Apenas uma empresa apresenta proposta de interesse em adotar áreas verdes da Orla do Guaíba

Foto: Brayan Martins/ PMPA

Uma única empresa entregou proposta de interesse em adotar as áreas verdes do Parque Urbano da Orla do Guaíba, em Porto Alegre. O prazo terminou às 10h desta quinta-feira (21). A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) deve analisar a proposta com base nos requisitos dispostos no edital e, se aprovado, o adotante da orla será conhecido num prazo de até 30 dias. “O mais importante é que recebemos a proposta e esperamos em breve ter um adotante para as áreas verdes da nova orla”, afirmou o vice-prefeito Gustavo Paim.

O novo orçamento de manutenção foi dividido em três partes: serviços obrigatórios, complementares e suplementares, o que gerou uma redução na previsão dos custos obrigatórios em R$ 100 mil ao ano. A manutenção obrigatória inclui o paisagismo e zeladoria do local.

A adoção poderá contemplar, além do Trecho 1 da orla, que vai da Usina do Gasômetro à Rótula das Cuias, incluindo a Praça Júlio Mesquita, outras áreas no entorno do Parque Urbano da Orla do Guaíba, tais como os canteiros centrais da avenida Edvaldo Pereira Paiva, rótulas de trânsito e parte do parque ainda não revitalizado, entre o primeiro trecho e o Anfiteatro Pôr do Sol.

O adotante poderá instalar conjunto de placas de sinalização visual, de natureza institucional, sem exploração comercial, respeitando a legislação e mediante análise da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams). O prazo previsto para a adoção é de 12 meses, que poderá ser prorrogado por igual período.

SUL 21



Categorias:ORLA, Projeto de Revitalização da Orla

Tags:,

9 respostas

  1. Gostaria de entender o que significa a expressão “conjunto de placas de sinalização visual, de natureza institucional, sem exploração”.
    Me parece algo tão vago. Mas deve ser minha ignorância de pessoa comum mesmo…
    Se alguém souber e quiser explicar ficarei feliz.

    Curtir

  2. “O adotante poderá instalar conjunto de placas de sinalização visual, de natureza institucional, sem exploração” . Não tinha como ser mais ambíguo e mal escrito. Isso afugenta interessados pois o empresário morre de medo de ser processado pelo MP por colocar o logotipo no lugar errado o que caracterizaria “exploração comercial” na visão de um juiz qualquer.

    Curtir

  3. Tomara que dê certo. E a inauguração oficial será quando?

    Curtir

    • Em breve, tipo nunca. Faz 7 meses que a obra está pronta. Quer dizer; falta passar X-14 numa das vidraças do bar circular. Falando nisso, o prazo de 30 dias para assinatura de contrato dos vencedores da licitação dos bares já foi pro espaço.

      Curtir

%d blogueiros gostam disto: