dele traduzido no blog do Políbio Braga (http://polibiobraga.blogspot.com.br/2018/03/artigo-david-byrne-porto-alegre-uma.html).
    Pelo que entendi ele fez um “tour” por partes de POA acompanhado por alguma(s) pessoa(s) que tinha(m) certo conhecimento de questões urbanísticas e históricas da cidade. Mixou o que lhe disseram com as impressões pessoais obtidas por ele no decorrer do percurso (em grande parte de bicicleta).
    É um testo que serve perfeitamente para sabermos a visão de um “turista curioso” ao circular pela nossa capital.
    Nem tanto ao céu… nem tanto ao inferno…
    Mas muito o que melhorarmos…

    Curtir

  10. Essa expressão soa bem estranha, mas… Nasci aí mas cresci no Paraná e morei em Curitiba que é uma metrópole organizada e na qual há apuramento estético. Bem, algo bem nada a ver mas que muito me chamou a atenção quando estive em POA pela primeira vez já adulto,foram os parques e praças mal cuidadas. Quando se encontrava uma área melhorzinha o fato de não haver pavimento e só esses caminhos de areinha para andar, e isso ser normal aí, me causava estranhamento porque para mim significa que pelamor tipo os caras sequer têm capacidade de fazer calçadas! e deixam assim mesmo inacabado!? Então sim, as coisas são mal feitas e inacabadas para olhares vindos de fora. Quando estão feitas estão feias notando-se um mal-acabamento absurdo, isso no espaço público em geral. Aos olhos de visitantes que conhecem o que é qualidade urbanística, infelizmente POA se apresenta como uma cidade relaxada e largada, e isso é mais forte porque no imaginário as pessoas sim esperam bem mais da capital gaúcha, imaginam que encontrarão beleza, um requinte quem sabe europeu, mas todo contrário encontram essa detonação e abandono gigantescos. Bem, ao menos aos poucos parece que a cidade começa a reagir e esperamos que um dia seja um lugar com urbanismo qualificado, aonde haja design contemporâneo de qualidade, e espaços públicos com atmosfera esteticamente bonita e atraente, e para isso a meu ver vai precisar de outro nível de profissionais e talvez realmente se tenha de trazer gente de fora com gabarito mesmo e não os mesmos do metiê local (tirando as tais raras exceções) que dá licença né, sem mais comentários.

    Curtir

    • Não há como melhorar a urbanidade ou urbanismo de uma cidade quando ela está cada vez mais cheia de mendigos, viciados e bandidos vagando, assaltando e escarafunchando as lixeiras, e gente morando nas ruas, ocupando logradouros, parques e praças com entulhos improvisados e todo o lixo que deixam no local. Se não olharmos para isso e resolvermos esse crescente caos de depauperação social, de nada adianta ficar tecendo loas a determinado empreendimento ou nova lojinha fashion que por ventura desembarque aqui. Civilidade não é prédio moderninho nem badalação da moda. É sobretudo e, essencialmente, uma cidade limpa, organizada, bem cuidada e segura. Ilhas de luxo cercadas por imensos bolsões de miséria não transformam cidade alguma em lugar bom pra viver. Os nossos problemas são eminentemente sociais.

      Curtir

      • Concordo plenamente! Todos esses problemas que colocaste afasta as pessoas, mata a economia local e cria regiões “abandonadas”, resultando que não há motivos para serem urbanizadas ou embelezadas. Veja a Farrapos, onde foi feita uma bela reforma melhorando muito o aspecto da região, mas não atraiu nenhuma empresa ou moradores e continua “abandonada”.

        Curtir

      • Muitíssimo bem posto. É realmente vexatório a situação da nossa Capital. A cidade, principalmente seu centro, virou terra de ninguém. Existem acampados por toda e qualquer rua e praças. Uma lástima. Mas a preocupação da nossa incapacidade chamada administração é para com a orla do Guaíba. O estado de miséria da cidade, a necessidade de pessoas entregues a sorte não importa, até porque ao aprontar a nova orla, ninguém mais vai ver a cidade e suas ruínas, pois estarão literalmente de costas para ela. Perdemos essa guerra para uma eleição equivocada como tantas.

        Curtir

  11. Byrne foi polido. Pra quê ele sentaria a lenha numa cidade na qual ele jamais recolocará os pés? Um gentleman.

    Curtir

  12. é legal as dicas, mas ele comentou do Iberê, por acaso ele fez uma doação para a Fundação?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: