Porto Alegre perde 5,8 mil moradores em um ano

IBGE: O Brasil atingiu 208,5 milhões de habitantes em 2018. Só São Paulo tem 21,8% e 317 cidades abrigam 57% do total

O Brasil registrou este ano 208,5 milhões de habitantes – 0,82% a mais do que em 2017 –, mas que estão concentrados nas grandes cidades, segundo dados  divulgados ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Pouco mais de um quinto dos brasileiros (21,8%) estão no estado de São Paulo – dono de seis entre as 10 maiores cidades com mais de 500 mil habitantes e de duas das cidades menos populosas do Brasil. Em seguida, estão Minas Gerais e Rio de Janeiro. Os estados menos populosos são da região Norte: Acre, Amapá e Roraima.

Entre os 5.570 municípios, 317 cidades abrigam mais da metade dos moradores do país inteiro – 118,9 milhões de pessoas, ou 57% do total da população.

As menores cidades, com população de até 20 mil habitantes, têm apenas 15,1% dos brasileiros (32,1 milhões) como moradores. As 27 capitais totalizam 49,7 milhões de habitantes, representando 23,8% da população.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília são as maiores metrópoles, enquanto as cidades com menos moradores são Serra da Saudade (MG), seguido de Borá (SP) e Araguainha (MT) – veja quadro.

A estimativa de população medida pelo IBGE tem como data de referência 1º de julho de 2018 e é usada para cálculo de distribuição de recursos de fundos para estados e municípios e indicadores sociais, econômicos e demográficos.

Em julho, estudo revelou que a população seguirá em alta até 2047, quando haverá 233,2 milhões. Em 2060, serão 228,3 milhões.

Porto Alegre perde habitantes

Na capital gaúcha, a população caiu de 1.484.941, no ano passado, para 1.479.101, este ano. Esses 5.840 habitantes a menos representam -0,4% de um ano para outro. Com a perda populacional e o crescimento de outras capitais, Porto Alegre perdeu o posto de 10ª maior cidade do país, caindo para o 12º lugar. Goiânia e Belém agora estão à frente. No mesmo sentido, o Rio Grande do Sul perdeu uma posição no ranking nacional, para o Paraná. Agora, o RS é o sexto maior estado, com população de 11.329.605 de habitantes.

BRASIL

Metro Porto Alegre – 30/08/2018 (Marcelo Freitas – Metro Brasília)



Categorias:Demografia, Outros assuntos

Tags:, ,

19 respostas

  1. Atualmente porto alegre está expulsando as pessoas, salvo raras excessoes a cidade só tem piorado.

    A esperança de uma cidade que iria melhorar com as famosas obras da copa e o desejado metro ja morreu.

    Curtir

    • De total acordo. As pessoas escolhem as cidades de acordo com a qualidade de vida e as oportunidades de trabalho. Desde a década de 80 Porto Alegre vem expulsando as indústrias e a partir de 2000 a qualidade de vida começou a piorar. O resultado não poderia ser outro… Uns dizem “ahh, mas e a região metropolitana?” foi a região que recebeu as indústrias e vem melhorando a qualidade de vida. Simples.

      Curtir

  2. Interessante que Goiânia com 135.000 eleitores a menos tenha mais população que Porto Alegre. Só saberemos a população real no censo de 2020.

    Curtir

  3. Não podemos esquecer de considerar a população das regiões metropolitanas. A RM de POA é uma das maiores do país, a quinta maior se não me engano.

    Curtir

  4. Eu não vejo problema nas pessoas abandonarem Porto Alegre,pois cada um tem suas razões para ficar ou ir. Uma parcela expressiva de pessoas que tem suas vidas profissionais na Capital,não moram aqui e sim na região metropolitana uns em areas boas outras não,é normal e toda pesquisa tem margens de erro e convenhamos uma cidade de mais de milhão de habitantes é de bom tamanho pois nem todos produzem e pagam impostos para manter a demanda de serviços publicos que crescem dia a dia.

    Curtir

  5. E o número de imóveis só faz aumentar, e o preço não cai. A única explicação é: o número de imóveis residenciais ociosos está aumentando. A prefeitura tem que aproveitar esse delta para usar no programa de moradia para os moradores de rua.

    Curtir

  6. Pra mim é claro que as pessoas estão indo embora ao invés de irem morar na Grande Porto Alegre ou por motivos de natalidade. Há quase três décadas não estamos conseguimos fomentar o desenvolvimento sustentável da cidade.

    Saí este ano e é constrangedor como melhorou a minha qualidade de vida. Amo Porto Alegre, mas precisamos admitir nossos vícios e desacertos.

    Curtir

  7. Infelizmente a queda não é apenas populacional, certamente é também em outros índices ( qualidade de vida, educação, saúde, segurança etc..)
    Temos que admitir que estamos em plena decadência, Admitir isso já seria o principio na busca de soluções.

    Curtir

  8. Essa diminuição de população, por si só, não quer dizer absolutamente nada, seria necessário ver os detalhes. Em princípio, não é nem possível dizer que esse decréscimo é de gente saindo da cidade, pode ser simplesmente déficit na relação natalidade/mortalidade. Mas, digamos, que seja de gente saindo, nesse caso não dá para saber quantos saíram para morar em Canoas, por exemplo, ou em cidade de outro estado. Tudo pura especulação.

    Curtir

  9. Acho que precismos de mais dados para fazer uma analise mais completa sobre o assunto. Porto Alegre e o RS tem uma das mais baixas taxas de natalidade, o que influencia diretamente no crescimento populacional. Na marioria das capitais do Nordeste, o crescimento se da por migracao da populacao do interior. Por isso temos Salvador e Fortaleza com quase 3 milhoes. Brasilia tem uma abrangencia maior e atrai gente de varios estados.

    Dito isso, concordo que os governantes tem que tratar do assunto e tornar a cidade mais atrativa para pessoas de outros estados, seja por instituicoes educacionais de qualidade, empregos, empreedendorismo, etc.

    Curtir

  10. Porto Alegre não perdeu o posto de 10a maior cidade do Brasil, mas sim de 10o município mais populoso. A perda de habitantes é um fato que deveria ser de preocupação dos governos. Se pessoas querem sair daqui, há motivos para isso. Acho uma tremenda falta de bom senso comemorar a falta de crescimento da cidade, o que é muito recorrente. Crescimento é bom e desejável. O que é ruim e indesejável é inchaço.

    Curtir

    • Concordo Filipe. Mas eu ainda reitero a necessidade de considerarmos a população da região metropolitana e não de cidades apenas. A RMPA continua sendo a QUARTA mais populosa do país, com 4,3 milhões de habitantes. O que é um limite imaginário entre uma cidade e outra? A RMPA ainda cresce e se desenvolve. Limites intermunicipais são imaginários…

      Curtir

      • ia comentar isso… que diminui POA e aumenta metropolitana? Conheço muita gente que escolhe sair de POA pelo custo de moradia.
        sem falar que são números estatísticos, há uma margem de erro…

        Curtir

    • POA: insegurança, cesta básica alta e custo de moradia alto.
      RS: Salário parcelados, insegurança, impostos altos, etc

      Não é de se surpreender.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: