PUCRS celebra 70 anos com anúncio de projetos em saúde, mobilidade urbana e ensino (matéria com vídeos)

puc1118

Ampliação do Instituto do Cérebro do RS – Imagem: PUC RS

Sete décadas de história celebradas com novos desafios e compromisso com o desenvolvimento do estado. A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), ao completar 70 anos de atividades, anunciou, na noite desta sexta-feira (9), projetos importantes com impacto nas áreas de saúde, mobilidade urbana e ensino para a comunidade universitária e para a sociedade. O governador do Estado, José Ivo Sartori, prestigiou o evento comemorativo no Campus da PUCRS.

 

O legado para a educação e os desafios do futuro foram apresentados pelo reitor Ir. Evilázio Teixeira em jantar com a presença de cerca de 400 pessoas, entre autoridades, empresários, formadores de opinião e comunidade acadêmica. “As iniciativas demonstram o compromisso em construir uma sociedade melhor com inovações que impactem no desenvolvimento”, destacou.

Entre as novidades, a entrega do espaço multidisciplinar PUCRS 360º, em março de 2019; a triplicação do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul (InsCer), com investimento de R$ 66 milhões; a construção de nova ponte na Avenida Ipiranga sobre o Arroio Dilúvio para acesso ao Hospital São Lucas; e a criação de mil novas start ups para os próximos 10 anos.

Em carta encaminhada à comunidade acadêmica, Sartori saudou diretores, professores, alunos e funcionários, e enalteceu o papel social da universidade, que colaborou com o Estado na execução de políticas públicas, gerando desenvolvimento e reforçando a vocação empreendedora. “A PUCRS estimula a inovação e prepara o Rio Grande do Sul para um novo futuro, atendendo às pessoas que mais precisam”, destacou.

Em outro trecho, também citou o nascimento de um polo tecnológico, no qual foi firmada parceria para reformar a rede elétrica em escolas estaduais, com atuação efetiva de estudantes da instituição. E, ainda, a construção do Plano de Mobilidade Urbana, para aprimorar a qualidade de vida nas grandes cidades. “O trabalho desenvolvido até aqui é mérito de nosso capital humano, gaúcho e brasileiro, e pelo conhecimento compartilhado pela vida acadêmica desta Universidade”, ressaltou.

Paralelamente, a instituição comemorou junto à comunidade acadêmica uma programação alusiva ao 70º aniversário com atrações culturais gratuitas e abertas ao público.

A PUCRS constitui-se fisicamente pelo Campus Central em Porto Alegre e por outra unidade do Tecnopuc, em Viamão. Dispõe de mais de 200 laboratórios para as atividades de docência e de pesquisa e conta com hospital universitário, parque científico e tecnológico, museu de ciências e tecnologia, parque esportivo, teatro e centro de eventos, além de uma biblioteca com 1,02 milhão de itens disponíveis. Dispõe de 56 cursos de graduação; 24 de mestrado; 22 de doutorado; e mais de uma centena de cursos em diferentes áreas. Tem cerca de 25 mil alunos e mais de 170 mil já diplomados; 1.286 professores; 1.973 funcionários técnico-administrativos; e 2.690 funcionários no Hospital São Lucas.

Texto: Rodrigo Vizzotto/Secom
Edição: Sílvia Lago/Secom

Portal do Governo do Estado

PUC – RS



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, Ciência e Tecnologia, Outros assuntos, Saúde

Tags:

5 respostas

  1. Meo deus do céu como criar mais uma ponte com conjunto de semáforos pode melhor o trânsito? E a cara de pau dos cara de chamar isso mobilidade urbana hahaha tão de sacanagem! Caraca mano a Ipiranga deveria ser uma espécie de avenida ecpressa interna da cidade e agora virou uma porcaria de via de bairro. O profissionais que assinaram esse lixo deveriam ter o seu cau ou crea cassados! E presos por propaganda enganosa. O trânsito na região já é lento por causa dos playba que querem largar as patricia na frente da puc agora com conjunto de semáforos na frente da facul, o trânsito vai ficar impraticável, fora que o comunisteen preguiçoso da puc vão querer atravessar a ipiranga (ou reabrir a antiga passarela) pelo nível da rua fazendo com que a passarella, contruida com grana pública, fiquei completamente ociosa e desnecessária ou seja, mais um espaço para a mendigagem dormir.

    Curtir

  2. Notem, no primeiro vídeo, que dentro dá área do lote não há uma única árvore…
    Agradeçam a nossa legislação ambiental que desestimula o plantio.

    Curtir

  3. como gostam de enfeitar: construir uma ponte vira “mobilidade urbana”

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: