Time do Senegal é bicampeão da Copa dos Refugiados

imagem183490

Vice-prefeito Gustavo Paim entregou a taça aos campeões  Foto: Maria Ana Krack/PMPA

Um jogo difícil, disputado minuto a minuto, mas decidido só nos pênaltis. Assim foi a final da Copa dos Refugiados, entre os times do Líbano e do Senegal, no final da tarde deste domingo, 3, no estádio Beira-Rio. O vencedor foi o Senegal, que se tornou bicampeão da competição com o gol do camisa 6 Osumano Thian. O técnico do time, Serizne Mamiorgon, tinha certeza da vitória. “Sabia que ganhava. Time forte, mas importante no evento, é a alegria deste encontro de todos estes povos. A gente pode se encontrar e conversar”, disse com sotaque francês. Os jogadores do time vencedor moram em Caxias do Sul há três anos.

A disputa das semifinais e final da competição, que contou com oito seleções representando Angola, Colômbia, Guiné Bissau, Haiti, Líbano, Peru, Senegal e Venezuela, teve início às 13h com os jogos Senegal 1 x 0 Angola e Peru 0 x 5 Líbano.

As duas seleções finalistas jogaram com muita garra e a partida terminou empatada sem gols. Na cobrança de pênaltis, o Senegal sagrou-se campeão ao acertar três cobranças contra uma do Líbano.

As quartas de final foram realizadas na manhã de sábado, dia 2, no estádio Passo D’Areia do Esporte Clube São José. Na ocasião, o Senegal eliminou a Colômbia por 2 a 0 e o Peru bateu o Haiti também pelo placar de 2 a 0. A Angola goleou a Venezuela por 4 a 1 e o Líbano empatou em 1 a 1 com a Guiné Bissau. Nos pênaltis, o Líbano se classificou para as semifinais por 5 a 4.

O regulamento da competição e sistema de sorteio da tabela de jogos foram produzidos com apoio da Federação Gaúcha de Futebol, que também cedeu a arbitragem para os jogos.

Para assistir aos jogos, tanto no Passo D’Areia, quanto no Beira-Rio, foi cobrado ingresso único no valor de R$ 10,00 que serão destinados ao projeto Tunipiquês – ação social que promoverá cursos gratuitos sobre linguagem e cultura brasileira, visando facilitar a inserção dos refugiados na sociedade e no mercado de trabalho.

Além dos jogos, foi realizada uma ação de empregabilidade, com cadastramento de currículos de refugiados, que serão encaminhados para empresas da indústria, comércio e serviços do RS. Com o mesmo objetivo, será produzido o álbum de figurinhas da Copa dos Refugiados, com fotos e minicurrículos dos jogadores.

Na segunda-feira, 28 de maio, foi publicado no Diário Oficial do município o Edital de Chamamento Público para seleção da Organização da Sociedade Civil. Será firmado um termo de colaboração da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte com a organização escolhida, válido por um período de 12 meses. As interessadas devem entregar a documentação no dia 27 de junho, às 14h, na sede da Diretoria de Direitos Humanos (rua dos Andradas, 1643, 6º andar). Confira o edital aqui.

Copa dos Refugiados – A segunda edição da Copa dos Refugiados em Porto Alegre teve a participação de oito nacionalidades: Angola, Colômbia, Guiné Bissau, Haiti, Líbano, Peru, Senegal e Venezuela, envolvendo aproximadamente 120 atletas amadores. O melhor jogador da Copa foi o angolano Edson Gomes, que está no Brasil há três anos, estuda engenharia cartográfica e é agrimensor na Unisinos. Gomes iniciou estágio na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos na semana passada. “Sonhei em ser jogador, agora não penso mais, pois não tenho mais idade”. Edson está há quatro anos no Brasil e, após a formatura, retorna a seu país de origem.

O vencedor da etapa de Porto Alegre disputará a Copa do Brasil de Refugiados, um quadrangular que envolverá também os vencedores do torneio regional a ser realizado em São Paulo (em julho) e no Rio de Janeiro (em agosto), assim como um time misto, composto por refugiados de diferentes nacionalidades.

A etapa de Porto Alegre da Copa dos Refugiados já está em seu segundo ano e é realizada pela ONG África do Coração, em parceria com a Ponto Agência de Inovação Social. São apoiadores do projeto a Agência da ONU para Refugiados (Acnur), a Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, Associação Antônio Vieira, Sport Club Internacional, Esporte Clube São José, Federação Gaúcha de Futebol, Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte, Beat Conteúdo e Relacionamento, Agência Matriz, Fuerza Studio, Uniritter e Sociedade Libanesa. A patrocinadora oficial da etapa de Porto Alegre da Copa do Brasil de Refugiados é a marca de arroz SunRice.

História – A Copa dos Refugiados surgiu em 2014, na cidade de São Paulo, uma iniciativa da ONG África do Coração, com o apoio da Acnur. O evento reflete um projeto de integração de pessoas refugiadas por meio do esporte, envolvendo refugiados que representam seus países de origem e buscam promover suas culturas, talentos e conhecimentos.

Mais fotos de hoje, enviadas pela Assessoria da Copa:

Resultados dos jogos da Copa dos Refugiados:

02/06 – Estádio do Passo D’Areia

Quartas de final

Senegal 2 x 0 Colômbia

Peru 2 x 0 Haiti

Angola 4 x 1 Venezuela

Líbano 1 x 1 Guiné Bissau – nos pênaltis, 5×4 para o Líbano.

__________________________

03/06 – Estádio Beira-Rio

Semifinais

Senegal1 x 0 Angola

Peru 0 x 5 Líbano

Final

Senegal 0 x 0 Líbano – nos pênaltis, 3 x 1 para o Senegal

Sobre a Copa dos Refugiados

Iniciativa do imigrante congolês Jean Katumba, fundador da ONG África do Coração, a Copa dos Refugiados surgiu em 2014 na cidade de São Paulo. O evento, que é um torneio entre times formados por refugiados que representam seus países de origem, tem por objetivo integrar os migrantes à sociedade e promover sua inclusão social. Em 2018, além da segunda edição em Porto Alegre, acontecerá a quinta edição em São Paulo e a primeira edição no Rio de Janeiro. Os vencedores das etapas regionais disputarão as finais da Copa do Brasil dos Refugiados em setembro no estádio do Pacaembu em São Paulo.

Contato: Rodrigo Vicêncio
E-mail: rodrigo.vicencio@lucrosocial. com
Fone: (51) 99674.1096
http://www.copadosrefugiados.com

Assessoria de imprensa

Beat Conteúdo e Relacionamento

www.beatcr.com

Jornalista Responsável

Leandro Morais Corrêa / MTB–7622
leandro@beatcr.com
Fones: (51) 3517.9932 – (51) 99249.2474

Fontes das informações: Prefeitura de Porto Alegre e Assessoria da Copa dos Refugiados (via e-mail)



Categorias:Outros assuntos

1 resposta

  1. Nosso vice-prefeito trabalhando pelo cidadão.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: