Transporte coletivo terá atendimento emergencial nesta quinta

Transporte Coletivo de Porto Alegre

Operação será normal nos picos e de hora em hora nos demais horários  Foto: Eduardo Beleske/PMPA

O transporte coletivo de Porto Alegre terá um atendimento emergencial nesta quinta-feira, 24, em razão da falta de combustível pela greve dos caminhoneiros. Em reunião na tarde desta quarta-feira, 23, com a direção da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), onde participaram representantes da Carris, Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) e Consórcios de ônibus, ficou definida uma operação normal nos picos da manhã até 8h30, e também à tarde, das 17h às 19h30.

Nos demais horários, as viagens serão de hora em hora. A forma de atendimento durante a noite será divulgada na tarde desta quinta-feira, 24. A decisão acontece para possibilitar a prestação do serviço por um maior número de dias possíveis nos horários de demanda mais intensa da população. As lotações funcionarão normalmente.

Lixo – A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb), por meio do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), esclarece que em razão da paralisação nacional dos caminhoneiros, que ocorre há três dias, a BR-290, rodovia que leva até o aterro sanitário de Minas do Leão, está bloqueada. A velocidade do fluxo de descarga dos caminhões, logística realizada na Estação de Transbordo da Lomba do Pinheiro, está sendo impactada pela dificuldade de acesso ao aterro. O Departamento informa que se a paralisação não for finalizada poderá impactar na coleta de resíduos da Capital. O Transbordo da Lomba do Pinheiro tem capacidade para armazenar cerca de 4.000 toneladas, e cada dia de operação na cidade gera cerca de 2.000 toneladas.

Portal Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos

Tags:

18 respostas

  1. “A ideia é ser “cada um por si”.

    Triste ver isso de um funcionário público, que na teoria deveria estar prestando um trabalho para o coletivo.” (José)

    Eu tenho direito constitucional de lutar pelo meu salário. Estás chateado? Reclame pra sua mãe. Lugar de chorar é na cama. Minha única preocupação aqui é não mentir, ao contrário dos que se dizem arautos do social, mas na verdade não passam de mentirosos em pele de cordeiro. Em tempo: não mentir é um ato de respeito ao outro. Agora; se não gostam das minhas verdades, aí é problema de foro íntimo. Não posso regrar “sensibilidade” alheia. Aliás, via de regra, os mais sensíveis são os que mais mentem.

    Curtir

    • “Isso é da da vida. Quem não chora não mama.”

      “Lugar de chorar é na cama.”

      Parece que quem tá chorando pra mamae Estado deitado em posição fetal na cama é tu mesmo. Hahahaha. Se tá insatisto com teu salário, procura outro estágio na iniciativa privada.

      E pelo contrário do que tu pensa, eu não sou mentiroso, apenas não sou egoísta, mas parece que pra ti tal pessoa não pode existir. Eu até entendo, com um pensamento como o teu e um ambiente que tu estás envolvido é difícil mesmo conhecer gente assim.

      Abraço.

      Curtir

      • “Se tá insatisto com teu salário, procura outro estágio na iniciativa privada.”(sic) Quem é você pra me dizer o quê fazer? Guarde as suas vontades recônditas a você mesmo. Era só o que faltava um idiota qualquer querer regrar o meu livre-arbítrio. Como diz o ditado bagual; “Vai te deitar nos teus pelegos!”

        Curtir

        • Pra ti serve outro ditado bagual então: “chora mais”.

          Curtir

          • Tudo o que a constituição me permitir usar a favor dos meus interesses, eu usarei. Queiras tu ou não. Se o meu choro te incomodar, tampe os ouvidos.

            Curtir

  2. “Egoísmo teu. Tem gente que vive por princípios não por vantagens”. (Pablo). É o teu caso. Quem arrota altruísmo não vive por princípios. Conheço muito bem esses tipos.

    Curtir

  3. Tem que dar um prêmio pros caminhoneiros. Deram uma aula de cidadania e luta pelos direitos do contribuinte. Estão nos ensinando como o cidadão precisa brigar cada vez que se sente roubado pelo governo. Enquanto não houver essa indignação em ações concretas, estaremos sempre à mercê das safadezas e desgovernos dos nossos representantes.

    Curtir

    • Só uma ressalva isto não é greve é lockout e promovido pelas grandes transportadoras do Brasil que querem aumentar suas margens de lucro e tá tudo combinado com o governo Temer,eles não estão pressionao por gasolina mais barata ou menos impostos eles querem que o diesel baixe e ai se o diesel baixar vai baixar os valores dos fretes,duvido vai baixar o preço da passagem de onibus duvido,no caso do onibus ate aumentou com o fim da segunda viagem e o serviço a mesma merda de sempre,cade as autoridades para garantir a ordem no pais em ? a população é que vai continuar pagando e tomando.

      Curtir

      • Essa é a versão dos “cidadãos” que defendem o bandido do Lula. Essa gentinha sem vergonha na cara não levo em consideração.

        Curtir

      • E no final foi isso que aconteceu. O governo concedeu benesses a um setor específico, como já acontece com financiamento especial para grandes produtores de soja, financiamento especial para a JBS, financiamento especial grandes construtoras… É nosso imposto sendo usado para ajudar um setor específico.

        Curtir

        • Isso é da da vida. Quem não chora não mama. Quem se organiza melhor e sabe da sua força, acaba abocanhando uma fatia maior do bolo. Mais uma vez parabéns aos caminhoneiros.

          Curtir

          • Egoísmo teu. Tem gente que vive por princípios não por vantagens

            Curtir

          • A ideia é ser “cada um por si”.

            Triste ver isso de um funcionário público, que na teoria deveria estar prestando um trabalho para o coletivo.

            Curtir

          • Quando o Zé vier com mimimi o funcionário público já sei que não é verdade é só mais choro para poder mamar mais, como ele mesmo diz.

            Curtir

      • Olha, isto é um fato que não tem nenhuma base de levantamento confiável a respeito. Alguém disse que é lockout e que são os patronais que estão bancando este evento, sem nada para provar que isto é verdade, e muitos seguiram na onda.
        O fato é que, andando pelas estradas percebes que tá cheio de 608, 1113 e caminhoezinhos particulares parados e fomentando/apoiando/agindo pelas reinvindicações gerais da categoria. Tem até moto boys e carros particulares apoiando. Muitas manifestações são autônomas e organizadas por redes sociais.
        Essa argumento do lockout, para mim, não se justifica até que me mostrem alguma prova em contrário.
        Parabéns aos caminhoneiros!!!

        Curtir

  4. Nesse momento de escassez de combustível, bem que a prefeitura poderia abrir o mercado do transporte coletivo ou ao menos reorganização o sistema para alimentadoras e troncais, assim transportando mais gente, de forma mais rápida e com menos combustível.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: