Consórcio Revitaliza será responsável pelo estudo de viabilidade do Cais Mauá

O consórcio Revitaliza fará o estudo de viabilidade da revitalização do Cais Mauá, em Porto Alegre. Composto por oito empresas, ele venceu o processo que selecionou o responsável pela modelagem do projeto de desestatização e a preparação da licitação, a ser realizada pelo governo do Rio Grande do Sul até o fim do ano, com a publicação de edital. A informação foi confirmada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na quarta-feira (28/4).

Terreno do cais tem 181,3 mil metros quadrados, pertence ao Estado e divide-se nos setores de armazéns, docas e Gasômetro – Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O consórcio, selecionado pelo BNDES entre sete concorrentes, é formado por Patrinvest, Machado Meyer Advogados, Dal Pian Arquitetos, ZEBL Arquitetura, Radar PPP, Caruso Engenharia, Apsis Consultoria Empresarial e 380 Volts Comunicação. O valor global da proposta foi de R$ 4.537.200 e será pago pelo futuro administrador do cais.

Em fevereiro, o governo do Estado e o BNDES assinaram contrato para a estruturação da modelagem de desestatização da área. A partir dos estudos técnicos, a parceria resultará na indicação da melhor destinação, seja por meio de alienação, concessão ou parceria público-privada (PPP), entre outras modalidades, para desestatização do terreno que pertence ao Executivo estadual.

Localizado às margens do Guaíba, entre a Usina do Gasômetro e a rodoviária de Porto Alegre, o cais fica em um terreno de 181,3 mil metros quadrados que pertence ao Estado e divide-se nos setores de armazéns, docas e Gasômetro. Segundo laudo do Departamento de Patrimônio do Estado realizado no ano passado, o conjunto está avaliado em R$ 600 milhões

Além dos projetos de engenharia, a contratação contempla a realização de avaliação do imóvel, avaliação econômico-financeira, audiências públicas, roadshow com investidores, editais e demais documentos necessários à execução.

A modelagem ainda passará por audiências públicas presenciais e por meio digital. Estão previstas inclusive a realização de pesquisas e de workshops junto à sociedade civil, para obtenção do melhor entendimento de suas impressões e necessidades sobre o projeto.

Mais informações sobre o processo de seleção do BNDES podem ser obtidas aqui:

https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/transparencia/desestatizacao/processos-em-andamento/revitalizacao-do-cais-maua-rs

Governo do Estado do RS



Categorias:Projeto de Revitalização do Cais Mauá

Tags:

4 respostas

  1. Irão transformar nosso cais bagual em um cais nuttela?
    Pessoal, ele é um cartão postal da cidade e me colocam um food container todo preto lá? Que bom que a estrutura é tipo lego, da para desmontar com facilidade aquele restaurante aberração…Porto Alegre sendo descaracterizada a cads nova obra…vergonha

    Curtir

    • O que tu faz aqui neste blog? Até agora só criticou tudo! Volta pro passado! Nossa cidade é uma metrópole. Tá crescendo, se desenvolvendo. Se não gosta, vai pra uma cidadezinha pequena do interior. Porto Alegre não é pra ti.

      Curtir

  2. Esse prédio da foto parece bem interessante. Alguém tem fotos da decoração interior ?

    Curtir

  3. Gostaríamos que tudo já estivesse pronto, que a área do Cais Mauá já estivesse disponível para o usufruto da população e sendo o cartão-postal mais destacado da capital gaúcha, como já poderia ser há muitos anos. Então mais essa burocracia dá uma sensação ruim, mas… creio pelo que acompanho das tratativas atuais que agora vai! Esse estudo será importante para blindar o projeto das infindáveis contestações produzidas por aquela parcela tacanha de certos cidadãos porto-alegrenses que comungam com aquelas autoridades gaudérias cuja “serventia” doentia é voltada apenas para impedir e retardar o desenvolvimento. Tudo está ficando redondinho dessa vez, e ufa, mas um pouco e poderemos ver o sonho da área do CAIS MAUÁ lindamente revitalizada e elevando PORTO ALEGRE novamente à sua condição merecida como a grande e inconteste Metrópole Austral Brasileira.

    Curtir

%d blogueiros gostam disto: