Havan afirma interesse em ter megaloja em Porto Alegre

O empreendimento demandará aporte de R$ 35 milhões

Diretores-da-Havan-em-reuniao-em-Porto-AlegreO secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Eduardo Cidade recebeu nesta sexta-feira, 26, a visita da cúpula diretiva das Lojas Havan. No encontro (foto), os empresários Luciano Hang e Nilton Hang reiteraram a intenção de investir na abertura de dez lojas no Rio Grande do Sul até o final do ano – sendo pelo menos uma delas em Porto Alegre.

Ao secretário Eduardo Cidade, os diretores da companhia catarinense Havan apresentaram um projeto de megaloja a ser erguida em um espaço já reservado na avenida Assis Brasil, próximo da sede da Federação de Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs). O empreendimento demandará um investimento de aproximadamente R$ 35 milhões, e a intenção é abri-lo para o público até o final deste ano. Os donos da Havan estimam que há espaço para pelo menos sete lojas na capital gaúcha.

Agora, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), por meio do Escritório de Licenciamentos, aguarda o projeto ser protocolado para análise de diretrizes – que será feita pela Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento (Cauge). “É sempre uma satisfação ver grandes empresas como a Havan dispostas a investir na capital gaúcha. Certamente, vamos empregar nossos melhores esforços para garantir o bom andamento desse projeto”, prometeu Cidade.

Revista Amanhã



Categorias:Economia da cidade, Economia Estadual, Outros assuntos

Tags:

19 respostas

  1. as lojas eu ate aceito, ja os videos do dono da loja eu dispenso

    Curtir

  2. Nos ultimos cinco ou seis anos raramente entro em loja para comprar o que necessito,geralmente quando quero algo procuro na internet,vejo os preços as ofertas e faço negócio.Eu pessoalmente não tenho a menor ideia de como estas lojas se mantêm.É sempre positivo que alguem ainda tenha vontade de investir e gerar postos de trabalho,se vai durar,ninguem sabe mas enquanto dura é bom.

    Curtir

  3. Nada contra nem a favor

    Aconselho a dar uma olhada no que a Lebes anda fazendo em termos de inserção arquitetônica de suas unidades
    De qualquer modo, o que temos de comum nessas lojas de departamento Colombo, magazine Luiza, quero quero, manlec, etc. Não passam de grandes galpões sem identidade arquitetônica alguma. Eu mesmo já fiz projeto de quero quero e de farmácia São João e digo que estás empresas não se importam absolutamente nada com arquitetura. Mas enfim, geram empregos e ajudam a mover a economia
    Com relação a apenas desprezar ou caluniar a empresa apenas pelo dono expressar posicionamento político, acho desnecessário.
    Se vai ruir ou implodir com o tempo, não tenho bola de cristal pra saber .
    Se o produto é bom ou ruim, pouco importa, pois tem gosto e bolso para tudo.
    Se gera emprego digno e reverte em impostos ao minicipio, que seja bem vinda .

    Curtir

  4. Alguém aqui acha que o Blog é lixo ? O que acharam do comentário do rapaz aí, que mal entrou e já tá avacalhando ?

    Curtir

  5. Morerador apagando comentários. Que página lixo.

    Curtir

  6. E de muito péssimo gosto a fachada dessa loja!!!acho que esse cara pensa em se candidatar a algum cargo político futuramente!!!!

    Curtir

  7. Aqui em Santa Catarina o cara tropeça e já cai dentro de uma dessas lojas. Perto de onde moro por exemplo tem duas e posso ir à pé a ambas. A mais nova que abriu próximo do Shopping Itaguaçu, gerou um nó no trânsito um reflexo negativo pra caramba. Nada de avaliação de impacto de vizinhança, porque as prefeituras com isso de gerar emprego, nada exigem e cedem tudo. No que diz respeito às lojas em si, elas seguem um rígido padrão e o mix de produtos é o mesmo com um monte de tipo utilidades domésticas importadas da China, meu na real tudo uma mesmice, nada demais. Durante a semana quando passo na frente da tal nova megaloja está sempre vazia, nos findis tem daí o movimento do povão. A meu ver se fosse em uma economia desenvolvida e competitiva de verdade como a dos EUA, essa loja específica do relato com o movimento que tem, não estaria aberta jamais, e olha que observo em outras unidades o mesmo padrão. Se formos pensar no fato em si da hiperexpansão dessa rede, é algo digamos assim um tanto quanto estranho.

    Curtir

  8. alguém já foi em uma loja dessas, qual o apelo? preço ou atendimento e mix de produtos?

    Curtir

    • Já fui, já comprei e NÃO RECOMENDO! Produtos de baixa qualidade. Tem alguns produtos de marcas conhecidas, mas também são de qualidade inferior. Compensa no preço? Na minha opinião, não. De que adianta comprar um toalha, por exemplo, R$ 10 mais barato e não durar.

      Curtir

    • Preço de mercado; nem caro nem barato, mas os produtos em si são sofríveis. As lojas são grandes demais para proporcionarem um bom atendimento. Não funciona. A minha maior desconfiança é com a personalidade altamente marqueteira do Luciano Hang. Eu fui na loja de Porto belo em plena temporada e ela estava vazia. Claro que há outras unidades que estão sempre cheias. Certamente o império que ele construiu é grande demais para não começar a ruir sobre si mesmo.

      Curtir

      • Dizem que o segredo é sonegação de impostos e empréstimos públicos…
        http://www.secpf.com.br/site/havan-expansao-com-dinheiro-publico-e-sonegacao/

        Curtir

        • Ahahaha carangueijos temos aos montes em Porto Alegre. É triste ver. Felizmente tipos como vocês estão definhando e em extinção. Poupoem as lágrimas pq, doravante, só irão ter mais motivos pra choar. A Era do atraso no Brasil está acabando!!!

          Curtir

          • Caro Rodrigo, eu jamais disse que estou torcendo contra a Havan. Pelo contrário; quero mais empregos e geração de renda. Eu valorizo todas as iniciativas que contribuam com a parte social. O que escrevi é que o Luciano Hang adota uma postura pública muito histriônica. Isso não é bom sinal, e também dei depoimento sobre o que vi na loja que fui. Por mim a Havan pode construir 10.000 megalojas aqui e pelo mundo. Só não sei se boa parte delas terá que fechar por baixo desempenho. Quanto à era do atraso estar acabando no Brasil, de onde você tirou esse conclusão? O Brasil está numa merda poucas vezes vista, e esse status atinge tanto setor público quando iniciativa privada (em intensidade similar), com pouquíssimas exceções.

            Curtir

          • Rodrigo, quer dizer que Havan é o futuro? Menos né…. Porto Alegre merece coisa melhor.

            Curtir

          • Rodrigo, que comentário tosco e de baixo nível intelectual! Quer dizer que, se alguém sonega e utiliza dinheiro público para alavancar seus negócios, não pode ser criticado? É isso mesmo? Se for isso, a “era do atraso”, como você diz, está só continuando… Não sou massa de manobra e nem me sujeito ao “grenalismo” político atual. Minha opinião está baseada no que acho certo ou errado.

            Quando estavam falando do “sucesso” da Havan, lembrei de várias matérias que li a respeito de sonegação e empréstimos públicos obtidos com juros baixos. Colei um link que achei consultando na web para comprovar o que mencionava (afinal, não sou de publicar Fake News para enganar as pessoas).

            Gilberto, parabéns pelo blog. Por mantê-lo durante todos estes longos anos. Desejo sucesso e paciência para aguentar as pessoas que não aceitam opiniões contrárias…

            Curtido por 1 pessoa

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: