Sistema de Proteção Contra Inundações em Porto Alegre é reformado

maua-1536x1020

Dos 14 portões que compõem o sistema, 12 passarão por obras de reparos.
Foto: Maria de Lourdes Wolff/PMPA

As comportas e os portões do Sistema de Proteção Contra Inundações, às margens do Guaíba, em Porto Alegre, começaram a ser reformados. Neste fim de semana, iniciaram os serviços na avenida Castelo Branco, perto do shopping DC Navegantes.

Desde 2019, vem sendo realizado um estudo sobre o muro da avenida Mauá. Um grupo de trabalho será nomeado e terá dez dias úteis para apresentar ao prefeito Nelson Marchezan Júnior as alternativas viáveis, técnica e economicamente, para que o sistema tenha a segurança garantida.

Dos 14 portões que compõem o Sistema de Proteção Contra Inundações, 12 passarão por reparos, como limpeza geral do entorno, pintura, lubrificação, raspagem de pontos oxidados e substituição de partes não recuperáveis.

Os serviços começaram em 20 de janeiro. Três equipamentos no muro da Mauá já foram recuperados (portões 5, 6 e 7).

Jornal O Sul | 8 de fevereiro de 2020

MAPA DOS PORTÕES

infografico_portoes_maua

Imagem: PMPA



Categorias:Outros assuntos

6 respostas

  1. De um lado tem comportas e do outro nada. Tem desassorear/dragar todos afluentes do Guaíba inclusive lagoa dos patos. Proteger todas matas ciliares em beiras das águas.

    Curtir

  2. O meu falecido pai trabalhou ate se aposentar no orgão federal que construiu este sistema contra inundação em Porto Alegre e várias outras obras em areas propicias a inundação,o nome do org]ao era DNOS , com o Governo Collor o orgão foi extinto e a responsabilidade sobre grandes obras de saneamento e drenagens passaram a ser responsabilidade dos municipios,provavelmente sem repassar a grana,isto eu não tenho certeza. Além do muro e das comportas e preciso manter em condições operacionais as casas de bomba,durante os anos 1970 eu ouvia muito meu velho falar quando chovia muito é preciso checar as casas de bomba e em caso de emergencia todo mundo esta automaticamente convocado para trabalhar.Este muro e suas casas de bomba custaram muito dinheiro e foi a solução que as pessoas deram na época,se realmente tem utilidade eu não sei,agora derrubá-lo por estetica porque um zé mané quer queimar um em sintonia com o rio me parece algo temerario,pois ninguem sabe o futuro.

    Curtir

  3. No entanto, acredito que este assunto requer medidas para além da mera manutenção. Requer uma avaliação técnica séria sobre a sua atualização tecnológica que nos permita retirar aquela vergonha e estupidez arquitetônica e urbanística que é o Muro da Mauá ! Qual o Prefeito que finalmente terá coragem para encomendar uma avaliação desta ?

    Curtido por 1 pessoa

    • Tua resposta está na matéria. O grupo de trabalho terá dez dias úteis para apresentar as alternativas ao muro.

      Curtir

      • Verdade Régis… não fica muito claro que objetivo é este… me deu a impressão que a ênfase era verificar a segurança, após estas reformas de manutenção. Me desculpe e… parabéns. Desejo sucesso para este objetivo… já não é sem tempo.

        Curtir

  4. Iniciativas de manutenção da infraestrutura urbana são sempre necessárias… parabéns… poderíam ter vindo já no início da administração… o estado de degradação desta é conhecido há décadas ! Mas é bem vinda, claro !

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: