Projeto do trecho 2 da orla é apresentado em evento na Argentina

GCS - Consulta pública sobre o trecho2 da Orla do Guaíba

Trecho 2 tem 850 metros de extensão, entre a Rótula das Cuias e o Arroio Dilúvio  Foto: Arte PMPA/PMPA

O projeto para a concessão do trecho 2 da orla despertou o interesse de participantes mexicanos, uruguaios, peruanos e argentinos, durante o Congresso de Parques, que termina nesta quarta-feira, 9, em Salto, na Argentina. O estudo sobre o trecho 2 foi desenvolvido pela prefeitura, em parceria com o escritório das Nações Unidas e Serviços para Projetos (Unops).

Nessa terça-feira, 8, o gerente do projeto dessa área da orla na Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas, Rodrigo Góes, falou no evento sobre os trabalhos da capital gaúcha relacionados ao programa para a concessão de parques. A modelagem mostrada gerou muitas perguntas dos funcionários públicos e de empresas privadas, organizações não governamentais e acadêmicos participantes. “Expliquei os detalhes da estruturação do projeto do trecho 2 da orla, que está em fase final de construção, após a consulta pública. O que mais gerou curiosidade foi o modelo que construímos, de um parque público receber melhorias sem a utilização de recursos públicos, trazendo assim mais benefícios à população e turistas, que poderão usufruir do espaço sem cobrança de ingresso no local”, destaca. A apresentação contou com a participação do consultor do Unops, Pedro Lira. A instituição é apoiadora da elaboração do projeto de concessão e do edital, junto com o Instituto Semea.

Trecho 2 – A área concedida tem 134, 4 mil metros quadrados e 850 metros de extensão, mais faixa de água, entre a Rótula das Cuias e o Arroio Dilúvio. O edital para a contratação deve ser publicado até novembro. O critério de julgamento para escolha da vencedora será a maior oferta de outorga fixa. De acordo com os estudos realizados, o investimento estimado é de R$ 70,5 milhões.

Cabe à concessionária vencedora da licitação construir a infraestrutura do trecho, fazer a manutenção preventiva e corretiva das edificações e equipamentos, além de se encarregar da limpeza e segurança no local. O permissionário deve também zelar pela flora e a fauna do parque e monitorar suas condições. Não poderá ser cobrado ingresso para acesso ao parque, mas apenas para uso de equipamentos, como roda-gigante e outros que forem instalados. Banheiros e bebedouros deverão estar disponíveis gratuitamente.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:ORLA, Outros assuntos, Projeto de Revitalização da Orla, Trecho 2 da Orla

Tags:, ,

24 respostas

  1. Legal que apresentaram aos argentinos. Falta apresentar aos brasileiros!

    Curtir

  2. Essa “matéria” da PMPA é tão ridícula que erraram até o nome da cidade. SALTA e não Salto. O quê esperar de uma gestão que não consegue nem saber o lugar aonde foi realizado um “evento” que aliás não tinha nada que ser realizado em uma cidade fora de Porto Alegre, muito menos em outro país, pois o projeto apresentado é aqui e não em Salta. Mas a resposta é > Diárias, turismo e estadias.

    Curtir

  3. Já passou da hora de termos uma marina/atracadouro para quem vem dos clubes até esta área através de embarcação.
    Que seja privada e que se cobre um preço que mantenha o sistema sustentável sustentável

    Curtir

  4. Eu fico curioso para saber qual será a receita estimada do permissionário para recuperar esse investimento de R$ 70 milhões… Torço para que tenha interessados, mas suspeito que inicialmente essa licitação não terá sucesso, assim como ocorreu com o zoológico.

    Curtir

  5. Perguntinha; por quê o projeto foi apresentado na Argentina?

    Curtir

  6. Alguém sabe noticias sobre o Trecho 3 que teve até já empresa com melhor proposta? seriam pelo que eu lembre, alguns duas uteis para contestação e depois o que mais? que enrolação

    Curtir

  7. E o anfiteatro pôr do sol?? Vai sumir?? Não vai mais ter algum local ali para shows? Podiam fazer um com projeto arquitetônico mais bonito né?

    Curtir

    • Espero que sim. Que troço mais feio aquilo! Que construam um novo palco, mais moderno, mais bonito …

      Curtir

      • você está bem enganado. aquele palco é bem modernista. talvez você esteja querendo dizer “um palco mais contemporâneo” hihihihi

        Curtir

        • vocês não entendem nada sobre movimentos artisticos/arquitetonicos e ainda se acham no direito de opinar.
          na boa, apenas parem
          apesar de concordar que deve ser construído um anfiteatro contemporâneo e melhor estruturado, discordo dessas opiniões leigas e sem embasamento algum

          Curtir

          • Olha Camila, como arquiteto que sou discordo totalmente de teu comentário.
            A pessoa, para opinar num site/blog não precisa ter, necessariamente, título superior e muito menos na área artística/arquitetônica.
            Aqueles que voluntariamente escrevem aqui não “se achar no direito”, pois têm todo o direito, tu concordando ou não.
            Comentar arquitetura não é oprimir quem pensa diferente ou é “leigo” no assunto e sim fazer as pessoas compreenderem mais sobre o tema.

            Curtir

          • Perfeito Josiel. 👏👏👏👏👏

            Curtir

  8. Noto a torcida para que não dê certo, impressionante os comentários, estes dois atrativos já não são bons? Temos o pontal evoluindo, o trecho 3 a fazer. O que mais preocupa é a Manu Paz e Amor a frente nas pesquisas, na verdade não merecemos nada.

    Mato e Grama era o que tinha antes por exemplo no trecho, hoje temos restaurantes, um lugar agradável, bonito, de bom gosto, um trapiche bacana…..

    Curtir

    • Eu acredito que o projeto irá andar, independente de quem for. O Jr. não tocou o projeto que o Fortunatti idealizou? O Fortunatti supostamente era de esquerda, enquanto o Jr está mais para a direita… penso que é uma obra que dá voto a quem quer que seja, independente desse pequeno debate que se traduz em esquerda e direita, que parece imperar no debate político do país…

      Mas, de toda a forma, torço para que finalizem toda a orla, e que ainda despoluam o Guaíba e o Dilúvio e que um dia eu possa tomar banho em Ipanema, sem precisar ir para as paradisíacas praias gaúchas! kkk

      Curtir

  9. Mais um questionamento:

    A concessão do parque Farroupilha, onde se realiza os festejos da semana Farroupilha, não terá um projeto muito parecido com o da orla?

    Curtir

  10. O que terá de verdade nesse projeto do trecho 2? Teremos sim a Marina, assim como uma roda gigante?

    Além desses dois atrativos, qual é o foco prioritário do trecho 2 em relação? Paisagismo?

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: