Fotos atualizadas das obras de ampliação do Terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho

MANDADO RETIRAR DO AR PELA  LD Consulting

Através de e-mail recebido hoje, fomos solicitados que retirássemos do ar estas imagens.

A empresa não tem contrato com a Fraport.

As imagens são confidenciais.

Obs.: só não sei o que fazem em uma rede social, de forma aberta, com acesso de milhões de pessoas.

As imagens estão no instagram da LD CONSULTING: LD Consulting.

Peço desculpas aos milhares de leitores do Blog por esta retirada repentina das fotos.

Tentaremos ver outras fontes “não secretas”.

Obrigado.

A equipe do Blog.



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, ampliação terminal 1, Arquitetura | Urbanismo, Outros assuntos

Tags:, , , , ,

19 respostas

  1. Quem se esconde geralmente tem o rabo preso.

    Curtir

  2. Pois é, o contrato da Fraporter é com a HTB (Hochtief),TEDESCO e Barbosa Mello.
    http://www.htb.eng.br/pt-br/noticias.html#noticia39
    Já a LD foi contratada pela HTB, como consta na lista de clientes no site (http://ldconsultorias.wixsite.com/ldconsulting/relationships).

    Se são confidenciais, o que fazem no insta?


    https://polldaddy.com/js/rating/rating.js

    Curtir

  3. Que beleza, ta indo muito bem a ampliação do SF, inclusive por dentro também estão em obras, ali onde era o cinema, terá uma nova area para lojas e restaurantes, e la onde funcionava o restaurante executive, será uma nova area de embarque internacional, resumindo o SF está de vento e polpa em obras, tudo bem que a chuva atrapalha, mas as obras estão indo muito bem.

    Curtir

    • “…está de vento e polpa em obras” (sic) (Rodrigo) Realmente; com essa ventania danada na cidade, o vento anda balançando muito as frutas.

      Curtir

    • A chuva já está no cronograma da obra. Ao contrário das obras públicas e obras em geral no Brasil. A inauguração da ampliação do terminal acontecerá em data muito próxima da prevista.

      Curtir

    • Vai ser o maior e melhor aeroporto da região sul.

      Curtir

  4. Vai ser arquitetura padrão brasileiro, ou seja, ao final da obra o terminal não terá padrão arquitetônico nenhum, vai ser uma mistura de puxadinhos.

    Curtir

    • Engatando o assunto, semana passada estive no aeroporto Antônio Suárez Barajas em Madrid. Nenhum comentário adicional será necessário.

      Curtir

      • Pois é… enquanto houverem pessoas que entram num blog de arquitetura com a mentalidade “É pra ser funcional, não bonito…” certamente vamos continuar indo ao exterior e achando tudo maravilhoso, reforçando a conhecida “síndrome de vira lata” ao voltar para as terras tupiniquins…
        Como arquiteto não posso conceber que um projeto seja pensado desconsiderando a questão formal (estética). Aprendi que a arquitetura é como uma mesa possui 3 pés – forma, técnica e função. Se um dos pés não está equilibrado, a mesa cai.
        Cada um destes 3 elementos deve atuar de modo a sustentar os demais. Harmonia acima de tudo.

        P.S.
        Honestamente, senti saudade de teus comentários.

        Curtido por 1 pessoa

      • Ganhando bem hein Zé!!!

        Curtir

      • Dependendo de qual terminal do esteves. O de voos dentro da Europa parece bastante com o salgado filho, já os que saem os voos internacionais é lindíssimo.

        Curtir

    • Muito melhor que o padrão anterior da infraZERO: obra inexistente.

      Curtido por 1 pessoa

      • Odeio admitir isso, mas semana retrasada estive pela primeira vez no Afonso Pena de Curitiba e o terminal lá ficou bem comprido depois do puxadinho que fizeram e, o principal, a coisa toda manteve uma certa harmonia de formas, coisa que o Salgado Filho não terá (pelo que vi dos renders).

        Curtir

        • Exatamente, tive uma grande decepção ao ver pela primeira vez o render divulgado pela Fraport, da ampliação. Um projeto bem simples, sem luxo algum. Na minha opinião, sem ter conhecimento da parte interna do projeto, é que vai ser pior que o atual terminal 1. Ganharemos em espaço e talvez funcionalidade, mas em arquit, inferior com certeza.

          Curtir

          • Qual render, o primeiro divulgado? Por aquele eu acho que nem tem como ver se vai ter luxo na obra. Até agora nada mais detalhado foi divulgado, diferente do que fez a administradora do aeroporto de Floripa, que já deixou bem claro como será o novo terminal.

            Curtir

        • Em um outro post, onde aparecia um render bem primário fiz algumas observações positivas a respeito do caminho que o projeto parecia seguir (dentro das limitações das imagens divulgadas). Ainda creio que não será um projeto de todo mal, mas estou ciente de que obviamente não vai satisfazer os anseios arquitetônicos de pessoas com olhos mais treinados.
          Apenas quer aproveitar para acrescentar mais uma observação positiva (para não ficarmos apenas nas críticas) de que haverá uma parte da estrutura em metal.
          Acho isso maravilhoso – explorarmos as possibilidades e formais de grandes estruturas metálicas, como ocorre em vários projetos mundo afora. (não estou me referindo a pavilhão industrial com treliça bidimensional simples e telha galvanizada ondulada).
          Parece interessante a leveza do teto, que presumo vai haver, observando a segunda foto. Também me chama a atenção os grandes vãos alcançados com uma estrutura de pilares tão delgada;
          No sul de nosso país temos barreiras referentes a este sistema construtivo, como a falta de conhecimento técnico sobre o assunto e o custo elevado, se comparado a sistemas convencionais de concreto. Mas, quando uma obra utiliza responsavelmente uma técnica pouco usual há o ganho de toda uma gama profissional que partilha dos conhecimentos aplicados em seu planejamento e execução.
          A obra da Fundação Iberê Camargo, com o uso do concreto branco aparente, é um exemplo disso. Vários trabalhos científicos (principalmente na UFRGS) foram produzidos a partir dela e muitos profissionais, após aprenderem as técnicas, foram contratados para executarem trabalhos em obras similares Brasil afora.

          Curtir

%d blogueiros gostam disto: