Publicado edital para contratar projeto do Centro de Convenções

Porto Alegre .Orla do Guaíba a noite.

Local terá potencial para receber 30 mil pessoas/dia   Foto: Eduardo Beleske/PMPA

O prefeito Nelson Marchezan Júnior autorizou nesta sexta-feira, 13, a publicação imediata do edital para a contratação de estudos de arquitetura e engenharia para a construção do Centro de Convenções e Eventos de Porto Alegre. O Centro terá potencial para receber 30 mil pessoas/dia e ampliará o chamado turismo de negócios da Capital. O edital foi publicado em edição extra do Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

Os recursos na ordem de R$ 60 milhões estão disponíveis desde 2013, quando Porto Alegre foi uma das dez capitais do país escolhidas para receber recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Turismo), destinados à infraestrutura de eventos. A definição de um local era um dos principais entraves para a liberação da verba.

O impasse se encerrou em outubro de 2017, quando a prefeitura e o Sport Club Internacional assinaram um acordo para a disponibilização da área, que estava cedida ao Inter até 2024.  Com a definição do local, a prefeitura recebeu do Ministério do Turismo, em dezembro do ano passado, autorização prorrogando o Termo de Compromisso que assegura os R$ 60 milhões para a construção.

Implantação – O desenvolvimento do complexo começa com a licitação para a elaboração dos estudos de viabilidade e de projetos de licitações, orçados em até R$ 3 milhões. Os R$ 57 milhões restantes serão aplicados pela prefeitura na construção das estruturas operacionais básicas, como estacionamento para e área de convenções.

Posteriormente, em parceria com a iniciativa privada, a área de cerca de 45 mil metros quadrados receberá a instalação completa de infraestrutura que caracteriza o Centro de Convenções e Eventos, como auditório, salas de convenções, espaço de alimentação, dentre outros investimentos.

Prefeitura de Porto Alegre

Anúncios


Categorias:Outros assuntos

15 respostas

  1. Só para tocar na mesma tecla que a algum tempo venho comentando a respeito da nossa falta de noção com as cifras das obras públicas. O texto diz:
    “(…) elaboração dos estudos de viabilidade e de projetos de licitações, orçados em até R$ 3 milhões. Os R$ 57 milhões restantes serão aplicados pela prefeitura na construção das estruturas operacionais básicas, como estacionamento para e área de convenções.
    Posteriormente, em parceria com a iniciativa privada, a área de cerca de 45 mil metros quadrados receberá a instalação completa de infraestrutura que caracteriza o Centro de Convenções e Eventos,”
    Reparem que os 60 milhões não são diretamente para finalizar o empreendimento como um todo. Trata-se apenas da parte básica da estrutura. O caro, como auditórios, equipamentos, áreas técnicas e seus respectivos acabamentos serão um investimento futuro.
    São R$ 60 milhões (aproximadamente 17 milhões de dólares!!!). E isso não chega???
    Isso sem contar os possíveis e prtováveis aditivos.
    Quando leio isto, ou aquelas estimativas para a ponte do guaiba que ultrapassam R$ 700 milhões, me sobe um certo calor à cabeça. Estamos perdendo a noção do custo real de uma obra civil por conta de fatores externos à ela (corrupção, desvios, roubos, má gestão, ineficiência, etc…).
    Depois o TCE (ou parte dele, por que outra parte já se mostrou conivente com a corrupção) embarga isso e o processo todo começa a se inflar ainda mais.
    Por favor, R$ 60 milhões só para estudos, projetos, estrutura básicas e estacionamento é algo fora da realidade.

    Curtir

  2. Só espero retirem aqueles escombros e bailes dali.Podem realocar os bailes e afins para mais próximo de onde o público respectivo mora.

    Curtir

  3. Continuam aplicando a mesma conversa fiada e o povo insiste em dar credibilidade a esse tipo de coisa. Sempre o mesmo jive talking. Projeto de obra, plano de obra, licença de obra, anúncio de obra, promessa de obra.

    Curtir

  4. Mais dinheiro publico indo para o bolso de alguem,pois aqui no Brasil o dinheiro dos impostos fazem a festa dos espertos e o povo paga a conta.Em sua grande parte Porto Alegre tá um lixo e nada é feito para mudar isto.

    Curtir

    • O dinheiro foi disponibilizado pelo governo federal pra este fim. Se não usarmos pro centro de convenções, perdemos esse valor. E vai pra outros estados. Porto Alegre é o terceiro centro de realização de eventos do país, e só temos centros de convenções de médio e pequeno portes. Tá na hora sim de termos um de maior porte pra concorrermos com outras cidades na realização de eventos.


      https://polldaddy.com/js/rating/rating.js

      Curtir

      • Realmente o governo federal disponibiliza grana para alguem ganhar,este dinheiro deveria estar sendo usado para resolver problemas na nossa malha viária interna aqui ,pois temos ruas que parecem que estão na guerral civil da Siria.

        Curtir

  5. A bem da verdade, Porto Alegre precisa mesmo deste empreendimento?
    A Fiergs já não dá conta da demanda?
    De qualquer maneira, espero que deem preferência para concurso de arquitetura na contratação do projeto definitivo.

    Curtir

    • A arquitetura é realmente importante. É uma área muito nobre pra ser desperdiçada por uma construção convencional. E vai ser muito legal ter uma variedade de obras arquitetônicas interessantes na mesma rota: o Beira-Rio, o centro de eventos, o viaduto e o museu Iberê Camargo.

      Curtir

      • Depois de ver a arquitetura da estação da CEEE ali na orla deu vontade de vomitar…
        De qualquer modo, mesmo que este projeto não saia do papel, se servir para tirar aqueles bailes dali já será uma contribuição enorme para a cidade.

        Curtir

  6. esse é o mesmo orçamento da revitalização da ORLA! (em 2015)
    como o cara acha mais vantajoso turisticamente um centro de eventos do que prosseguir as outras fases da orla?
    Provavelmente esse centro de eventos sera um Caixotão arquitetura 0.

    só quero ver se o pessoal da iniciativa privada vai reclamar dessa do Marchezan..

    Curtir

    • E com certeza não terminará a obra em seu mandato, o prefeito seguinte não tera interesse em seguir e virara mais um entulho em Porto alegre.
      projeto megalomaniaco, se concluido tera curta vida util e depois sera esquecido.
      (com mais custos no futuro para demolir pois a estrutura sofrera com o tempo)

      Curtir

    • é que esses recursos sempre vem do governo federal direcionados para algo. Não daria para pegar esse dinheiro e usar na orla, não funciona assim

      Curtir

      • não funciona por questões burocráticas. São 60 milhões decididos por uma canetada, que visa o ‘turismo’ e pensa que isso se dá com um centro de eventos do mesmo orçamento de uma orla.
        Deve ser questionado, nao sou contra centro de eventos, mas esse dinheiro não surge todo dia.
        Claramente não houve um estudo sobre o que seria mais eficaz turisticamente com 60 milhões.


        https://polldaddy.com/js/rating/rating.js

        Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: