Total de faixas exclusivas para ônibus vai mais do que dobrar

imagem200700

Ocorreu, na manhã desta sexta-feira, 13, a apresentação do Projeto de Priorização do Transporte Coletivo, no Salão Nobre do Paço Municipal
Foto: Joel Vargas/PMPA

A prefeitura vai mais do que dobrar o número de faixas exclusivas para o transporte coletivo em Porto Alegre. Nos próximos seis meses serão implantados 22 quilômetros em 16 trechos da Capital, aumento de 130% em relação aos 17 quilômetros existentes hoje. A ampliação faz parte do Projeto de Priorização do Transporte Coletivo, apresentado nesta sexta-feira, 13, pela  Prefeitura de Porto Alegre e a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

As medidas contribuem para a regularidade da operação e mais agilidade nas viagens, e também para a diminuição no tempo do deslocamento dos usuários. Isso atrai novos passageiros, pois melhora a qualidade do serviço. Além disso, com viagens mais rápidas, sem congestionamento, é possível economizar combustível, o que influencia na redução geral do preço da passagem. Os locais foram escolhidos a partir de um trabalho de diagnóstico, desenvolvido pela EPTC, que identifica os principais gargalos de transporte que devem ser solucionados para melhorar a circulação dos coletivos.

Locais que receberão faixas exclusivas – Avenida Independência, Mostardeiro, Goethe, Rua da Conceição (dois sebtidos), avenida Mauá, avenida João Goulart, Loureiro da Silva (sentido túnel), Paulo Gama / Luiz Englert, avenida Siqueira Campos, avenida Ipiranga trecho II e III, avenida Silva Só, avenida Azenha, avenida 24 de Outubro e avenida Plínio Brasil Milano.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior afirma que este é um marco importante para a cidade, que beneficia diretamente 370 mil pessoas que usam o transporte coletivo diariamente. Marchezan ressalta a necessidade da população entender as mudanças que estão sendo feitas para recuperar a viabilidade do transporte público. “É preciso valorizar o interesse coletivo para construirmos uma Porto Alegre melhor para todos”, diz.

Segundo o secretário extraordinário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Rodrigo Mata Tortoriello, a medida resgata uma iniciativa de 1977, com a implantação dos corredores de ônibus, do qual a Capital gaúcha foi pioneira. “São ideias que podem transformar a forma de locomoção da cidade. Agradeço ao prefeito por enfrentar os desafios que podem mudar a realidade do transporte coletivo”, destaca o secretário, ressaltando que a medida deve atrair mais passageiros.

O diretor-técnico da EPTC, Marcelo Hansen, explicou que cada usuário que usa as 154 linhas dos itinerários que vão receber a medida (41% do total das 373 linhas da capital) terá um ganho médio de 25 minutos no deslocamento. Varia de 5min até 35 min, dependendo do trecho utilizado. Atualmente Porto Alegre conta com 17 km de faixas exclusivas.

O diretor-presidente da EPTC, Fabio Berwanger Juliano, destaca que a qualidade de vida de uma população está ligada, também, à qualidade do transporte público. “Não é só uma obra, mas uma mudança de cultura. É uma missão priorizar o coletivo para quem mais precisa”, afirma ele.

A presidente da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Tula Vardaramatos, elogiou o trabalho realizado pela equipe da EPTC e disse que o usuário será o maior beneficiado. “O transporte coletivo necessidade de uma via segregada. Teremos uma cidade mais humana e sustentável”, salienta.

O presidente executivo da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha, também elogiou a iniciativa. “A intervenção urbana para a implantação de faixas exclusivas de ônibus é barata e rápida, com enorme retorno para a sociedade”, destaca.

Presente no evento, o vereador Reginaldo Pujol lembrou da década de 70 quando participou do projeto dos corredores de ônibus e elogiou a coragem da administração Marchezan em enfrentar as mudanças necessárias.

Serviços – A Divisão de Conservação de Vias Urbanas (DCVU) tem atuado em diversas frentes para requalificação asfáltica de trechos que receberão as faixas exclusivas. Entre os locais que já receberam intervenções estão as avenidas Independência, Mostardeiro, Goethe, Mauá, Loureiro da Silva (sentido túnel), Paulo Gama e Luiz Englert.

Também participaram do evento os vereadores Mauro Pinheiro; Valter Nagelnstein;  secretário de Comunicação, Orestes de Andrade Jr.; diretor de operações da EPTC, Paulo Roberto Ramires; diretora-presidente da Carris, Helen Machado; vice-presidente da Associação dos Transportadores de Passageiros, José Alberto Guerreiro, diretor executivo da ATP, Gustavo Sminovschi; coordenador de Mobilidade Urbana do Programa Cidades do WRI Brasil, Guilhermo Pelzhold; diretor do Sindicato dos rodoviários, Sérgio Edson Lopes; diretor da estação rodoviária de Porto Alegre, Giovani Luigi, entre outros convidados.

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:Corredores ônibus, Meios de Transporte / Trânsito, onibus, Outros assuntos

Tags:, , ,

19 respostas

  1. Essas faixas são importantes para o deslocamento de grandes massas. O problema que vejo é na execução do processo de pintura e no final das faixas exclusivas. Cito o exemplo do final da av. Ipiranga, centro-bairro, com a av. Antônio de Carvalho. Ali, os ônibus saem da faixa exclusiva e algunst em que cruzar toda a av. Antônio de Carvalho para fazer o retorno e subir essa avenida (linha T4) ou seguir pelo corredor da av. Bento Gonçalves. Creio que ali deveria ter um semáforo exclusivo para os ônibus com sensor presencial, assim, quando houver ônibus no local, o sinal para os carros fecha, tornando mais fácil a travessia dos coletivos.

    Agora, neste novo planejamento, vejo um problema do mesmo tipo em relação à Rua da Conceição e à av. Mauá. Na Rua da Conceição já há muita bagunça por conta da Rodoviária, a saída da cidade e as diversas entradas para o centro ou para a zona da Voluntários da Pátria. É mais um local em que o planejamento será crucial… Vejo que a faixa exclusiva deve ficar à esquerda dos carros dentro do túnel, mas em frente à Rodoviária nascerá um problema pois os ônibus terão que cruzar para o lado direito da rua e, neste caso, também sugiro um semáforo a fim de evitar problemas.

    Já na av. Mauá, os ônibus saindo da Rodoviária deveriam trafegar pela direita ou pela esquerda? Talvez pela esquerda mesmo, porém há muitos estacionamentos e entradas para o centro histórico, assim complica para o deslocamento dos coletivos. Se jogar para a direita a faixa exclusiva, complica para quem está entrando na cidade vindo da Castello Branco… Quero só ver como farão.

    Também acho que deveria haver um semáforo para os carros e ônibus no cruzamento que pintaram em frente à Rodoviária a fim de evitar acidentes dos motoristas desatentos…

    Só algumas observações de quem trafega pelas vias diariamente (agora de moto, mas já foi de bicicleta, de carro e de ônibus).

    Curtir

  2. Concordo e falo isso há anos. Isso já caiu de maduro. Não adianta encher de faixas pela cidade se tu tens trocentas linhas redundantes. É só ver a Farrapos ou Assis Brasil em horário de pico. Os carros andam mais rápido que o corredor. Linhas troncais e terminais de transbordo é a única coisa que pode melhorar a visão das pessoas sobre o transporte público. No começo, ela chiariam por ter que fazer baldeação, mas depois de um tempo perceberiam que é mais rápido. Isso, é claro, unido com paradas decentes, limpas e com mostradores digitais nas paradas indicando o tempo pros próximos ônibus, usando o tal GPS instalado nos veículos.

    Curtir

  3. POA só tem 17km de corredores? Só na terceira perimetral tem uns 10 km de corredor, entre a benjamin e a teresópolis. Fora Farrapos, Assis Brasil, Protásio, Bento, Sertório, Érico. Tá muito errado esse número. A não ser que por “faixas” eles queiram dizer essas novas, tipo a da Nonoai/Cavalhada.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: