Maior fabricante de rodas gigantes já busca investidores em Porto Alegre

Roda-gigante-de-Chicago

A roda de observação na Navy Pier Ferri, em Chicago

Um representante da Dutch Wheels, maior fabricante de rodas gigantes do mundo, com sede em Weert na Holanda, estava no lançamento do edital para concessão do trecho 2 da Orla do Guaiba, na manhã desta segunda-feira, no salão nobre da prefeitura municipal.

Ele não se apresentou publicamente porque o negócio ainda está na fase inicial de prospecção. Pelo menos uma grande empresa do ramo imobiliário da capital já recebeu sua visita e conheceu as possibilidades do projeto.

A “roda de observação”, como agora se chama a velha “roda gigante”, é uma proposta do arquiteto Jaime Lerner para o trecho 2 da Orla. Seria a cereja do bolo da concessão por 35 anos da área de 134 hectares, com 3,8 km de extensão junto ao Guaiba.

A Dutch Whelles tem rodas gigantes instaladas em 17 países, em cidades como Baku, no Azerbaijão, Montreal, no Canadá, Hong Kong, Chicago, Washington, Cancun.

A mais alta está em Dubai, tem 200 metros, mas é uma exceção entre os modelos fabricados pela companhia holandesa, em que as cadeirinhas balouçantes são substituidas por cabines (gôndolas), envidraçadas com assentos estofados.

Roda-gigante-Dubai (1)

Em Dubai, a maior do mundo, em construção com 200 metros de altura

Seus três modelos principais são:

1) de 40 a 53 metros de altura, gôndolas para 6 pessoas, movimento anual entre 2 e 3 milhões de pessoas

2) de 60 a 140 metros de altura, gôndolas para 8 a 20 pessoas, movimento anual de 3 a 7 milhões de pessoas

3) 100 metros de altura ou mais, gôndolas para 20 a 50 pessoas, movimento de 5 a 3 milhões de pessoas por ano.

O prefeito Nelson Marchezan falou em 80 metros de altura para uma roda na Orla 2, mas é provável é que Porto Alegre tenha que se contentar em ficar na altura de Chicago (60 metros), por questões de custo. Com 20 metros a mais na altura, o custo de construção, em torno de R$ 40 milhões, dobra.

JORNAL JÁ



Categorias:ORLA, Outros assuntos, roda gigante, Trecho 2 da Orla

Tags:,

21 respostas

  1. De tudo isso , me parece que urge uma mobilização da cidadania cobrando dos municipios (Porto Alegre e Viamão) e estado uma solução para a questão do diluvio e poder se ter o melhor aproveitamento da orla.

    Curtir

  2. querem “pintar uma parede com limo”. como vamos levar um turista naquele trecho com o cheiro INSALUBRE de esgoto do Arroio Diluvio ao lado? porque nao se anunciou junto, como contrapartida do privado ou do publico mesmo atraves do DMAE, a despoluição do arroio?
    obra eleitoral! vamos acordar!!

    Curtir

    • Por que o básico não interessa, Anônimo. O que faz as pessoas delirarem são as perfumarias, os devaneios e os holofotes inconsequentes. Eleitor não quer limpeza, educação, segurança. Eleitor valoriza mesmo é Fórmula Indy no centro e roda-gigante no aterro e showzinho de funk. Não interessa que a cidade seja um favelão. O eleitor brasileiro é assim. Merece comer grama a vida toda e ser tratado como cão sarnento.

      Curtir

    • Ás vezes uma coisa puxa a outra. A partir do momento que aquela região for mais aproveitada e as pessoas se incomodarem com o mau cheiro, irão demandar uma solução para o problema da poluição no Dilúvio. Mas é preciso lembrar que o tema do saneamento não está abandonado. A prefeitura concluiu há pouco tempo um mega sistema de transferência e tratamento do esgoto cloacal que parte do centro e vai até a Serraria.

      Curtir

  3. Eu queria implorar para a prefeitura fazer uma roda como o primeiro render divulgado e parecido com a London Eye, onde o aço nao fica tão exposto e tudo é maia delicado, parecendo realmente uma roda solta, esse ultimo render ja me desagradou por aparecer tanto

    Curtir

  4. Sou defensor de áreas publicas e livres para circulaçao, neste edital isto esta atendido, este projeto parece atender as demandas da sociedade e da prefeitura.

    A prefeitura libera a área exigindo investimentos e proibindo a cobrança de entrada para circulaçao de pessoas. A adm publica nao gastara nada para a manutenção e construção, a sociedade ganhará um parque com atrativos comerciais e os investidores terão oque e onde explorar.

    Parece ser algo que agrade a todos, espero que haja bastante atrativos no local alem da roda gigante, tomara que seja um projeto bem bonito.

    Esta área é bem atrativa a investimentos em função de ficar entre os trechos 1 e o futuro trecho 3 da orla, see nao tivesse ocorrido a reformulação da orla (com dinheiro publico) nao seria possivel estes investimentos privados.

    Se o setor publico nao “empreende” as cidades nao avançam sozinhas, a sociedade nao podem fazer tudo sozinhos.

    Curtir

  5. só para finalizar, o Gilberto faz um trabalho sério, buscando a fundo os detalhamentos das novidades de poa, diferente dos meios de comunicação como a rbs que através dos paulos germanos da vida, produzem materiais mal intencionados e tendenciosos. respeite quem está interessado nas novidades de poa e quer debater com embasamento. forte abraço!

    Curtir

  6. “mas é provável é que Porto Alegre tenha que se contentar em ficar na altura de Chicago”
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Curtir

    • Na realidade você conhece algo sobre Chicago além dos belos arranha-céus, a imagem de perfeição que os americanos são mestres em vender!? Lá na terra do casal Obama existe um grau de violência racial ultra absurdo, padrão boa parte do território é como um território de guerra literalmente, a coisa é pesada para valer em níveis que nem aqui rola. Já outro aspecto o clima, meu, pesadelo total! É tanto frio e por tanto tempo, não o friozinho oh da tal serra catarinense não, frio de verdade que faz com que lagos gigantescos que circundam a cidade, dentre os maiores do mundo, ficam congelados. Então… em certos aspectos POA com clima ultra mais favorável, um mix interessantíssimo de culturas que convivem até que muito bem, um lago cheio de potencialidade para aproveitamento turístico, uma população jovem e tri criativa, sei lá, se fica tão atrás da grande ChiCAGO!

      Curtir

      • Tu estás completamente alucinado. Padrão eleitor brasileiro. Só rindo muito.

        Curtir

        • Pois justamente em Chicago as questões raciais são mais amenas do que em outras partes dos EUA. Uma prova de que você deu azar até na hora de chutar. Claro que há violência em Chicago mas em níveis infinitamente menores do que numa cidade bem pertinho de nós…sacou?

          Curtir

          • Tu está bem equivocado Zé. Chicago é uma das cidades mais violentas dos EUA. Em 2016 foram 762 assassinatos, o que é quatro vezes mais do que a média anual de Porto Alegre. Mesmo considerando-se que Chicago tem o dobro da população de Poa, ainda é um número assustador. Pesquise um pouquinho antes de afirmar algo.

            Curtir

          • Eu escrevi sobre questão racial, Régis. Aprenda a ler. E também falei que há violência em Chicago. Como é difícil ler um texto, credo!

            Curtir

  7. Tempo fértil para factóides. kkk

    Curtir

    • meu caro, você gosta de avacalhar aqui no blog! não vejo nenhum comentário construtivo da sua parte. o projeto é bem bacana, poa é uma cidade regional no âmbito mundial e levando em consideração os últimos 30 anos de ostracismo, estamos renascendo com excelentes projetos que estão se materializando, como o trecho um da orla por exemplo!

      Curtir

      • Ao contrário do teu entendimento de “construtividade argumentativa”, o meu comentário traz a maior contribuição social possível, a saber; quero que as pessoas reflitam e coloquem as suas percepções para FUNCIONAR a respeito de promessas falsas – estritamente eleitoreiras – e deixem de ser ovelhinhas manipuladas por lorotas travestidas de manchetes. O eleitor precisa ter um mínimo de discernimento. Isso é cidadania em uma cidade suja e atrasada, aonde obras se arrastam há anos e sequer se se licitam relógios de rua ou pavimentação asfáltica. Como as pessoas se deixam iludir.

        Curtir

        • Sendo assim, o eleitor fica perdendo tempo discutindo e babando ovo por algo fictício, por uma mentira deslavada, EM VEZ de cobrar melhorias nas coisas básicas do cotidiano de uma cidade suja que nem Poa. Esse desvio de foco é muito conveniente ao gestor público. Sejam mais espertos, sejam mais cidadãos, sejam mais atentos. Não caiam nas ladainhas e artimanhas surradas de quem não consegue sequer fazer o básico-do-básico-do-básico.

          Curtir

          • De fato, adoraria ver uma atração destas em Porto Alegre, porém me parece com o prometido metrô da Maria do Rosário, os Portais da Cidade do Fogaça, o Porto dos Casais do Antônio Brito, e por aí vai. Tem cara e focinho de factóide eleitoreiro, quando nem a entrada da cidade terminam. De toda a forma, fico na torcida para que concluam a orla, com roda gigante e tudo mais e não fiquemos só no sonho da parte 1, gestada pelo Fortunatti.

            Curtir

    • Parei de ler em “Zé”…

      Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: