Novos voos regionais começam a operar no RS em setembro

A parceria entre a Gol e a Two Flex é inédita no Brasil 

voos-regionaisNo próximo 20 de setembro decolarão os primeiros aviões da Two Flex de Bagé e de Santa Rosa rumo a Porto Alegre, sob administração da Gol Linhas Aéreas. Até 20 de dezembro, Rio Grande, São Borja, Santana do Livramento e Passo Fundo também serão atendidas pelo transporte aéreo. O cronograma foi divulgado pelas companhias nesta quinta-feira (25), em cerimônia (foto) realizada no Salão Alberto Pasqualini, no Palácio Piratini, com presença do governador Eduardo Leite, do presidente da Gol, Paulo Kakinoff, e do presidente da Two Flex, Rui Aquino, além de outras autoridades.

Até o final deste ano, haverá de três a seis voos semanais, com duração de 55 minutos a duas horas, operando nas seis cidades gaúchas. Os aviões utilizados serão Cessna 208, com capacidade para nove passageiros. As passagens começarão a ser vendidas no dia 6 de agosto no site da Gol, com valores a partir de R$ 400 para cada trecho. Conforme o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, a parceria com a Two Flex, em que uma é responsável pela administração e venda dos bilhetes e a outra, pela operação dos aviões, é inédita no país. Isso foi possível graças a uma das medidas assinadas pelo governador no início do mês, que passou a permitir que as companhias exercessem as atividades no Rio Grande do Sul por meio de contratos comerciais com terceiros.

Assim como outras companhias aéreas, a Gol adiantou que, em 2020, pretende ampliar destinos e ofertas de voos no Estado. A partir de 1º de janeiro, entra em vigor o Decreto 54.685, que prevê a redução da base de cálculo do ICMS na compra de querosene de aviação no Rio Grande do Sul para até 2%, dependendo da quantidade de rotas ofertadas, a disponibilidade de assentos e a frequência de voos. Quando esse benefício passar a vigorar, conforme representantes da Gol e da Azul Linhas Aéreas, que opera com seis voos regionais no Estado, as empresas pretendem ampliar a oferta de voos e de municípios gaúchos atendidos.

Revista Amanhã



Categorias:Aviação, Outros assuntos

Tags:, ,

5 respostas

  1. Agora um monte de empresas competindo pelo mesmo mercado que a nht não conseguiu identificar como sustentável mesmo sem concorrentes
    Sinceramente, não sei qual vai ser a mágica que estás empresas de voos regionais vão fazer para não quebrarem em pouco tempo com preços altos e demanda bastante limitada.

    Curtir

    • Exato. Eu não sou ninguém pra dar pitaco, essas empresas deveriam saber o que fazem, mas se fosse eu, botaria vôos mais baratos num modelo de avião um pouco maior, como por exemplo o Embraer ERJ135ER, que possui configuração pra 37 passageiros. É basicamente um “ônibus voador” (em capacidade de passageiros) e é a jato. Ok, que deve ser mais caro que um turbo-hélice de 9 lugares, mas pelo menos eu acho que teria mais procura. Se o preço bizarro já não exclui 90% dos potenciais usuários, acrescente aí ainda o fato do medo de andar num teco-teco minúsculo à hélice e pronto: fracasso certo (tanto que já fracassou num passado recente).

      O RS tem economia, população e território pra ter vôos assim, inclusive entre cidades do interior, com uma conexão em POA ou alguma outra cidade. Por exemplo, tenho um amigo que se mudou pra Santo Ângelo e ele é de Rio Grande. De ònibus é 9h de viagem, com trocentas paradas. Além de caro é uma viagem infernal, então ele pouco visita a família dele. Mas pensa num vôo Santo Ângelo > POA e uma conexão pro sul do estado e um preço bom, custando no máximo o dobro da passagem de ônibus. Assim como ele, deve ter vários casos. Poderia ter vôos interior > capital de manhã e capital > interior à tarde, POA servindo de hub, gente voando pras principais cidades do estado. Não precisa ter todos os dias da semana, acredito que com preço aceitável, pessoas adaptariam a agenda delas aos vôos se preciso. Pelo menos em trajetos que de ônibus ou carro leve mais de 4h.

      Outra coisa que as empresas aéreas deviam fazer é parcerias com empresas de ônibus. Por exemplo, escolher uma cidade como hub regional e fazer com que empresas de ônibus que atendem a região tenham um horário sincronizado com os vôos que chegam pra ligar às outras cidades vizinhas. Um exemplo é Pelotas e Rio Grande. São duas cidades grandes, mas muito próximas. Não faz sentido ter vôos pras duas cidades. Mas poderiam por exemplo ter vôos pra Pelotas e a empresa aérea ter parceria com a Planalto, DATC ou Embaixador, e ter um ônibus saindo do aeroporto um pouco depois da chegada do avião em Pelotas. Se não há demanda pra um ônibus grande, ao menos um microonibus, tipo as lotações de POA. Aí o passageiro pode comprar uma passagem única POA > RG, fazendo de avião o trecho pra Pelotas que leva menos de 1h e mais 1h de ônibus até RG. Já é menos da metade do tempo que leva de ônibus hoje. O mesmo poderia ser feito na fronteira. Livramento poderia ser um hub regional, atendendo a fronteira, Bagé, Alegrete, Quaraí e Uruguaiana também com parcerias. Noroeste do estado idem. Essas parcerias tornariam mais atrativos os vôos.

      Claro, estou chutando isso tudo, eles teriam que fazer estudos de demanda e viabilidade econômica, mas é certo que tentar o que já falhou, avião minúsculo e caro, esperando resultado diferente, é no mínimo burrice.

      Curtir

  2. Avião de 9 lugares e “a partir” de R$800 ida e volta? Isso aí vai ter o mesmo fim que a finada NHT que fazia exatamente igual.

    No dia que for uns R$300 ida e volta e um avião de verdade, com uns 30/40 lugares, aí pode ser que funcione.

    Curtir

  3. Isso é bem bom, como começo apenas! Todavia o estado gaúcho tem de ser cobrado para estruturar os aeroportos das cidades polo do interior, que ainda se apresentam muito pequenos e precários. Tem de pôr estrutura e dar porte aos terminais do interior, expandi-los, moderniza-los como o PR e SC já fizeram e daí o RS vai ter um setor aéreo forte e pujante, porque nota-se muita demanda reprimida e potencial não falta!

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: