Edital de concessão do trecho 2 da Orla será lançado nesta terça

GCS - Consulta pública sobre o trecho2 da Orla do Guaíba

Projeto prevê construção de uma das maiores rodas gigantes da América Latina  Foto: Arte PMPA/PMPA

O edital para concessão do trecho 2 da Orla do Guaíba será lançado nesta terça-feira, 14, às 14h, no Salão Nobre do Paço Municipal (Praça Montevidéu, 10).

A concessão, prevista para o período de 35 anos, permite que o poder público estabeleça o que é ideal para o espaço e que o setor privado faça os investimentos necessários.

O objetivo é tornar a Orla do Guaíba um espaço turístico e com mais opções de lazer à população. Entre as intervenções obrigatórias a serem feitas, está a construção de uma roda gigante, que deverá ser uma das maiores da América Latina.

Prefeitura de Porto Alegre

 



Categorias:ORLA, Outros assuntos, Projeto de Revitalização da Orla, roda gigante, Trecho 2 da Orla

23 respostas

  1. Vamos lá,Porto Alegre é uma cidade grande que foi mudando com o passar do tempo.Não é de hoje que muita gente veio do interior e de outros locais no Brasil para viver e trabalhar em nossa cidade.Uma parte veio com dinheiro e qualificação,uma com alguma qualificação e muitos sem qualificação para se virar na urbe.Amplas areas da cidade foram invadidas,ocupadas e cresceram sozinhas e ainda crescem.Quantas pessoas moram em nossa cidade usam seus serviços e não pagam IPTU por exemplo a titulo de imoveis terem pouco valor ou pessoas terem pouca renda.Porto Alegre tem um presidio,não sei se o São Pedro ainda funciona.Adivinha para onde vai as pessoas que saem da cadeia ou eventualmente de hospitais psiquiatricos e a familia não quer,quantos drogados que por sua propria vontade se meteram nesta viagem e sempre repetindo que não dá nada estão nas ruas,alcolatras e tantos outros.Isto é uma situação de grandes cidades pois por pior que pareça ainda há a esperança de comida e atendimento médico quando necessário coisa complicada no interior,entretanto uma das poucas coisas que pode mitigar estas situações é crescimento economico,não vai tirar muita gente das ruas,mas pode dar esperança para aqueles que ainda tem recuperação e podem trabalhar,é uma boa iniciativa.

    Curtir

  2. Eu acho que vocês deveriam ver o turismo como uma consequência positiva mas não como o grande ganho de cada empreendimento. Acho bizarro quando aparece uma noticia de qualquer qualificação urbanística de Porto Alegre as pessoas ficam falando “vai atrair turistas” “o turista” “vai ser bom para o turismo”, enfim, vai ser bom para os cidadãos de Porto Alegre, para a população local, para os moradores do centro!

    Curtir

  3. “Gramado tem uma situação de pleno emprego por causa do turismo.” Óbvio, mas sabe por que Gramado chegou nessa situação de pleno emprego e turismo galopante? Por que ela se preparou e sabe administrar o sucesso. Não foi de graça. A prosperidade de lá não caiu do céu. Entenda isso. e eu mesmo escrevi que são cidades pequenas. E evite esse papinho de esquerda x direita que esse disco já tá arranhado.

    Curtir

  4. Não escrevi sobre investimentos. A minha crítica é sobre a falta de noção da classe média empregada sobre o lugar aonde mora. Não há qualidade de vida num lugar aonde cada vez mais pessoas estão indo morar nas ruas, sem emprego, sem perspectiva alguma. É apavorante cada vez que se anda pelas ruas. Gente maltrapilha, muitos já em doença mental, craquentos, mendigos, pedintes, desabrigados e ambulantes. eu não me interesso nem um pouquinho em morar numa cidade miserável com 3 ou quatro bolsões de civilidade. Porto Alegre é como o Saara, um deserto árido com longínquos e rarefeitos oásis, e pra efeito de turismo, cidade assim não atrai turista algum.

    Curtir

    • Essa é a realidade que tu vive ou que tu vê e não a da cidade!

      Curtir

      • “Essa é a realidade que tu vive ou que tu vê e não a da cidade!” (Jornal do Comércio)

        Esse é o tipo de opinião que tanto ajuda a manter a cidade um lixo. O cara que vem e diz que aqui é bom, aqui é civilizado, aqui é próspero, aqui é organizado, etc. É exatamente esse o tipo de gente que dá sustentação e encoraja os governantes a manter a cidade do jeito que é. Essa é a famosa “descontribuição” desse tipo de opinião. Se, segundo você, eu não faço nada pra melhorar a cidade, então você faz algo 1000 vezes pior. Você elogia o nosso status quo social péssimo e, diretamente, avaliza as políticas públicas e corruptas dos gestores e a má conduta do povo em si. Você, na realidade é um descompromissado com a sociedade. Falta empatia, falta respeito ao próximo, falta senso de observação, falta…cidadania.

        Curtir

        • Não viaja! Tu não deve conhecer nenhuma outra cidade no mundo então! Até mesmo NY tem mendigos, Miami, Chicago… e estamos falando da maior economia do mundo! Não tem nada haver “por causa desse tipo de opinião que fica como tá”. Tu é o típico cidadão porto-alegrense que não aceita nenhuma opinião contrária ao que tu e só tu quer enxergar e te razão! Acho que é por isso que a cidade está assim!

          Curtir

          • Recentemente estive em uma penca de cidades fora. Madrid, Saragoza, Nice, Barcelona, Freiburg, Frankfurt, Roma, Pisa, Veneza, Zurich, Lucerna, Lugano, Verona, Porto, Lisboa, Guimarães, Coimbra, etc. Quem conhece essas cidades sabe o quão LIXO é Porto Alegre. Exceto Roma, que é uma bagunça do *aralho (mesmo assim é 20 vezes melhor do que cá), a diferença não cabe em duas galáxias unidas. Eu sou o “A”típico cidadão porto-alegrense que não acha esta merda aqui o centro do mundo. Tipo, come garrão e arrota caviar, saca? Eu tenho senso crítico, até porque eu tenho termos de comparação vistos in loco.

            Curtir

  5. o cais mauá voltou a estaca zero? quem pode destravar a atual situação(prefeitura,estado,uniao ou judiciario) ? Estão dando prioridade ou vao empurrar com a barriga?

    Curtir

    • Pelo que lembro quem está travando o Cais Maua é o Judiciário. O estado tentou rescindir o contrato.
      Mais de 10 Anos parado e o Judiciário parece estar dando alguma razão ao “consórcio”.

      Curtir

      • Se não aproveitar em um bom momento econômico que se desenha para o país nos próximos anos, vão aproveitar quando para destravar o projeto do cais Mauá?

        Curtir

    • Não se preocupe, quando chegar perto do fim do governo tudo se resolve. A gestão deles é simples, desmonta tudo, deixa tudo no buraco, depois faz algumas melhorias no final do governo que o povo só vai lembrar dos últimos 6 meses mesmo…

      Curtir

  6. Muito bem-vinda essa fase, tipo a cereja do bolo! Fato é que com obras bem feitas, coisas grandiosas e a execução de urbanismo qualificado o potencial de Porto Alegre que é grande, vem à tona. Esperamos muito a revitalização do Cais Mauá também, porque se for feito um bom projeto e o ótimo aproveitamento daquele espaço, a capital gaúcha terá condições plenas de ser um destino turístico e dos mais especiais.

    Curtir

    • Engraçado, parece que você não mora aqui. Como vamos ter qualidade de vida se milhares de pessoas estão cada vez mais indo ter que morar nas ruas? Uma cidade eivada de drogadição e miséria e você lucubrando sobre qualidade de vida potencial. Essa desconexão entre realidade e devaneios é recorrente na classe média. Enquanto a cidade for um grande (e crescente) contingente de miséria e pessoas sem a menor qualificação profissional, não há modo de termos qualidade de vida. Cereja no bolo? Mas que bolo, amigo? Em que lugar você vive? No seu mundo particular isolado da vida lá fora?

      Curtir

      • Mas também é devaneio achar que essas questões maiores geradas pela desigualdade social são resolvidas no nível municipal…

        Curtir

        • Vou te citar alguns exemplos de cidades gaúchas com boa qualidade de vida. Podem ser de pequeno porte, mas mostram que a realidade nacional não é 100% determinante para o status quo nas cidades. Gramado, Nova Petrópolis, Ivoti, Flores da Cunha e Veranópolis. Não são perfeitas mas fazem Porto Alegre estar a dois oceanos de distância. Não é devaneio. As pessoas precisam aprender mais com a observação e menos com conceitos etéreos. A vida é aqui e agora e as pessoas precisam ter o que comer, vestir e onde morar. É o mínimo.

          Curtir

          • Gramado tem uma situação de pleno emprego por causa do turismo. As outras cidades que você citou são minúsculas, não podem ser comparadas a uma metrópole. Se Porto Alegre quiser abocanhar uma parcela do dinheiro dos turistas, precisa fazer exatamente o que está fazendo para se tornar mais atraente, e não apenas um ponto de conexão para a serra.
            Se os esquerdistas estão tendo chilique então a administração municipal está no caminho certo.

            Curtir

          • Porque tu não se muda de Porto Alegre para Gramado? Resolveria teu problema…

            Curtir

      • O que tu faz para melhorar a vida dessa pessoas? O que tu faz para fazer a diferença que o comunismo tanto prega? Chega de viver no “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço “.

        Curtir

        • Faço uma coisa que ninguém aqui faz. Falo dos reais problemas sociais e extremamente abrangentes da cidade. Eu nunca me coloquei como salvador da pátria ou melhor do que os outros. Mas esconder as mazelas brutais (e estruturais) do lugar em que eu moro, isso eu não faço. e esse teu papo furado de “te muda daqui já que não gostas daqui” eu escutei muito na vida. Realmente não tenho a menor intenção de continuar morando aqui, mas enquanto eu estiver por essas bandas, vou falar e vou denunciar as mazelas do lugar aonde moro. Eu nem vou perguntar o que tu fazes pra melhorar a vida das pessoas, por que não me interesso pela tua vida. Me interesso é pela minha qualidade de vida , sim….e pra que eu possa ter qualidade de vida as pessoas que me rodeiam também precisam ter qualidade de vida. Quem não entende isso, vive numa bolha fictícia.

          Curtir

          • Putz, como está cansativo essa coisa de taxar quem tem olhar crítico de comunista. Parece aquelas discussões bobas de facebook, articulada pelos grupos de interesse. Antes que comecem a destilar impropérios, eu não me considero de esquerda, tampouco me vejo como essa direita louca que tem aí.
            A nossa cidade e país têm graves problemas sociais e realmente precisaríamos de uma economia pujante por décadas para diminuir esses problemas e termos uma sociedade educada, civilizada, pacífica e com menos desigualdades.
            Por outro lado, não vejo como problema o investimento na qualificação dos espaços públicos para uso de toda a população (muito bem-vindo se for dinheiro privado). O que já estou escaldado é de projetos de ano eleitoral, e sinceramente, espero que essa Roda Gigante saia do papel e que as pessoas comecem a cobrar e criticar pela despoluição completa do dilúvio, que está ali ao lado, e da bacia do Gravataí e Rio dos Sinos. Seria um sonho ver Porto Alegre com praia de água doce e limpa. Aí sim, trairia turismo para a cidade, pois teria infraestrutura de cidade e natureza de praia de água doce, gerando empregos de verdade e movimentando nossa estagnada economia.

            Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: