Contêineres de lixo seco não melhoram separação

Coleta seletiva. Projeto-piloto iniciado este mês para facilitar a destinação do lixo não conta com a participação geral da população

conteiner-verde2

Lixo deve ser separado e descartado corretamente em contêineres como o que está na rua dos Andradas | JOÃO MATTOS/ESPECIAL

As desculpas para não separar o lixo acabaram, mas resíduos orgânicos e recicláveis continuam misturados nos contêineres de coleta automatizada. A prefeitura iniciou, há 20 dias, um projeto-piloto oferecendo também contêineres de lixo seco em alguns locais do Centro de Porto Alegre. No entanto, até agora, muitas sacolas continuam a ser colocadas sem a devida triagem.

Guardador de carros na rua Riachuelo, Antônio Carlos da Silva observa como o descarte é feito. “A gente vê todos os dias aqui que as pessoas não aprendem a separar o lixo direito”, revela.

Para quem vive de coletar materiais recicláveis, o novo equipamento não trouxe vantagem. Cléber Lacerda Martins, que é catador há cerca de cinco anos, diz que nem procura nos novos contêineres. “Toda vez que eu recolho nos lixos orgânicos, eu acho bem mais material. Nos outros nunca tem, até porque tem muita concorrência”, explica.

Foram disponibilizados 45 contêineres de lixo seco, que se distinguem pela cor verde. Eles foram colocados ao lado dos que são destinados ao depósito de resíduos orgânicos, cada um com informações de como fazer o descarte correto.

conteiner-verde

Mas as instruções não têm sido seguidas corretamente. Ao abrir qualquer um dos contêineres, tanto os para lixo reciclável quanto os de orgânico, encontra- -se os dois tipos de materiais misturados.

O DMLU (Departamento Municipal de Limpeza Urbana), por meio da sua Coordenação de Educação e Gestão Ambiental, fez uma campanha nos 15 primeiros dias que os contêineres foram colocados na rua. Foram visitados estabelecimentos comerciais e condomínios para orientar sobre o descarte.

A prefeitura ainda está testando o serviço de coleta seletiva automatizada. Os contêineres verdes fazem parte de um projeto-piloto cuja operação custa R$ 16 mil mensais e é feita pela mesma empresa que recolhe os resíduos orgânicos.

O secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário, entende que é preciso um processo de participação coletivo para que aumente a consciência da população sobre a separação do lixo. “Mesmo tratando-se de um projeto piloto e do esforço dos nossos técnicos para a viabilização do plano de ação, precisamos que a população ajude, não descartando material incorreto nos contêineres.”

Nos contêineres de lixo seco podem ser descartados quatro tipos de materiais: plástico, vidro, papel seco e metal.

Jornal Metro – Porto Alegre – 20/11/2018



Categorias:Coleta mecanizada de lixo, Outros assuntos

Tags:, ,

5 respostas

  1. Se em ambientes de trabalho em que as pessoas passam por seleção e recebem trinamentos d eboas praticas a separação do lixo nao ocorre da parte dos funcionários por uma serie de desculpas esfarrapadas, imagine na rua e ao relento…

    Curtir

  2. talvez se estivesse escrito GIGANTE apenas lixo seco no conteiner, tivesse melhores resultados. O povo nem deve saber que tem diferença entre eles

    Curtir

  3. Me impressiono que nada iniciativa de melhora do ambiente urbano/paisagístico de Porto Alegre vinga.
    Impressionante a falta de mobilização do porto-alegrenses para estas questões. São ótimos em manifestações, em festas e no grito pelos seus direitos, mas na hora de contribuir e fazer sua parte deixam muito a desejar…

    Curtir

    • A conjuntura social é adstrita a um ciclo que completa a si mesmo e se retroalimenta. Contribuinte > Poder público. No nosso caso, onde a corrupção permeia a tudo e a todos, podemos aferir as variáveis envolvidas no ciclo acabam influenciando e sendo influenciadas pela outra, em que a resultante unifica ambas num mesmo modus operandi > COSTUME. Contribuinte cretino e poder público ineficiente e corrupto estimulam-se um ao outro, inclusive tornando irrelevante ou até mesmo impossível determinar-se aonde começa e aonde termina a merda toda.

      Curtir

    • Lembro do caso dos tais parklets, que ainda são uma miragem do realmente esperado.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: