Prefeitura encaminha ao Estado cronograma para reabertura gradual de grandes eventos

O prefeito Sebastião Melo apresentou ao vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, durante reunião do Gabinete de Crise do Governo do Estado, na tarde desta quarta-feira, 14, uma proposta de novos protocolos sanitários para reabertura gradativa de grandes eventos.

Prefeito Sebastião Melo participou da reunião do Gabinete de Crise do Governo do Estado. Foto: Mateus Raugust/PMPA

Porto Alegre e os demais municípios que integram a R10 (Cachoeirinha, Alvorada, Gravataí, Viamão e Glorinha) sugerem a realização de eventos com ingresso apenas de pessoas testadas e negativadas para Covid-19 e, em um segundo momento, aquelas com esquema vacinal completo.

“A volta gradativa dos eventos é um pedido da região, com muita responsabilidade. Nossa expectativa, em Porto Alegre, é no final de agosto ter 100% da população vacinável já imunizada com a primeira dose e bem avançada na segunda dose. Com o progresso da vacinação, podemos ter uma vida mais normal na cidade” – Prefeito Sebastião Melo.

Segundo calendário proposto pela prefeitura, no período entre 19 de julho e 1º agosto, seriam autorizados eventos com ocupação máxima de 50% do alvará ou do Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI) e limite de público de mil pessoas. Entre os requisitos para realização estariam testagem no momento da entrada, agendamento de testagem por grupos e horários diferenciados, coleta de dados para rastreabilidade e autorização do Escritório de Eventos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDET).

Após, até a segunda quinzena de agosto, podem ser liberadas atividades com 50% da ocupação máxima até 5 mil pessoas. A autorização seguiria avançando de forma gradual, com ocupação de 75% e público de 10 mil e, em setembro, chegar a 20 mil pessoas. A última etapa, prevista para final de setembro, com ocupação máxima de público, exigiria, testagem na entrada ou esquema vacinal completo do público presente, além de autorização do município sede.

Também acompanharam o prefeito na videoconferência com o Estado, o vice-prefeito Ricardo Gomes; o secretário extraordinário de Enfrentamento ao Coronavírus, Cesar Sulzbach; o secretário municipal de Saúde, Mauro Sparta; o diretor da Vigilância Sanitária, Fernando Ritter, o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Vicente Perrone, e equipe técnica das secretarias.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Eventos, Pandemia Coronavírus

Tags:,

7 respostas

  1. na Holanda fizeram um festival pra 20 mil pessoas, só pra pessoas testadas ou vacinadas. 1.000 pessoas saíram do evento com covid, sendo que eles tão com menos transmissão do que aqui e com mais gente vacinada. não é a hora, temos que ser responsáveis.

    https://www.poder360.com.br/internacional/coronavirus-infecta-cerca-de-1-000-pessoas-em-festival-na-holanda/

    Curtir

    • Exatamente, Fred.
      Precisamos manter aberto somente o que precisa neste momento (comércio, indústria, serviços). Apostar em eventos maiores neste momento é dar um tiro no próprio pé.
      Querem ter uma nova avalanche de casos e termos que fechar tudo de novo?
      O povo aguentou até agora, pode segurar mais um pouco!
      Vai de NETFLIX, aproveita a família, faz pequenos eventos em locais abertos, medita, aproveita a natureza…
      Não estamos ainda num patamar de vacinação adequado para permitir grandes eventos.
      Somente políticos negacionistas e lunáticos para quererem tudo de volta ao normal antes da hora.

      Curtido por 1 pessoa

      • Nessas horas eu lembro do filme Tubarão, em que o tubarão mata várias pessoas da cidade, mas o prefeito impede que a praia seja fechada, por medo de assustar os turistas.

        Chocante é pensar quantas gente estariam ao lado dele, hoje em dia. “Das pessoas que sobreviveram ao tubarão ninguém fala nada”, diriam.

        Curtir

  2. Só deveriam pensar em grandes públicos depois de 70% da população com vacinação completa.
    Uma total insanidade de um prefeito negacionista que insistiu até no falso tratamento precoce.

    Curtir

    • Porto Alegre está mais ou menos na média em termos de casos e mortes e melhor que a média em termos de vacinação (68% com 1 dose e 40% com 2 doses), então não sei se outro prefeito menos negacionista teria feito algo muito melhor que isso.

      Curtir

      • Precisa atentar ao fato de que esses números não se referem à população total, mas sim só aos maiores de 18 anos.

        Curtir

        • O maior responsável pelo sucesso da vacinação no RS é o governador Eduardo Leite, que entregou a elaboração do plano de distribuição para os profissionais (o contrário do que fez o Governo Federal). O RS é o segundo estado que mais vacinou proporcionalmente no país. 63,9% da população adulta já recebeu pelo menos a primeira dose. A vacina chega de manhã no Salgado Filho e na primeira hora da tarde já está no braço das pessoas.

          Quanto ao Melo, não sei exatamente se é negacionista. Ele se elegeu buscando agradar a gregos e troianos. Quando ele assumiu, solicitou 25 mil doses de hidroxicloroquina para agradar a Turma do Chapéu de Alumínio que acredita no “tratamento precoce”.

          Dada a incompetência do Pazzuelo e deste Governo como um todo, já foi um grande sucesso terem entregado aqui na capital e não em Porto Alegre do Norte, no Mato Grosso…

          Curtir

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: