Prefeitura recebe laudo técnico do Terminal Triângulo

imagem191963

Estudo traz um mapeamento das patologias que a estrutura apresenta  Foto: EPTC/PMPA

A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) recebeu na última sexta-feira, 8, o laudo técnico após a vistoria executada por engenheiros contratados pelo Grupo Zaffari no Terminal Triângulo. O levantamento foi realizado do dia 19 até o dia 25 de janeiro e traz um mapeamento das patologias que a estrutura da cobertura apresenta. A partir de agora, a secretaria tem dez dias para validação técnica do material. Após a aprovação do laudo, a primeira etapa se encerra e iniciam-se os trâmites da segunda, que consiste na elaboração do projeto executivo para a recuperação das estruturas e fechamento do vão aberto, após a validação do escopo pela secretaria.

A prefeitura e o Grupo Zaffari assinaram, no dia 15 de janeiro, um Termo de Conversão em Área Pública (TCAP) que vai permitir a reforma da cobertura do terminal como compromisso da empresa para que possa instalar um novo empreendimento na zona Norte da cidade. De acordo com o Decreto nº 18.431 de 22 de outubro de 2013, para a construção de empreendimento de grande porte, (terreno maior que 3.000,00 metros quadrados), a empresa deve doar à prefeitura 20% da área, decorrente do parcelamento do solo, constante no Plano Diretor. Esta doação pode vir em forma de dinheiro ou conserto de um equipamento público.

O Terminal Triângulo está localizado na zona Norte de Porto Alegre, na avenida Assis Brasil, próximo à bifurcação com a avenida Baltazar de Oliveira Garcia. A área total é de aproximadamente 15 mil metros quadrados com cobertura em 7 mil metros quadrados. É o mais importante terminal de ônibus urbano de Porto Alegre, dada as suas dimensões, volume de passageiros e importância para a rede de transporte coletivo da Região Metropolitana, pois atende usuários de Gravataí, Cachoeirinha, Alvorada, além de Porto Alegre. Ao todo, 110 mil passageiros dia passam por lá, destes, até 45 mil realizam integração no terminal. Em média, são 950 ônibus diários, de 41 linhas urbanas e 200 linhas metropolitanas distintas.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, onibus, Outros assuntos, Restaurações | Reformas

Tags:, ,

9 respostas

  1. A ideia inicial era que os ônibus de fato terminassem nesse terminal, evitando assim os engarrafamentos nos corredores da Farrapos e da Assis Brasil. Mas nada disso ocorreu efetivamente…

    O mesmo já se tentou com o terminal Cairú onde há alguns ônibus que terminam ali, mas são raros e uma vez que não há integração, ou seja, não dá para pegar outro ônibus até o centro ou outras localidades sem pagar outra passagem, não adianta de nada.

    Curtir

  2. Duas coisas,este terminal é horrivel,um elefante branco feito pelo PT,mal projetado deu problema desde o inicio da construção e outra este negócio da empresa superfaturar e colocar material lixo não é bem assim tem muita obra publica feita com licitação o proprio terminal que sai uma fortuna,pago com o dinheiro publico e sai uma merda,boa a iniciativa da administração e do Zaffari.

    Curtir

  3. Falta quanto para o zaffari comprar o estado do rs e a capital?

    Curtir

  4. Muito bem-vindo, porque essa vergonheira de um mega terminal urbano sem cobertura tem de ter fim! Agora por favor que não se trate apenas de serviço barato de recolocar meras telhas e sim algo mais complexo como fazer ajustes estruturais necessários e daí instalar um tipo específico de cobertura mais adequado para resistir aos ventos, porque outras tempestades virão né. Acho que esse blog poderia assumir uma postura de cobrança sobre a qualidade desses serviços, porque não dá mais para se aceitar tapeazol e serviços pobres e inadequados nessa cidade, que precisa de um UP de qualidade e conservação de seus equipamentos e estruturas.

    Curtir

    • Posicionar hoje em dia esta muito perigoso.
      Se defende posição X ou Y acaba sendo acusado de direitista ou esquerdista, independente de o quanto correta seja sua opinião.
      Isso acarreta na perda do foco das discussoes e tambem na perda de leitores.

      Curtir

  5. Para mim parece óbvio o conflito de interesse. A mesma empresa que avalia o montante necessário para a reforma é a que desembolsa o valor. Tem todos os incentivos para colocar a avaliação lá em cima, além de utilizar materiais de menor qualidade. Mas quem se importa no país da impunidade?

    Curtir

  6. “como compromisso da empresa para que possa instalar um novo empreendimento na zona Norte da cidade.”

    Alguém sabe onde será este empreendimento? Seria naquele terreno que era um posto de gasolina na esquina da Av. Assis Brasil com Av. do Forte ??

    Curtir

    • Se não me engano o Zaffari vai fazer obras no Bourbon Assis Brasil. Não sei se tem relação com isso, mas são obras de infraestrutura que nunca foram feitas pela empresa.

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: