Estado divulga nota sobre as negociações com a empresa Mercado Livre, que reafirma desistência de investimento em Gravataí

leiteO governo do Estado divulgou nota dizendo que recebeu a informação, nesta quarta-feira (24), de que a empresa Mercado Livre não prosseguirá com a abertura de um Centro de Distribuição na cidade de Gravataí, decisão anunciada publicamente pela empresa em 2019.

Segundo o governo, a Secretaria da Fazenda recebeu e analisou tecnicamente as solicitações protocoladas, tendo o diálogo com os representantes da empresa sido permanente, cordial e construtivo. As negociações foram realizadas até a terça-feira (23), sendo que, na semana passada, já haviam manifestações sobre a desistência da empresa. Ainda conforme o Piratini, seguiam as tratativas iniciadas em 2019, que passaram por diferentes etapas.

O Executivo informa que a empresa Mercado Envios, do Grupo Mercado Livre, protocolou em 2019 solicitação para concessão de Regime Especial para realização de operação de logística completa (Fulfillment). A regulamentação do Estado de São Paulo, então existente, foi utilizada como referência inicial, pelo fato de ser onde estão situados os centros da empresa, em linha com compromisso assumido com o grupo.

O encaminhamento de medida legislativa para a Assembleia não se mostrava necessário por tratar-se de Regimes Especiais de tributação, relacionados tipicamente apenas às questões acessórias de fluxos de notas e cadastros de empresas, informou o governo.

Assim, a Receita Estadual teria elaborado um Regime Especial para a empresa, que viabilizaria este novo modelo de negócio.

Conforme a nota do governo, o detalhamento dos pontos em discussão esbarra no necessário sigilo das discussões comerciais com a empresa, devendo ser preservados aspectos que possam expor os planos do grupo e prejudicar o ambiente de negócios no Estado, inclusive com a possibilidade de novas iniciativas da mesma empresa.

A nota finaliza dizendo que prezou pelo interesse dos cidadãos gaúchos e que respeita a decisão da empresa.

“O governo do Estado reitera que desde o início das negociações prezou pelo interesse dos cidadãos gaúchos e buscou garantir as condições para que a empresa ampliasse seus negócios já existentes no Estado com a instalação do Centro de Distribuição em Gravataí. Também respeita a decisão da empresa, soberana nas suas estratégias de negócios realizados no Brasil, permanecendo aberto para retomar as negociações a qualquer momento”.

O governador Eduardo Leite também postou um vídeo em seu Instagram lamentando o caso, e também dizendo que comparações com o caso da Ford não se justificam, classificando como comparação “injusta e desonesta”.

Leite também citou como exemplo de empenho do governo outra iniciativa, do grupo Santander, que irá gerar 4,5 mil empregos no Estado.

Ele também afirma que como a empresa Mercado Livre ainda não anunciou outro local em definitivo, seguirão tentando manter o negócio. “O jogo só acaba quando termina”, disse o governador.

Prefeito de Gravataí critica governador

O prefeito de Gravataí, Marco Alba, vem criticando a atuação do governo do Estado frente à negociação. No domingo ele fez uma live cobrando o governador para que o negócio não fosse perdido. Segundo ele, o investimento seria de R$ 450 milhões, com geração de 500 empregos diretos e 1.500 indiretos.

Nesta quarta, voltou a fazer live comentando o caso e reforçando as críticas a Eduardo Leite, destacando a crise de trabalho e emprego durante a pandemia.

“Tinha muita esperança, estava com um sentimento extremamente agudo de convicção e vibração de que o governador agiria de forma pessoal e responsável, com o compromisso que tem pelo Rio Grande e o respeito que tem pelo Rio Grande e alimentei a expectativa de que pudesse esse quadro ser revertido. Mas infelizmente, para o nosso Estado e para Gravataí de uma maneira particular, o governador levantou da cadeira tarde demais”, criticou.

Posição da Mercado Livre

Em nota, a Mercado Livre confirmou ter comunicado ao Estado e à prefeitura de Gravataí que não seguirá com o negócio no município, mas que pretende manter o propósito de ficar no Sul do Brasil e também o polo já existente na Capital. Também prevê a abertura de novos service centers no Estado, gerando mais postos de trabalho diretos e indiretos.

Confira a nota:

“O Mercado Livre informa que comunicou ao governo do Rio Grande do Sul e à prefeitura de Gravataí que não seguirá com a abertura de um Centro de Distribuição (CD) local. Conforme havíamos antecipado, mantemos nosso propósito de instalar um CD no Sul do Brasil – um dos mercados mais importantes para nossos usuários -, embora ainda não tenhamos confirmação do novo destino. O Mercado Livre reforça que continuará a investir em sua malha logística no Rio Grande do Sul, mantendo o seu polo de entregas já existente em Porto Alegre e abrindo, em um futuro próximo, novos service centers no Estado, gerando mais de 100 novos postos de trabalho diretos, além dos postos indiretos.”

O SUL



Categorias:Economia, Economia Estadual, Outros assuntos

Tags:, , , , ,

6 respostas

  1. Essas empresas são como gafanhotos. Ficam um tempo gerando “empregos” de 900 reais, sem criar conhecimento, inovação, tecnologia. Não querem pagar impostos, não querem pagar direitos trabalhistas, não querem pagar pelo terreno. Passa o tempo a isenção de impostos vão embora pra outro estado. Gafanhotos, simples gafanhotos.

    Curtir

  2. Prefeito x Governador x mercado Livre, com quem está verdade??? Qual o verdadeiro motivo??? Prefeito e Governador não se conversam?? E o Prefeito não podia ter bancado sozinho ??? Menos empregos ao Rio Grande…Mistérios $$$$

    Curtir

  3. Ué colou a b… na cadeira? Velhas façanhas… Nenhum avanço.

    Curtir

  4. Grande RS, SIRVAM NOSSAS FAÇANHAS…… GOVERNO INCOMPETENTE… cono pode perder um investimento desses.

    Curtir

  5. Mentiroso, já sabia da informação e tentou contornar, saia da Batcaverna Governador, vá para a linha de frente, é disso que se espera de um líder

    Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: