Prefeitura firma parceria com a UFRGS para elaboração de laudo estrutural do Esqueletão

Foto: Gilberto Simon – Arquivo Porto Imagem

A Prefeitura de Porto Alegre firmou acordo de cooperação com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) para a elaboração de laudo técnico necessário para avaliar as condições do Edifício Galeria XV de Novembro, conhecido como “Esqueletão”. A parceria foi oficializada nesta segunda-feira, 19, em ato realizado na reitoria da universidade.

“Agradecemos muito essa qualificada parceria, para que possamos tomar uma providência o mais rápido possível”, manifestou o prefeito Sebastião Melo ao reitor Carlos André Bulhões Mendes. A partir do laudo, que ficará a cargo do Laboratório de Ensaios e Modelos Estruturais (Leme), será possível definir qual o destino que será dado à estrutura.

Os especialistas da UFRGS farão uma inspeção do espaço, visando identificar todos os problemas estruturais existentes e mensurar a gravidade. Caso seja necessário demolir, a prefeitura pode solicitar ao proprietário que execute os trabalhos. “Precisamos pensar nesse Centro do futuro”, afirmou o diretor da Escola de Engenharia da UFRGS e líder dos Grupos de Pesquisa Leme, professor Luiz Carlos da Silva Pinto.

Para Schirmer, trata-se de um avanço significativo no processo de revitalização do Centro Histórico que vem sendo realizado pela PMPA. “ Com a elaboração do laudo poderemos, enfim, decidir o futuro da estrutura. É necessário dar vida àquela região e isso passa por uma solução definitiva para o prédio”, avalia.

O prazo previsto para o convênio é de 13 meses, com 22 semanas de atividades técnicas. “Serão realizados levantamentos, ensaios de campo e vistorias que incluem o uso de equipamentos como drones. A prefeitura irá investir um montante de quase R$ 255 mil reais para que possamos identificar a real situação em que se encontra a construção” pontua o secretário de Obras e Infraestrutura, Pablo Mendes Ribeiro.

Desde o início da gestão, as equipes da prefeitura mantêm diálogo com as 16 famílias que estavam instaladas no prédio. Após negociação, sete saíram voluntariamente e foram atendidas com auxílio moradia. Atualmente, nove famílias permanecem no local, em processo acompanhado pelo Departamento Municipal de Habitação (Demhab), pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) e pela Procuradoria-Geral do Município (PGM).

Também participaram do encontro os secretários de Mobilidade Urbana, Luiz Fernando Záchia, de Governança e Coordenação Política, Cassio Trogildo e os vereadores Jesse Sangalli e Alexandre Bobadra.

Prefeitura de Porto Alegre



Categorias:Arquitetura | Urbanismo, esqueleto, Revitalização do centro

Tags:, ,

Faça seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: