Empresa licitada assume reforma do Instituto de Educação

17145101_1557940_GDO

Próximo passo será a montagem do canteiro de obras na instituição de ensino – Foto: Leandro Osório/Especial Palácio Piratini

A empresa Concrejato, que ganhou a licitação para reformar o Instituto de Educação Flores da Cunha, em Porto Alegre, tomou posse do espaço da obra nesta quarta-feira (17). O próximo passo, segundo um dos diretores da empresa, será a montagem do canteiro de obras. “Já estivemos avaliando o local anteriormente. Primeiro, faremos a mobilização de funcionários, limpeza e montagem do canteiro de obras, para depois iniciá-la de fato”, afirmou Ronaldo Ritti, da Congrejato.

O contrato entre a empresa e o governo do Estado foi assinado no dia 2 de outubro. O investimento, proveniente do salário-educação (Fundo Nacional de Educação) será de R$ 22.927.728,47, sendo R$ 9.171.019,39 referente ao total da mão-de-obra e R$ 13.756.637,08 referente ao total dos materiais. Esses valores representam cerca de 20% abaixo dos R$ 28 milhões previstos para a obra. A empresa terá até 540 dias (18 meses) para finalizar a reforma.

“Trabalhamos muito para que esta obra reiniciasse ainda neste ano, porque nunca deixou de ser prioritária. Antes tarde do que mais tarde”, comemorou o secretário da Educação, Ronald Krummenauer. Atualmente, os 1.287 alunos da instituição estão distribuídos em quatro escolas estaduais da mesma região.

Cerca de 1,1 mil escolas estão recebendo obras em todo o Rio Grande do Sul. Nesta semana, o secretário Ronald Krummneauer visita escolas da Fronteira Oeste e da Campanha para verificar o andamento dos trabalhos.

Concrejato

Criada na década de 1970, a Concrejato é especializada na execução de serviços técnicos de obras industriais e especiais, recuperação e reforço estrutural, restauro do patrimônio histórico e arquitetônico, e manutenção de redes de distribuição. Apresenta importante portfólio por ter atuado nas principais obras de infraestrutura do país, recuperando e reforçando pontes e viadutos, portos e aeroportos. A empresa tem sede no Rio de Janeiro e filial em São Paulo.

Texto: Ascom Seduc
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Portal do Governo do Estado



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Outros assuntos, Restaurações | Reformas

Tags:

4 respostas

  1. Finalmente!
    Acho que os valores estão dentro de uma realidade (embora não tenha detalhes do contrato) para uma reforma profunda neste edifício histórico.
    Apenas acho que o prazo está muito curto. Pelo tipo de trabalho a ser desenvolvido e conhecendo nossa mão de obra (e construtores) eu estimo o dobro de tempo (36 meses).
    De qualquer maneira, ótima notícia !

    Curtir

  2. Finalmente! Dá uma tristeza ver esse prédio assim. Até pensei que deveria ser doado para UFRGS, mas os prédios da UFRGS não estão muito melhores.

    Curtir

  3. Aquele telhado aberração de metal é temporário, apenas para fins de facilitar a reforma, certo?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: