Prefeitura lança simulador de cálculo do IPTU para a população

imagem178781

Atualmente, imóveis de mesmo valor pagam IPTU diferentes  Foto: Luciano Lanes / PMPA

A Prefeitura de Porto Alegre lançou nesta sexta-feira, 22, uma ferramenta para que o cidadão possa simular o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), conforme o Projeto de Lei de Atualização da Planta Genérica de Valores, que tramita na Câmara Municipal. Desenvolvido pela Secretaria Municipal da Fazenda e pela Procempa, o simulador fará o cálculo do IPTU a ser pago em 2019, se o projeto for aprovado sem modificações pelos vereadores. A ferramenta está disponível no site Simulador do IPTU e também pode ser acessada pelo portal da Prefeitura de Porto Alegre.

Para fazer a simulação de como ficará o seu IPTU, o contribuinte deverá informar o CPF ou CNPJ, se for imóvel comercial, números do endereço e da inscrição do imóvel, que constam na guia do IPTU ou no site da Secretaria Municipal da Fazenda. No site do simulador, também estão disponíveis informações sobre como é calculado o valor do imóvel, na aba “Entenda o Cálculo”, e  também respostas a dúvidas frequentes, na aba “Perguntas e Respostas”.

Corrigindo distorções – O projeto de lei que atualiza o valor venal dos imóveis de Porto Alegre visa a corrigir distorções, e prevê que os contribuintes passem a pagar o IPTU de acordo com o valor real dos seus imóveis, ou seja, mais aproximado do valor de mercado. Atualmente, imóveis de mesmo valor pagam IPTU diferentes, e imóveis mais caros pagam menos IPTU do que imóveis mais baratos.

Do total de 767 mil imóveis de Porto Alegre, 238 mil terão redução de imposto (31%), 146 mil serão isentos de pagamento (19,2%). No total, 50,2% dos imóveis terão redução do IPTU ou ficarão isentos. O número de beneficiados no novo projeto alcança 384 mil imóveis, já em 2019.

Para os contribuintes que tiverem aumento do seu IPTU, o valor médio será de 10,41% na guia do IPTU em 2019. Existe um limitador máximo de 30%, para que seja aplicado ao longo de quatro anos, e se refere àqueles imóveis que hoje estão mais defasados. Quanto menor for o índice, mais tempo levará para o contribuinte pagar o imposto até fechar o valor total devido.

Exemplo: um imóvel que hoje paga R$ 50 de IPTU e que deveria pagar R$ 300, pagará R$ 65 em 2019. Esse imóvel só concluirá o pagamento do valor total justo (R$ 300) ao final de 2022.

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:Economia da cidade, Outros assuntos

Tags:, ,

11 respostas

  1. aproveitam uma época em que vivemos uma bolha imobiliária, valores totalmente falsamente inflados, ninguém vende pelo que anuncia, pra aumentar arrecadação. Chega de pagar imposto pra sustentar máquina inflada!

    Curtir

  2. Eu acho super justo o enquadramento do iptu em “cotas de valor” porem se as tabelas de valor dos imoveis nao estao atualizadas, isso é só um engodo para arrecar mais.

    Curtir

  3. Em primeiro lugar todos deveriam pagar IPTU,até em loteamentos populares regularizados,terminar com o desconto total que o PT instituiu para determinados imóveis e faixas salariais,diminuir o numero de ccs na prefeitura vender a Carris,ai sim não seria necessário aumentar tanto o iptu,no meu calculo com a promessa deste redutor é pagavel,mas tem de ver se isto é verdade, eu trabalho e muito e não fico contente em dar dinheiro para governo nenhum torrar como quer,seja ele quem for.

    Curtir

  4. O meu baixou pela metade, pode manter isso aí!

    Curtir

  5. Acho muito justo que o IPTU passe a ser progressivo. Primeira bola dentro dessa administração.

    Curtir

    • Nada contra ser progressivo. O problema é o governo arrancar mais 90 milhões por ano dos contribuintes para justificar suas lambanças. Quantos empregos deixarão de existir por causa dessa ganância estatal?

      Curtir

  6. Acho o prefeito e seus outros projetos muito ruins, mas surpreendentemente, esse projeto é bom. Fiz a simulação e é muito melhor que a mera correção do valor venal, coisa que PRECISA acontecer, pois há mais de 20 anos não há atualização.

    Da forma como foi feito, o aumento é menor pra quem tem que pagar mais e há diminuição de impostos pra quem tem imóveis de menor valor. Creio que é o melhor pra cidade como um todo. E veja bem, quem está falando vai ter que pagar mais IPTU. Mas acho justo da forma como foi feito, com mais aliquotas.

    Quem dera o governo federal propusesse algo parecido com o Imposto de Renda


    https://polldaddy.com/js/rating/rating.js

    Curtir

  7. Esse tal simulador é uma grande farsa, já provada na CMPA. Em vários discursos de diferentes vereadores, eles afirmam categoricamente que o prefeito mente descaradamente com essa ferramenta descarada. Ele é tão mentiroso que chegou a dizer que por exemplo na Restinga, apenas 502 casas seriam atingidas por aumento de impostos. No Sarandi ele afirmou que apenas uma em casa 3 casas seriam atingidas. O cara é um tremendo pilantra.

    Curtir

    • Disse que 502 casas pagariam imposto na Restinga. Todas as demais ficariam isentas. Como o Janta falou; senhor prefeito, se isso for verdade eu aprovo já o novo IPTU. kkk

      Curtir

    • Finalmente resolvi usar o tal do simulador e ver a situação do meu apartamento. O simulador diz que meu IPTU atual é de R$ 371, e que passaria a ser no novo modelo R$ 500.

      Engraçado esse negócio. Porque eu fui olhar a guia de IPTU de 2018 e o valor (com desconto de 19%) era de R$ 547.

      Ou seja, esse calculador é uma mentira da grossa.

      Curtir

  8. O que o Marchezan chama de corrigir distorções é na verdade aumento de impostos. Marchezan, VTC!

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: