Prefeitura libera tráfego de táxis nas faixas exclusivas

Lei Geral dos Táxis © 2019

Medida terá duração de alguns meses, para teste e avaliação  Foto: Gustavo Roth/EPTC PMPA

O prefeito Nelson Marchezan Júnior anunciou nesta quinta-feira, 24, via Twitter, a liberação de todas as faixas exclusivas da cidade para o tráfego dos táxis. A circulação começa na segunda-feira, 28, e vai durar alguns meses, para teste e avaliação. A medida, que havia meses estava em análise na Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), foi determinada pelo prefeito após a primeira semana de implantação e adaptação dos motoristas às faixas exclusivas para ônibus das avenidas Independência e Mostardeiro.

Com isso, a prefeitura pretende incentivar o uso do táxi, um serviço público que perdeu espaço nos últimos anos. Em 2014, Porto Alegre contava com 10 mil condutores cadastrados. Hoje, são 6.305 – uma redução de 37% nos últimos cinco anos. A frota também apresenta redução. Passou de 3905 prefixos, em 2014, para 3.817 atualmente. Isso significa 88 táxis a menos na Capital – uma média de 17 carros a menos a cada ano.

Ao permitir que os táxis utilizem as faixas exclusivas, a prefeitura está dando mais competitividade ao serviço, principalmente nos horários de pico. A ideia não é nova e já é bastante utilizada em grandes cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Com mais agilidade nas viagens, espera-se uma diminuição no tempo de deslocamento dos clientes. Isso pode atrair novos passageiros e reduzir o consumo de combustíveis e emissão de poluentes.

A EPTC acompanha e avalia continuamente a implantação das faixas exclusivas, assim como outras já instaladas há mais tempo. “É preciso fortalecer o transporte público e os táxis, que, mesmo sendo um meio de transporte individual, fazem parte do sistema de transporte público e contribuem para a redução do número de veículos particulares nas ruas”, diz o secretário Extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello. “As mudanças necessárias para melhorar os deslocamentos na cidade não são imediatas nem compostas por ações isoladas. São um conjunto de estratégias que estamos implementando e ainda vamos colocar em prática”, explica. Segundo o diretor-presidente da EPTC, Fábio Berwanger, além de medidas da administração pública, é preciso uma mudança radical de cultura. Nesta sexta-feira, 25, às 10h, a EPTC recebe sindicatos e representantes dos taxistas para detalhar a proposta e responder a dúvidas.

Faixas exclusivas já existentes – Cristóvão Colombo, Júlio de Castilhos, Independência, Voluntários da Pátria, Cavalhada, Nonoai, Brasil, Bento Gonçalves, Assis Brasil, Icaraí, Ipiranga, Rodoviária (Rua da Conceição), Independência e Mostardeiro.

Faixas exclusivas que serão implantadas até março – Goethe, Conceição – Bairro/Centro, Conceição Centro/Bairro, Mauá, João Goulart, Loureiro da Silva – sentido túnel, Paulo Gama/Eng. Luiz Englert, Siqueira Campos, Ipiranga Bairro/Centro II (Antônio de Carvalho até Barão do Amazonas), Ipiranga Bairro/Centro III (Barão do Amazonas até João Pessoa), Silva Só, Azenha, 24 de Outubro e Plínio Brasil Milano Bairro/Centro.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Meios de Transporte / Trânsito, Outros assuntos

Tags:,

8 respostas

  1. “Já que nós parasitas estatais não sabemos como resolver o problema, apesar da obviedade (acabem com conceções e parem de criar novas vagas públicas ou privadas na city). Vamos piorar a situação expulsando mais passageiros do sistema para os aplicativos (assim os porto alegrenses percebam que o Estado é o inimigo e liberdade de escolher dos indivíduos é a solução)!” disse o parasita estatal da prefa, incompetente com mestrado, segundo o papel rabiscado de alguma fábrica de militante misturada com curso preparatório para parasitagem estatal.

    Curtir

  2. Iníquo . E os táxis dos aplicativos, serão discriminados? Entendi que irão privilegiar apenas os vermelhinhos,que são identificáveis, ao contrário dos de aplicativos. Impraticável porque iníquo. Ademais, o que deveria ser favorecido sempre é o transporte coletivo.

    Curtir

    • Tem muita taxista honesto, não acho que essa modalidade deva acabar. Os carros de aplicativos terão a vantagem do preço mais baixo enquanto os táxis terão a vantagem da agilidade onde há faixas de ônibus. O usuário só ganha com isso.

      Curtir

  3. Só espero que se piorar o trânsito de ônibus nas faixas exclusivas por causa dos táxis que está medida seja revogada.

    É interessante darem este bicho de mercado para os taxistas que cavaram sua própria cova e por fim estão sendo sepultados pelos aplicativos, porém e importante lembrar que o transporte coletivo deve ter preferência sempre

    Curtir

  4. Em São Paulo é assim é o resultado é péssimo! Nos horários de pico os ônibus ficam esperando o cruzamento destrancar enquanto os táxis dão um balão nos ônibus, interrompendo o fluxo normal dos carros e impedindo os ônibus de passar os cruzamentos.

    Curtir

  5. Muito boa. Aumenta a dinâmica do trânsito e melhora o mercado para os táxis.

    Temos acompanhado neste blog diversas atitudes positivas da prefeitura para com a cidade.

    Curtir

  6. No meu entendimento, uma boa medida, pois quem se utiliza do serviço de táxi, normalmente tem pressa.

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: