Havan pretende inaugurar dez lojas no RS até dezembro

Próxima abertura deve ocorrer em Santa Cruz do Sul

Fachada-da-HavanPara alavancar seu projeto de expansão pelo Rio Grande do Sul, a rede catarinense de lojas de departamento Havan (foto) pretende inaugurar dez novas lojas no segundo semestre. Até dezembro, está prevista a abertura das unidades de Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Pelotas, Esteio, Erechim, Gravataí, Guaíba, Ijuí e Viamão. Os pontos de Caxias do Sul e Passo Fundo já foram inaugurados. O investimento total da Havan no estado, que pretende abrir 50 lojas até 2022, deve chegar a R$ 2 bilhões.

As obras estão mais avançadas em Santa Cruz do Sul, onde a terraplanagem do terreno adquirido já foi concluída e o prédio começou a ser erguido. A Havan estima que a unidade deverá ser inaugurada em 14 de setembro. Na semana passada, a empresa também iniciou a construção da loja de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, que deve ficar pronta até novembro. Na capital gaúcha, um terreno próximo à sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs) poderá receber uma unidade, além de outras sete em diferentes locais da capital gaúcha.

Revista Amanhã



Categorias:Comércio, Economia da cidade, Economia Estadual, Outros assuntos

Tags:

10 respostas

  1. A proiri, quanto mais empregos, melhor. O meu pé atrás com essas novas lojas é que são muitos investimentos simultâneos do mesmo empresário; tudo praticamente ao mesmo tempo. Tem alguma coisa estranha nesse boom. Mas…que seja feliz.

    Curtir

    • Isso eu também penso quando vejo novas lojas da Farmácia São João sendo erguidas do dia pra noite em pontos nobres. Se não me engano já ultrapassou a Panvel em faturamento, mas vejo as lojas sempre vazias. Tem algo de muito estranho ali.

      Curtir

      • E sempre lembrando que as lojas da Havan são meeeega prédios e terrenos. São milhões investidos em cada estabelecimento. Num país com economia cambaleante é deveras estranho. Sem querer ser despeitado. Apenas curioso.

        Curtir

  2. Caraca, que show, olha a quantidade de empregos q vai haver!

    Curtir

  3. Bom ou ruim para essas cidades? A resposta está em aberto…

    Curtir

    • quando que uma empresa abrir um empreendimento novo é ruim para a população ou cidades?

      Curtir

      • Competição quase que desleal com comércio local, fechamento de lojas próximas, resultando em monopólio e prejuízos ao consumidor ao:
        1- praticar os preços que quiser (mais altos).
        2- retirar-se da cidade ou do ramo deixando a população desassistida.

        Como os produtos vêm da china em sua maioria, não fomenta a indústria estadual/nacional e gera desemprego nos pequenos comércios. Sem falar na sonegação de imposto ao Estado.

        Isso em resumo apenas

        Curtir

        • É uma falácia dizer que mega lojas acabam com o comércio local, ou não teriam pequenas lojas de roupas em Shoppings onde têm lojas como Renner e C&A, ou mesmo a Otávio Rocha deveria não ter uma única loja de roupa visto que ali tem uma Riachuelo enorme e a maior Renner da rede.

          Curtir

      • Por prejudicar o comércio local e trocar empregos bons por McEmpregos?

        Curtir

        • Não é a Havan que prejudica o comércio local, é a decisão das pessoas em escolher a Havan em detrimento do comércio local. Você quer proteger o comércio local como? Retirando a opção das pessoas?

          Curtir

Deixe uma resposta para Guilherme M. Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: