Usina do Gasômetro terá a maior reforma em mais de 90 anos

GP - Lançamento do Edital de concorrência pública internacion

Edital de concorrência internacional para obras foi lançado nesta segunda-feira  Foto: Ricardo Giusti/PMPA

Menos de uma semana depois de devolver o Largo dos Açorianos aos porto-alegrenses, a prefeitura lançou, nesta segunda-feira, 26, o edital de concorrência pública internacional para obras de requalificação da Usina do Gasômetro, fechada desde 2017. Os investimentos, estimados em R$ 12,5 milhões, são oriundos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e de recursos próprios do Município. O projeto integra a remodelação da Orla do Guaíba e será a maior intervenção realizada nos mais de 90 anos do prédio.

A apresentação do edital ocorreu na Pinacoteca Aldo Locatelli do Paço Municipal, com a presença do prefeito Nelson Marchezan Júnior. Marchezan explicou que o projeto inicial previa a necessidade R$ 40 milhões, mas foi aperfeiçoado para garantir que terá os recursos para ser entregue.

“Só vamos iniciar obras que tenhamos condições de dar seguimento, e as reformas aprovadas pela Câmara de Vereadores nos deram essa possibilidade. Não será mais uma obra começada e parada por falta de planejamento, erro no projeto ou falta de recursos próprios. Desde 2015, a prefeitura não conseguia aprovar financiamentos. Agora, temos previstos R$ 668 milhões”, afirma, ressaltando que hoje tem um discurso mais realista e otimista em relação à capacidade de investimentos do Município. Marchezan destaca ainda que a Usina estará aberta a todos os 1,5 milhão de porto-alegrenses. “Direcionamos os recursos para quem mais precisa, para que todos tenham acesso à cultura e inovação”, completa.

A empresa ou consórcio de empresas que vai executar as obras será conhecida por meio de uma licitação na modalidade concorrência pública de âmbito internacional. Do total a ser investido, R$ 10 milhões virão de empréstimo junto à CAF e R$ 2,5 milhões, dos cofres da prefeitura. A compra de equipamentos para o Teatro Elis Regina e a sala de cinema PF Gastal precisarão ainda de mais R$ 2,5 milhões, também incluídos no orçamento municipal. A abertura dos envelopes deve ocorrer no dia 26 de setembro e o início das obras, ainda este ano. A previsão é de 14 meses de duração, a partir da ordem de início.

O diretor da Usina do Gasômetro, Luiz Armando Capra Filho, explica que o projeto é da 3C Arquitetura e Desing e tem aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae), Conselho do Patrimônio Histórico Cultural da Secretaria Municipal da Cultura (Compahc) e Plano de Proteção Contra Incêndios (PPCI), liberado em julho pelo Corpo de Bombeiros. “A usina é tombada duas vezes: pelo município e pelo Estado. Esse projeto é seguro, funcional e respeita o patrimônio histórico”, afirma.

Modernização – Com a reforma, os espaços ganharão equipamentos modernos, mas manterão a essência de exibição de espetáculos experimentais.  A ideia é que, com as operações comerciais, a Usina se torne financeiramente sustentável. Para maior segurança, está planejada a modernização da infraestrutura do prédio. O cinema, por exemplo, vai sair do terceiro andar para o térreo (embaixo do teatro). Duas novas escadas, uma voltada para os trilhos do aeromóvel e outra para acesso ao terraço, vão reforçar a independência dessa área.

Segundo o secretário municipal de Cultura, Luciano Alabarse, o lançamento do edital é um momento histórico para a vida da Usina do Gasômetro. “É uma obra que encontrará a alma de um povo”, diz ele. Presente no evento, a secretária estadual de Cultura, Beatriz Araújo, diz reconhecer a complexidade do projeto, do processo de contratação e as dificuldades em buscar entendimento entre todos os órgãos. “Será uma entrega relevante para todo o Estado, e torcemos para que tudo dê certo”, observa.

A secretária municipal de Planejamento e Gestão, Juliana Castro, ressalta a importância das obras do Gasômetro, que integram um projeto amplo de requalificação urbana da Orla do Guaíba e de parte da área central da cidade. “É um orgulho estar aqui. Este é um projeto que passou por diversas etapas e trará benefícios à população”, salienta. O vereador Reginaldo Pujol lembra a entrega do Largo dos Açorianos revitalizado, na última quinta-feira, 22, e que o local foi tomado por visitantes no final de semana. “Quando não se tem recursos na área cultural, temos que procurar. Vejo que várias das minhas expectativas estão se tornando realidade”, completa.

Também participaram do evento o vice-prefeito Gustavo Paim; os secretários municipais de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen; o adjunto da Cultura, Leonardo Maricato; de Comunicação, Orestes de Andrade Júnior.; de Educação, Adriano Naves de Brito; o presidente da EPTC, Fábio Juliano; a presidente da Fasc, Vera Ponzio; os vereadores Luciano Marcantônio, Moisés Barboza, Claudio Conceição e Mauro Pinheiro; o diretor de Inovação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Paulo Ardenghi; o presidente da Câmara Riograndense do Livro, Isatir Bottin Filho; o presidente da Fundacine, Beto Rodrigues; a diretora do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do RS, arquiteta Renata Horovitz; o gestor da Tecnopuc, Luis Villwock; a presidente da Associação Amigos da Memória do Hospital São Pedro, Andrea Mostardeiro Bonow; e o presidente da Aldeia da Fraternidade, Alfredo Fedrizzi, entre outras autoridades e convidados.

O QUE O PROJETO PREVÊ PARA A ESTRUTURA DO PRÉDIO

– Assentos e pergolados para apreciar a vista do Guaíba.

– Restaurante com vista panorâmica no quarto andar.

– A sala de cinema P.F. Gastal será requalificada e mudará do terceiro andar para o térreo.

– No segundo pavimento, ficará o Teatro Elis Regina, no formato de arena. Os assentos em volta do palco poderão abrigar até 300 pessoas.

Todos os espaços serão 100% acessíveis a pessoas com deficiências.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Outros assuntos, Reforma Usina do Gasômetro, Restaurações | Reformas

Tags:,

7 respostas

  1. Uma boa e algo necessário. Com certeza vai agregar mais valor para a Orla e para a cidade. Me pareceu que tudo que está sendo proposto é válido e bacana, especialmente um Teatro Elis Regina devidamente estruturado bem como a exploração do terraço com vista para o lago. Não vi nada a respeito, mas no começo do ano estive aí e a pintura do prédio grita ser refeita, então espera-se que o prédio receba uma pintura nova feita no capricho que merece. Porto Alegre, caminho sem volta para ser melhor e mais agradável.

    Curtir

  2. Espero que tenha um restaurante ou bar em parte do terraço.A cidade não tem opções nas alturas.

    É espero que o terraço seja bem belo

    Curtir

  3. Algo muito errado aconteceu nesta intervenção na Voluntários.

    Curtir

  4. Ótima notícia, mas quando é que vão dar um jeito naquela obra da Voluntários? Às vezes, tenho que ir de ônibus do interior para POA e passo por ali. Aquilo parece um cenário de guerra civil de alguma cidade da Síria, com a diferença que na Síria provavelmente não há tantos mendigos, prostitutas baratas e crackudos. Se aquilo não é prioridade da prefeitura, não sei o que pode ser.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: