Copa Airlines retoma voos diários em Porto Alegre

copa-airlines-joao-machado

Boeing 737-800 – Copa Airlines – que realiza regularmente o voo direto Porto Alegre – Panamá. Foto: João Machado

No dia 10 último a Copa Airlines retomou as operações diárias entre Porto Alegre e seu hub na Cidade do Panamá. No dia 8 de agosto as frequências semanais caíram de 11 para 4 devido às obras que passaram a fechar a pista de POA nas madrugadas. Restou o voo da manhã, que era operado quatro vezes por semana. Agora, como já havíamos adiantado aqui no Gaúchos Spotters, esse voo passou a ser diário, bem a tempo da alta temporada.

Os voos devem seguir sendo operados pelos 737-800, configurados para 160 passageiros em duas classes. Antes havia voos às quartas, quintas, sábados e domingos. Foram adicionados voos, portanto, às segundas, terças e sextas.

Confira os horários da Copa em POA:

CMP409 PTY-POA – chegada em POA às 08h00. (diário)

CMP408 POA-PTY – saída de POA às 12h30. (diário)

O primeiro voo das novas frequências foi operado pelo 737-800 HP-1722CMP. A aeronave chegou a POA às 08h01, decolando de volta para a Cidade do Panamá às 12h42.

Já estamos na alta temporada, então tal ampliação vem em ótima hora. Isso porque desde o seu início, no inverno de 2011, o voo da Copa é amplamente utilizado por turistas gaúchos para chegar a destinos turísticos, principalmente nas Américas Central e do Norte, com uma rápida conexão na Cidade do Panamá.

Gaúchos Spotters



Categorias:Aeroporto Internacional Salgado Filho, Aviação, Outros assuntos, TURISMO, voos diretos de porto alegre

Tags:, ,

5 respostas

  1. RS é província. Quem não acredita vai ver o que é São Paulo.

    Curtir

    • Também acho que precisamos para com a nossa soberba. Estou viajando pelo interior da Bahia no meu recesso. As estradas não estão piores que as do RS, algumas estão até melhores. Há muitos caminhões, o que indica que a economia está girando. Casas, postos de gasolina comércio ao longo das rodovias nada diferente do RS.

      Curtir

    • com certeza, e´outra mentalidade. Aqui ficaremos eternamente nesta mesmice.

      Curtir

  2. Se o tráfego aéreo estivesse nas mãos da iniciativa privada, o hub não seria GRU e sim POA para voos para as cidades no Uruguai, Argentina e Chile. Em alguns casos sai mais barato ir para GRU e voltar para BsAs. Já o hub para a Europa seria Natal ou Recife.

    Na Europa um país de nada que é a Macedônia construiu um belo aeroporto, barato e eficiente o que fez com que a Wizz Air transferisse seu hub de Budapeste para lá, oferecendo voos super baratos para a Grécia, Turquia, praias da Bulgária, Chipre…

    No Brasil a própria organização interna dos aeroportos é uma bagunça cheio de quiosques, cabaninhas, painéis.. no caminho. Já vi venderem até motos, obrigando todo mundo a se espremer pelos lados para poder passar para o portão de embarque.

    Curtir

    • Isso JAMAIS vai acontecer!

      Guarulhos está muito mais perto do centro de massa da população brasileira, está localizado em uma metrópole 5 vezes maior, e ainda por cima é o centro financeiro, comercial e empresarial do país. O máximo que vai acontecer é ganharmos algumas opções diretas (Santiago do Chile vai voltar agora em janeiro), mas operação de hub nem a pau.

      E não, não é “o tráfego aéreo nas mãos da iniciativa privada” que vai trazer uma mudança dessas. Aliás, nem entendo a frase; o Brasil não tem nenhuma companhia aérea estatal, de forma que as companhias privadas que hoje existem tomam as decisões que fazem mais sentido em termos econômicos e operacionais e sim, essas decisões vão por lógica convergir para que Guarulhos seja o hub. Okay, pode ser argumentado que temos um oligopólio, e que as companhias atuais estão acomodadas (eu concordo!), mas daí a supor que seria atrativo uma eventual nova companhia usar Porto Alegre como hub já estamos falando de saltos no escuro que nenhum empreendedor vai fazer. O máximo que eu vejo que pode acontecer é uma nova companhia adotar um aeroporto “estranho” como o Viracopos ou São José dos Campos, mas ainda assim vai ser perto de São Paulo.

      Sabe, eu vejo muito essa conversa quando querem vender a ideia de construir um aeroporto em Portão. O pessoal parece assumir que a economia e população da região metropolitana vão continuar crescendo continuamente ao ponto de justificar essa obra no médio prazo, mas esquecem que a economia do estado já não tem mais muito pra onde crescer, e que a população vai atingir o topo já na década de 2030~2040.

      A grande realidade é que o RS não é o centro do mundo.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: